24 de maio

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal

Conheça a RA

As terras que hoje constituem a Região Administrativa RA-XIV pertenciam, antes da mudança da nova capital, às fazendas Taboquinha, Papuda e Cachoeirinha. Com o início das obras da construção de Brasília, essas fazendas foram desapropriadas e a partir de 1957, nelas se instalaram olarias. Posteriormente, as terras foram arrendadas por meio da Fundação Zoobotânica do DF, com objetivo de atender a demanda da construção civil existente na época. Mesmo com as olarias desativadas, a população permaneceu na área desenvolvendo-se um vilarejo, ao longo do córrego Mata Grande e Ribeirão Santo Antônio, que ficou conhecido como Agrovila São Sebastião. No princípio a Agrovila era habitada por comerciantes de areia, cerâmica e olaria. Com a intensificação da imigração surgiram várias invasões de áreas públicas cujos moradores, posteriormente, foram removidos para a localidade. Até 1993, a Agrovila São Sebastião fazia parte da RA VII – Paranoá, e por meio da Lei nº 467/93, de 25 de junho de 1993, foi criada oficialmente a Região Administrativa São Sebastião. Até 2004 parte do Jardim Botânico fazia parte da região, quando a Lei 3.435 de 31/08/2004 a transformou na Região Administrativa XXVII.

A Região Administrativa de São Sebastião – RA XIV – completou 30 anos em 25 de junho de 2022. O território da RA ocupa uma área de 26.270,52 hectares e o abastecimento de água na RA é realizado pelos reservatórios do Torto, Santa Maria, Bananal e Cabeça do Veado

A população urbana de São Sebastião foi estimada, no ano de 2021, em 118.972 habitantes, de acordo com a PDAD – Pesquisa Distrital por Amostra de Domicícios, publicada pela antiga CODEPLAN, hoje em liquidação, sendo criado em seu lugar o Instituto de Pesquisa e Estatística do Distrito Federal – IPEDF .

A maioria da população é constituída por mulheres, 51,1%. A idade média da população ficou em torno de 29 anos.

 


Quanto à origem dos moradores, 51,2% informaram ter nascido fora do DF. Para os que não nasceram no DF, o estado mais reportado foi Minas Gerais, segundo 24,2% dos entrevistados. Para todos os moradores do DF, o tempo médio de moradia na capital federal é de 19,1 anos, enquanto o tempo médio de moradia da RA é de 13,9 anos. Sobre aqueles que vieram para o DF ou que deixaram o território, mas retornaram posteriormente, foi questionada a motivação que os levou a fazer isso. Para 34,3% dos responsáveis dos domicílios, acompanhar parentes ou reunião familiar foi a principal razão da movimentação.

Outros dados podem ser vistos no relatório extraído da Pesquisa Distrital por Amostragem de Domicílios de 2021


 

Mapa do site Dúvidas frequentes