19 de maio

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal

Destaques

AVISO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº 01/2024

APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS DE PREÇOS

A Administração Regional de São Sebastião RA-XIV, torna público o Aviso de Dispensa de Licitação nº 01/2024, destinado à contratação de empresa para fornecimento de alimentos tipo: bolo temático e bolo em pedaços, para pronto consumo (lote I); e refrigerantes e sucos (lote II), que serão disponibilizados durante as festividades em comemoração ao 31º Aniversário da Cidade de São Sebastião, da Região Administrativa da RA-XIV, de acordo com as condições, critérios e procedimentos estabelecidos neste Aviso e seus Anexos, objetivando obter a proposta mais vantajosa, observadas as datas e horários discriminados. O critério de julgamento será o de MENOR VALOR GLOBAL POR LOTE, por DISPENSA DE LICITAÇÃO, nos termos do inciso II do art. 75 da Lei nº 14.133, de 1º de abril de 2021.

Chamamento Público para a criação da Comissão de Defesa do Meio Ambiente do Distrito Federal (CODEMA), de São Sebastião. Em breve…

 

Unidade móvel do Hvep iniciou atendimento em São Sebastião

A população de São Sebastião vai contar com atendimento gratuito para animais domésticos nos próximos três meses. A unidade móvel do Serviço Veterinário Público (Hvep) estacionou nesta segunda-feira (13) na região administrativa, e passa a prestar assistência no estacionamento da Administração Regional (Quadra 101, Conjunto 08), com entrega de dez senhas diárias, sempre a partir das 8h.

  A unidade móvel do Serviço Veterinário Público ficará no estacionamento da Administração Regional de São Sebastião pelos próximos três meses | Fotos: Paulo H. Carvalho/ Agência Brasília

Cada tutor poderá levar até dois pets para a unidade, que faz o atendimento primário de cães e gatos oferecendo recepção, triagem, atendimento clínico e ambulatorial, coletas para exames de sangue (hemograma e bioquímicos) e também vacina antirrábica.

É importante destacar que o serviço não oferece atendimento cirúrgico, castração, nem exames de imagem (raios X, ultrassom) no local. Havendo necessidade, esse tipo de exame pode ser agendado na unidade fixa do Hvep, que fica em Taguatinga, próximo ao Parque Lago do Cortado.

De acordo com a subsecretária de Proteção Animal, Edilene Cerqueira, a expectativa é atender cerca de 210 animais por mês, com a demanda variando de acordo com a região. No Recanto das Emas, última região atendida pelo Hvep móvel, foram realizados mais de mil atendimentos durante os três meses de trabalho.

“A gente seleciona regiões que têm uma população com menor poder aquisitivo e que normalmente não têm condições de levar o animal ao serviço veterinário. Então, o objetivo de trazer a unidade móvel para cá é fazer a prevenção, para que o animal tenha esse cuidado prévio e seja possível aumentar a saúde e o tempo de vida dele”, afirma a subsecretária.

Mais acessível

Os exames e triagens são realizados na parte da manhã, seguindo a ordem das senhas distribuídas. O retorno dos animais previamente agendados é efetuado na parte da tarde.

 O gatinho Fred Nicácio passou por exames e recebeu vacina na unidade móvel do Hvep, em São Sebastião

A estudante de biologia Camila Maia, 19, trouxe o gatinho Fred Nicácio para receber atendimento na unidade móvel, para exames e vacina. Ela soube do serviço por meio das redes sociais do GDF e resolveu ir bem cedo para aproveitar a vaga disponível perto de casa. “Eu acho maravilhoso porque eu já queria levar meu gato ao veterinário, só que o hospital público lá em Taguatinga é muito concorrido. Aí apareceu a unidade aqui e eu nem sabia que existia o atendimento móvel, então eu fiquei muito feliz”, declara.

A recepcionista Damiana Santos, 42, também foi uma das que chegou cedo para garantir o atendimento da cadela Maia e cuidar da tosse que ela vem apresentando há alguns dias. Ela destaca a importância da gratuidade do serviço. “Aproveitei e trouxe ela, porque eu não teria condições de pagar uma consulta particular agora. Eu acho um serviço muito importante porque, além dessa parte financeira, a gente não tem que se deslocar tanto para procurar um atendimento, já que é próximo de casa”, observa a moradora da região.

Por Jak Spies, da Agência Brasília 

Artesãos e manualistas da cidade estão convidados para um encontro com as gestoras do Sebrae, Poliana Oliver e Juliana Mota, no dia 22/05, às 19h, na Biblioteca Pública de São Sebastião. Venha discutir conosco sobre o Prêmio Brasília de Artesanato e Manualistas.

Garanta sua participação! A inscrição deverá ser feita clicando no link a seguir: Formulário de Inscrição Bate-Papo Prêmio Brasília

MEI e empregador doméstico têm até agosto para se cadastrar no DET; veja o que fazer

  Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

MEIs (microempreendedores individuais) e empregadores domésticos têm até agosto para se cadastrarem no DET (Domicílio Eletrônico Trabalhista). O término da inscrição seria em 1º de maio, mas foi prorrogado pelo governo federal.

O DET é o canal de comunicação entre a fiscalização trabalhista e os empregadores domésticos e MEIs. A inscrição deve ser feita por meio do site do DET e possibilitará que os cadastrados recebam as comunicações dos fiscais nos contatos indicados.

Caso o MEI ou o empregador doméstico não realize o cadastro, ele pode ser multado se receber uma notificação e não responder em até 15 dias. A notificação será enviada para o contato cadastrado no DET.

“O empregador que for notificado por auditor fiscal e não responder a notificação poderá ser autuado e multado com base no artigo 630 da CLT [Consolidação das Leis do Trabalho], mesmo que não acesse a caixa postal do DET, uma vez que após 15 dias da notificação, a ciência é tácita (presumida)”, afirmou o auditor fiscal do trabalho, Bruno Carlo Wanderley.

O artigo citado fala sobre a atuação do fiscal e o inciso 6º prevê punição de multa, que varia de metade do salário mínimo regional a cinco vezes o salário mínimo regional para quem impeça o servidor de ter livre acesso às dependências do estabelecimento a ser fiscalizado.

Esse acesso será solicitado pela notificação, que será enviada na caixa postal do DET do cadastrado. De acordo com o Ministério do Trabalho e Emprego, a criação do DET dispensa que o empregador seja informado da notificação pelo Correio ou outros meios. A comunicação será feita pela nova plataforma.

VEJA ABAIXO O PASSO A PASSO PARA SE CADASTRAR NO DET

Acesse o site do DET

É preciso ter conta nível prata ou ouro no portal gov.br para fazer o cadastro. Clique aqui para saber como criar a conta e atingir o nível exigido.

Cheque os dados de nome, CPF e endereço cadastrados no gov.br. Caso esteja desatualizado ou errado, faça a alteração no gov.br.

Crie uma palavra-chave. Ela será sempre informada no email que será enviado pelo governo como forma de comprovar que a comunicação veio do ministério do Trabalho e Emprego. Caso a palavra-chave não esteja no email recebido ou se estiver errada, o governo recomenda que o usuário exclua o email, pois pode se tratar de tentativa de golpe.

Em seguida, no item Contatos, clique no “+ Adicionar”, que está do lado direito. Será aberta uma janela e o usuário deve preencher o nome, email e telefone.

O email e o número de telefone serão os locais que receberão comunicações da fiscalização. É preciso que o MEI ou empregador doméstico atualize os dados quando houver mudança.

Clique em Salvar e o cadastro está feito.

O governo enviará alertas de notificações para os contatos informados pelo usuário. Quem receber o alerta deve acessar o sistema do DET e checar a sua caixa postal onde estará a solicitação feita pelos auditores fiscais.

De acordo com o governo, o email de alerta deverá conter a palavra-chave definida por quem se cadastrou. Caso ela esteja errada ou não conste a palavra-chave, a mensagem deve ser desconsiderada, pois pode se tratar de tentativa de fraude.

Após realizar o cadastro, o MEI ou o empregador doméstico poderá conceder a permissão para um terceiro acessar a sua caixa postal do DET.

Para isso, ele precisa emitir uma procuração ou substabelecimento pelo Sistema de Procuração Eletrônica do governo.

Por: Jornal de Brasília

Os serviços de saúde primários para pets serão oeferecidos gratuitamente na região, por três meses, a partir de 13 de maio, no estacionamento da Administração Regional de São Sebastião

 Diariamente, serão distribuídas 10 senhas a partir das 8h | Foto: Divulgação/Sema-DF

Os serviços incluem recepção e triagem, consultas clínicas, além de coletas para exames de sangue, como hemogramas e testes bioquímicos. Importante destacar que a unidade não realizará procedimentos cirúrgicos, castrações ou exames de imagem, como raio X e ultrassom. Casos que necessitem desses serviços serão encaminhados para agendamento no próprio Hvep.

Diariamente, serão distribuídas 10 senhas a partir das 8h. No período da tarde, a unidade atenderá apenas retornos já agendados. O serviço funcionará de segunda a sexta-feira, oferecendo uma oportunidade de cuidado acessível aos animais de estimação da comunidade local.

O secretário do Meio Ambiente e Proteção Animal, Gutemberg Gomes, ressaltou a importância da iniciativa. “Este projeto reflete o compromisso do GDF com o bem-estar animal e a saúde pública. Ao levar cuidados veterinários a São Sebastião, facilitamos o acesso a serviços essenciais para a comunidade, promovendo a saúde dos animais e, consequentemente, das pessoas”, comentou.

Os serviços incluem recepção e triagem, consultas clínicas, além de coletas para exames de sangue, como hemogramas e testes bioquímicos

 

Por Agência Brasília | *Com informações da Secretaria do Meio Ambiente e Proteção Animal ( Sema-DF)

 

Benefícios sociais ofertados nos Cras e Creas do DF transformam a vida das pessoas

Desde 2019, equipamentos públicos socioassistenciais do Governo do Distrito Federal realizaram 640 mil atendimentos; nenhuma região administrativa está desassistida.

Foi no momento em que mais precisava de ajuda que a diarista Mery Lopes dos Santos, de 42 anos, encontrou, no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) de Samambaia Sul, uma esperança de dias melhores. “Foi a certeza de que eu e meus filhos não iríamos mais passar fome”, afirma a mãe de três crianças.
 

  Mery Lopes dos Santos contou com a equipe do Cras para se inscrever na lista da Codhab | Foto: Lúcio Bernardo Jr./Agência Brasília

 

Beneficiária do programa Prato Cheio, Mery recebe parcelas de R$ 250 para auxiliar a família na aquisição de alimentos. Ela também contou com a ajuda da equipe da unidade socioassistencial para se inscrever na lista da Companhia de Desenvolvimento Habitacional (Codhab) de candidatos a recebimento de uma das unidades erguidas pelo Governo do Distrito Federal (GDF) no Sol Nascente.


 Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

 

O apoio que recebeu no Cras pôs fim a uma espera de mais de 13 anos pela casa própria. “Com a ajuda das meninas do Cras eu pude atualizar minha faixa e acabei sorteada. É uma realização de um sonho e uma felicidade enorme em poder dizer que vou ter moradia para mim e para meus três filhos”, relata. “Hoje, eu posso dizer que o Cras me ajudou a colocar comida na minha mesa e a realizar o sonho da casa própria”, completa.

Assim como Mery, milhares de outros moradores do DF também tiveram a vida transformada pelos centros de Referência de Assistência Social (Cras) e de Referência Especializado de Assistência Social (Creas). Esses equipamentos públicos foram responsáveis por 640 mil atendimentos realizados desde 2019.

É por meio desses centros socioassistenciais que pessoas em risco social e vulnerabilidade conseguem acessar os benefícios e programas desenvolvidos pelo GDF. Representados por siglas semelhantes, Cras e Creas desempenham, contudo, papéis distintos na cobertura e oferta de assistência social aos que mais precisam, ainda que atuem de forma integrada e paralela.

 

 O GDF tem investido na ampliação de unidades socioassistenciais. Atualmente, a capital conta com 32 unidades do Cras organizadas por territórios e divididas por endereço e áreas de abrangência | Foto: Lúcio Bernardo Jr./Agência Brasília

Os Cras têm como principal objetivo a oferta de serviços básicos de proteção social, como orientação e encaminhamento para acesso a benefícios, programas de transferência de renda e atividades socioeducativas.

Já os Creas, por sua vez, têm atendimento voltado para situações de maior complexidade e gravidade, como casos de violência doméstica, abuso sexual, exploração infantil e outras formas de violação de direitos.

"São serviços complementares da assistência social, com objetivos e funções distintas. Ambos ofertam programas, serviços e benefícios da assistência social”, explica a secretária de Desenvolvimento Social, Ana Paula Marra. “O Cras atua na prevenção e no fortalecimento de vínculos familiares. Seu foco é a proteção social básica, atendendo famílias e indivíduos em situação de vulnerabilidade social. Já o Creas presta atendimento a famílias e indivíduos que tiveram direitos violados”, continua a titular da pasta.

Para o subsecretário de Assistência Social, Coracy Chavante, o mais importante na atuação desses equipamentos públicos é garantir a proteção social deste grupo de pessoas. “Quanto maior a capilaridade da atuação de ambos e maior a oferta de serviços, maior é a proteção; é o governo dando segurança para essas famílias que vivem situações das mais delicadas da vida, em completo isolamento social e em situação de insegurança, seja ela alimentar ou de outro tipo”, defende.

Ampliação

Não à toa, o GDF tem investido na ampliação de unidades socioassistenciais. Atualmente, a capital conta com 32 unidades do Cras organizadas por territórios e divididas por endereço e áreas de abrangência. Há, ainda, outros 12 postos de atendimento do Creas espalhados pelas regiões administrativas (RAs), além do Creas Diversidade, voltado especificamente para atender situações de discriminação, seja por orientação sexual identidade de gênero, raça, etnia ou religiosidade.

"Dos 44 centros existentes, cinco foram inaugurados pelo governador Ibaneis Rocha. Eles estão localizados no Sol Nascente, Porto Rico (Santa Maria), Itapoã Parque e o Cras Móvel. Em paralelo, o governo executou reformas em vários equipamentos públicos, como Centro Pop Asa Sul, Centro Pop Taguatinga, Cras Paranoá, Cras Brasília, Casa Flor e Serviço de Acolhimento Institucional para Adultos e Famílias (SAIF Areal)"

Dos 44 centros existentes, cinco foram inaugurados pelo governador Ibaneis Rocha. Eles estão localizados no Sol Nascente, Porto Rico (Santa Maria), Itapoã Parque e o Cras Móvel. Em paralelo, o governo executou reformas em vários equipamentos públicos, como Centro Pop Asa Sul, Centro Pop Taguatinga, Cras Paranoá, Cras Brasília, Casa Flor e Serviço de Acolhimento Institucional para Adultos e Famílias (Saif Areal).

Desde 2019, foram investidos quase R$ 50 milhões para ampliar a rede de assistência social do DF. O montante abrange tanto os investimentos contínuos como os pontuais, como contratos de aluguel, aquisição de computadores, mobiliário e manutenção predial.

Graças ao investimento é possível dizer que, hoje, nenhuma região administrativa do DF está sem amparo. Em todas elas há ao menos uma unidade destinada ao atendimento desse público. E há mais por vir. A Secretaria de Desenvolvimento Social do DF (Sedes) prevê a entrega de novas unidades socioassistenciais no Recanto das Emas, Sol Nascente, Santa Maria, Itapoã, São Sebastião e a reabertura do Cras Samambaia Expansão.

“Temos que lembrar que as pessoas que utilizam o serviço do Cras e do Creas estão em uma situação onde há uma escassez de recurso e acesso a serviço público e, quando o GDF implanta uma unidade próximo da casa delas, o governo acessa quem mais precisa dos serviços públicos”, explica Chavante. “É importante que o estado busque, ativamente, as pessoas que mais precisam dele”, prossegue o subsecretário.

Amparo

O Serviço de Atendimento e Proteção Integral às Famílias (Paif) é o principal amparo prestado pelo Cras. Ele está focado na escuta atenta e em compreender os contextos de vida e interações sociais que envolvem uma família. Com base nessa compreensão, são implementadas medidas para assegurar que a família alcance um nível básico de proteção.

Além do Paif, o Cras também oferece uma série de outros serviços para pessoas em risco social, como: Cartão Creche; Cartão Material Escolar; Cartão Prato Cheio; Cartão Gás; Benefício de Prestação Continuada; Carteira de Idoso; Cesta de Alimentos Emergencial; e benefícios eventuais (auxílio natalidade, por morte, em situações de vulnerabilidade temporária e em situações de desastre e calamidade pública).

Por Victor Fuzeira da Agência Brasília

Na Sala do Empreendedor da Administração Regional de São Sebastião, estão sendo oferecidas declarações anuais de faturamento gratuitas até 31/05/2024.

É uma ótima oportunidade para os empreendedores locais cumprirem suas obrigações fiscais sem custo adicional. Essa medida visa facilitar o processo e demonstra o apoio da Administração ao ambiente empreendedor da nossa região.

 

Restaurantes Comunitários terão cardápio especial de almoço nesta terça-feira (23), em comemoração aos 64 anos de Brasília. Os 16 equipamentos terão atrações culturais e vão servir refeição com direito a sobremesa de bolo de coco gelado.

O cardápio nos Restaurantes Comunitários, na terça-feira, será frango ao molho pizzaiolo, jardineira de legumes, salada, arroz, feijão e, de sobremesa, bolo de coco gelado | Foto: Divulgação/ SedesO cardápio nos Restaurantes Comunitários, na terça-feira, será frango ao molho pizzaiolo, jardineira de legumes, salada, arroz, feijão e, de sobremesa, bolo de coco gelado | Foto: Divulgação/ Sedes

Em comemoração ao aniversário de 64 anos de Brasília, os 16 Restaurantes Comunitários do Distrito Federal, geridos pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), vão servir um almoço especial nesta terça-feira (23). Com o tema Cultura Alimentar em Brasília, a proposta do evento é promover uma ação educativa com foco na valorização cultural brasiliense.

Frango ao molho pizzaiolo, jardineira de legumes, salada, arroz, feijão e bolo de coco gelado vão compor o cardápio de aniversário da capital. Além de uma boa comida, os restaurantes vão receber atrações culturais diversas para o público.

“No Distrito Federal nós podemos ver uma mistura de tradições e sabores”, afirma a subsecretária de Segurança Alimentar e Nutricional da Sedes, Vanderlea Cremonini. “Essa variedade pode ser vista também nos cardápios dos Restaurantes Comunitários, uma vez que o respeito à diversidade cultural é fundamental para garantia da segurança alimentar e nutricional”, completa.

Os Restaurantes Comunitários do DF têm como objetivo principal oferecer refeições de qualidade a preços acessíveis para a população de baixa renda. Eles visam garantir a segurança alimentar e nutricional, além de promover a inclusão social, proporcionando alimentação balanceada a um custo acessível para a população.

“A celebração do aniversário de Brasília nos restaurantes é um marco importante em um equipamento que busca garantir alimentação adequada, em quantidade e qualidade suficiente para todos e, sobretudo, com afeto”, ressalta a secretária de Desenvolvimento Social, Ana Paula Marra.

Almoço especial – Aniversário de Brasília

→ Dia: terça-feira (23)
→ Horário: Das 11h às 14h
→ Local: Restaurantes Comunitários
→ Valor: R$ 1
→ Endereços dos Restaurantes Comunitários

*Com informações da Sedes

Fonte: Agência Brasília

 

 

 

Para estimular o desenvolvimento regional, o ambiente de negócios e a cultura empreendedora no Distrito Federal, o SEBRAE/DF lançou a II Edição do Prêmio Sebrae – DF Cidade Empreendedora. A cerimônia de premiação foi realizada nessa quinta-feira, (11/04/2024).

O prêmio é uma forma de motivar, reconhecer e comunicar à sociedade o trabalho árduo e necessário das Administrações Regionais, Secretarias de Estado e Terceiro Setor em favor dos nossos empreendedores e pequenos empresários do Distrito Federal.

A Administração Regional de São Sebastião participou com o Projeto Oportuniza Jovem, conquistando o 2° lugar na categoria Empreendedorismo Jovem. São Sebastião se destacou com iniciativas que inspiram e promovem o espírito empreendedor entre os jovens, contribuindo significativamente para o futuro da nossa região.

Esta parceria com o PRONATEC e empresários da cidade, teve como objetivo capacitar jovens de 18 a 30 anos e prepará-los para empreender.

Durante o projeto foram feitas diversas ações como: cursos, palestras, visitas técnicas, networks e jantar de negócios como os empresários da cidade e instituições parceiras.

O administrador regional agradece a todos que se envolveram no projeto: servidores, empresários da cidade e entorno, instituições parceiras e aos jovens participantes. Juntos, continuaremos a plantar as sementes de um futuro próspero para nossa comunidade.

ASCOM RA – XIV
📱 📸 📹

▶️📲 Siga nossas redes e fique  por dentro dos nossos boletins informativos.
 

A Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab-DF) convoca 1.069 (mil e sessenta e nove) moradores do bairro Residencial Oeste, em São Sebastião, para que apresentem a documentação necessária visando a titulação de seus imóveis. A coleta inicia no dia 25/03 e a lista com os endereços você pode conferir clicando aqui.

Os convocados podem apresentar os documentos na Administração Regional de São Sebastião, entre os horários de 9h às 12h e 14h às 17h. Além disso, a entrega também poderá ser realizada pelo e-mail citado na tabela abaixo ou por visita domiciliar da Codhab. A data de encerramento será no dia 26/04.

Este é o primeiro passo para o procedimento de habilitação no Regulariza DF. Após a coleta da documentação, a companhia inicia a análise, conforme os critérios legais estabelecidos. Em seguida, os moradores habilitados serão contatados para receber todas as informações sobre a entrega das escrituras públicas.

Data de entrega da documentação: 25/03/2024 a 26/04/2024.

Endereço de entrega: Q. 101 Conjunto 08 – São Sebastião, Brasília – DF, 71692-040.

E-mail: regularizasaosebastiao@codhab.df.gov.br

Na manhã de terça-feira, 23/01/2024, ocorreu uma importante reunião no gabinete da Administração Regional de São Sebastião. O encontro contou com a presença do administrador regional, Roberto Medeiros, juntamente com os conselheiros tutelares da cidade. O principal tema em discussão foi a necessidade de criação de um segundo Conselho Tutelar para São Sebastião.

Diante do crescimento constante da cidade e do aumento expressivo nas demandas atendidas pelo conselho já existente, os conselheiros destacaram a urgência da expansão para melhor atender à comunidade. Na reunião, também esteve presente o Deputado Distrital Rogério Morro da Cruz, que ouviu atentamente os apelos dos conselheiros e assegurou seu apoio na iniciativa de constituir um novo Conselho Tutelar na cidade. Ações como essa refletem o comprometimento conjunto em promover o bem-estar e a proteção das crianças e adolescentes em São Sebastião.

ASCOM – RA XIV 

Na tarde desta quarta-feira, 10/01/2024, a Administração Regional sediou uma reunião com a participação de diversos órgãos do Governo do Distrito Federal (GDF), incluindo o administrador regional Roberto Medeiros. O foco da reunião foi uma discussão sobre o acesso às estradas vicinais que ligam as áreas rurais, com ênfase no acesso ao núcleo rural de Zumbi dos Palmares, ligado à BR 251.

Durante a reunião, também foi abordada a questão da regulamentação desses acessos e, em conjunto com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), foram propostas medidas para melhorar a segurança nas estradas. Entre as sugestões, destacam-se a manutenção das calçadas e a instalação de barreiras eletrônicas no trecho que inclui o acesso do Zumbi dos Palmares à entrada do Balão São Sebastião, com destaque para a área próxima à Unidade de Internação.

Os órgãos presentes na reunião incluíram a Secretaria de Estado de Governo (Segov), Secretaria de Mobilidade (Semob), Companhia de Urbanização Nova Capital (Novacap), Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (Seagri), Dnit, Departamento de Estrada (Der) e Administração Regional.

A discussão teve como objetivo encontrar soluções eficazes para melhorar o acesso nas zonas rurais e garantir a segurança dos motoristas que conduzem na região.
 

ASCOM RA – XIV

 

Atenção comunidade de São Sebastião!

Informamos que estão abertas a partir de 11/01/2024 as inscrições e matrículas para os cursos oferecidos pelo
Qualifica DF Móvel.

Os cursos disponíveis são:
– Administração de Serviços Hospitalares
– Design de Sobrancelhas
– Design Gráfico
– Maquiagem Profissional
– Auxiliar Administrativo

Os cursos terão a duração de 30 dias, com aulas presenciais de segunda a sexta na carreta do Qualifica DE Móvel em São Sebastião, nos turnos da manhã e da tarde.

Para realizar a inscrição e matrícula, é necessário:
– Comparecer à Administração Regional de São Sebastião;
– Apresentar cópia de RG ou CPF, comprovante de residência;
– Ter um número de celular ativo em mãos;
– Estar na faixa etária entre 16 e 60 anos.

As inscrições ocorrerão das 9h às 17h até o dia 22/01, matrículas de 24/01 a 29/01, e as aulas iniciarão em 29/01.

Para mais informações, acesse o site do SEDET: https://app.setrab.df.gov.br/acesso.

Não deixe de se inscrever e garantir sua vaga!

ASCOM RA – XIV

A Administração Regional de São Sebastião reafirma seu compromisso de trabalho comprometido com a melhoria de vida da comunidade. Com relação ao vídeo publicado nas redes sociais relacionado à construção do campo sintético na quadra 302 do Residencial  Oeste, a verdade é que a obra é demanda da Secretaria de Esporte e Lazer e sequer foi terminada. 

A obra ainda está sob a responsabilidade da empresa contratada para a execução. Logo, todo e qualquer ajuste a ser feito, tais como: ajuste do piso, colocação de areia, colocação de triturado de borracha e demais acabamentos, são responsabilidades da executora da obra, motivo pelo qual o portão de acesso ao campo está trancado com cadeado, para impedir o acesso e uso indevido. Tão logo, esteja tudo pronto, e recebido pelo executor de contratos da SEL, o espaço será apresentado e colocado à disposição da comunidade.

Em relação ao vídeo dos bens inservíveis jogados no pátio da Administração, esclarecemos que esta situação é o resultado de anos de descaso e abandono pelas gestões anteriores. Os bens estão sendo colocados um ao lado do outro, pois estamos fazendo um inventário e catalogando todos para que tenhamos condições de buscar destinação para os mesmos, são bens próprios com cargas patrimoniais e não podem ser descartados de qualquer forma.

E quanto à grama alta, todos sabemos que no período das chuvas o capim cresce descontroladamente, porém a Administração está sempre atenta para o controle e cuidado para que não haja qualquer infestação de insetos propagadores de doenças. 


Administração Regional de São Sebastião

Neste Dezembro Verde, a Administração Regional de São Sebastião destaca a importância da conscientização e do combate aos maus-tratos e abandono de animais. Este mês é dedicado a ampliar a reflexão sobre os direitos dos animais e incentivar a sociedade a agir contra práticas prejudiciais a eles.

São Sebastião, assim como todo o Distrito Federal, conta com um importante aliado na defesa dos animais: a Delegacia Especial de Repressão aos Crimes Contra os Animais. Situada no Complexo da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), a nova delegacia atua de maneira incisiva na investigação e repressão a crimes relacionados ao abuso animal, garantindo uma resposta eficaz diante de situações de violência.

A comunidade de São Sebastião é essencial nesse processo de proteção animal. Durante o Dezembro Verde, a Administração Regional promove ações de conscientização, visando informar e sensibilizar os moradores sobre a importância de denunciar casos de maus-tratos e abandono. A participação ativa da população é fundamental para fortalecer o trabalho da delegacia especializada e construir uma cidade mais justa e solidária para nossos companheiros de quatro patas.

Para reportar e contribuir no enfrentamento a crimes contra animais no Distrito Federal, é possível contatar a Polícia Civil fornecendo o máximo de detalhes disponíveis. Utilize os recursos online disponíveis, como o Denúncia Online, ou faça contato por telefone através do número 197. Também é possível encaminhar mensagens de texto e imagens pelo WhatsApp (61) 98626-1197 ou por e-mail. Não há necessidade de identificação do denunciante. Sua colaboração é crucial para promover a segurança e o bem-estar dos animais em nossa região

É hora de refletir, agir e unir esforços para garantir que animais tenham uma vida digna, livre de sofrimento. O Dezembro Verde em São Sebastião é um convite à transformação e ao compromisso com o bem-estar de nossos amigos de quatro patas. Juntos, podemos construir uma comunidade mais consciente e responsável, onde os direitos dos animais sejam respeitados e protegidos.

ASCOM RA – XIV 

 

         

No sábado, dia 25 de novembro, a Região Administrativa de São Sebastião foi palco da 47ª oficina participativa, dedicada à revisão do Plano Diretor de Ordenamento Territorial (PDOT). Promovido pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SEDUH), com o apoio da Administração Regional da cidade, esse encontro teve como propósito ouvir atentamente a comunidade de São Sebastião. A participação ativa da população nesse evento se revela fundamental para garantir que as expectativas e anseios da comunidade sejam considerados de maneira abrangente no processo de desenvolvimento local.


O evento teve início às 9h, no Instituto Federal de Brasília (IFB) – Campus São Sebastião, situado no Bairro São Bartolomeu, e foi conduzido pelo coordenador de Planejamento e Sustentabilidade Urbana da Seduh, Mário Pacheco. Além disso, marcaram presença o administrador da cidade, Roberto Medeiros, o administrador do Jardim Botânico, Aderivaldo Cardoso, e o Deputado Distrital Rogério Morro da Cruz.


As sugestões apresentadas pelos participantes serão minuciosamente avaliadas pela equipe da Seduh e incorporadas ao novo texto do Plano Diretor, legislação que direciona o desenvolvimento do Distrito Federal e requer revisão a cada década.


O auditório, repleto de moradores, lideranças comunitárias, comerciantes e representantes das áreas rurais, testemunhou o desenrolar do evento até cerca de 12h30. Os participantes foram distribuídos em seis equipes de trabalho, que se aprofundaram nas discussões nas salas de aula do IFB. Após as atividades em sala, as equipes compartilharam suas propostas com todos os presentes no evento.


Além das oficinas participativas, os moradores podem encaminhar suas sugestões e demandas relacionadas às cidades do Distrito Federal por meios alternativos oferecidos pela SEDUH, através do site: https://www.seduh.df.gov.br/.

ASCOM RA – XIV 

 

 

O movimento Novembro Azul teve origem em 2003, na Austrália, com o objetivo de chamar a atenção para a prevenção e o diagnóstico precoce de doenças que atingem a população masculina. 

A campanha do INCA e do Ministério da Saúde em 2023 chama a atenção para o cuidado com a saúde do homem e a prevenção do câncer, especialmente o de próstata, segunda doença que mais mata homens no mundo.


O Câncer de próstata


O câncer de próstata é o segundo tipo de câncer mais incidente na população masculina em todas as regiões do país, atrás apenas dos tumores de pele não melanoma. No Brasil, estimam-se 71.730 novos casos de câncer de próstata por ano para o triênio 2023-2025. Atualmente, é a segunda causa de óbito por câncer na população masculina, reafirmando sua importância epidemiológica no país.

A idade é o principal fator de risco para o câncer de próstata, sendo mais incidente em homens a partir da sexta década de vida, bem como, histórico familiar de câncer de próstata antes dos 60 anos e obesidade para tipos histológicos avançados. Destaca-se também a exposição a agentes químicos relacionados ao trabalho, sendo responsável por 1% dos casos de câncer de próstata.

O INCA recomenda que os homens estejam alertas a qualquer anormalidade no corpo e procurem o serviço de saúde o mais breve possível para realizar o diagnóstico precoce do câncer de próstata.  

Não há recomendação para rastreamento (exames de rotina) do câncer de próstata, uma vez que as evidências atualmente disponíveis apontam para balanço desfavorável entre os riscos e benefícios para a saúde dos homens. Caso o homem deseje realizar esses exames, deve-se realizar a decisão compartilhada, após o profissional de saúde conversar sobre todos os possíveis riscos do rastreamento.


Diagnóstico do câncer de próstata
Os exames utilizados para a investigação diagnóstica do câncer de próstata são o PSA e o toque retal. O exame de PSA tem a finalidade de medir no sangue o antígeno prostático específico, que é uma proteína produzida pela próstata e está disponível na corrente sanguínea e no sêmen. Níveis alterados dessa proteína podem indicar alterações na próstata. O toque retal possui a finalidade de avaliar o tamanho, o volume, a textura e a forma da próstata. Destaca-se que esses exames são recomendados para a investigação, mediante suspeita de câncer de próstata.

Como se proteger do câncer de próstata?
Recomenda-se a manutenção do peso corporal adequado, de modo a diminuir o risco de câncer de próstata avançado. No entanto, destacamos a importância de adotar diversos hábitos saudáveis, como: fazer atividade física, ter uma alimentação saudável, evitar bebidas alcoólicas e não fumar, para evitar o risco de doenças crônicas, dentre elas, o câncer.

Diante de qualquer sinal ou sintoma suspeito, os homens devem procurar imediatamente o serviço de saúde para realizar a investigação diagnóstica e, caso haja alguma alteração suspeita, seguir para a confirmação diagnóstica com exame histopatológico.

 

Tratamento e prevenção:

Na fase inicial, o câncer de próstata não apresenta sintomas e quando alguns sinais começam a aparecer, cerca de 95% dos tumores já estão em fase avançada, dificultando a cura. Na fase avançada, os sintomas são: dor óssea, dores ao urinar, vontade de urinar com frequência e presença de sangue na urina e/ou no sêmen.

Entre os fatores de risco estão, histórico familiar de câncer de próstata (pai, irmão e tio); obesidade e raça: homens negros sofrem maior incidência deste tipo de câncer.

A única forma de possibilitar a cura do câncer de próstata é com o diagnóstico precoce. Mesmo na ausência de sintomas, homens a partir dos 45 anos com fatores de risco, ou com 50 anos e sem estes fatores, devem ir ao urologista para conversar sobre o exame de toque retal, que permite ao médico avaliar alterações da glândula, como endurecimento e presença de nódulos suspeitos, e sobre o exame de sangue PSA.

Cerca de 20% dos pacientes com câncer de próstata são diagnosticados somente pela alteração no toque retal, reforçando sua importância para o diagnóstico e o tratamento precoces.

Medidas preventivas, segundo o INCA, incluem: dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos, cereais integrais; menos gordura, principalmente as de origem animal, ajuda a diminuir o risco de câncer, e de outras doenças crônicas não-transmissíveis.

Nesse sentido, outros hábitos saudáveis também são recomendados, como fazer no mínimo 30 minutos diários de atividade física, manter o peso adequado à altura, identificar e tratar adequadamente hipertensão, diabetes e problemas de colesterol, diminuir o consumo de álcool e não fumar.

 

 

O Senac-DF Inaugurou na manhã desta terça-feira 17/10/2023 em Parceria com a Administração Regional de São Sebastião a Unidade do Polo de Educação Profissional. 
Agora a população já pode fazer cursos profissionalizantes na própria cidade nos turnos matutino e vespertino. Estiveram presentes ao evento o presidente da fecomercio-DF Jose Aparecido Freire, o diretor regional do SENAC-DF Victor Corrêa, a diretora de educação profissional do Senac –DF Cintia Gontijo, o diretor de operações Gilvano Silva, o administrador regional de são Sebastião Roberto Medeiros, o administrador regional do Jardim Botânico Aderivaldo Cardoso e o Deputado Distrital Rogério Morro da Cruz, além de outras autoridades e lideranças da cidade.


A unidade do polo de educação profissional do Senac está funcionando na Administração Regional oferecendo vários cursos profissionalizantes de forma presencial, os cursos oferecidos gratuitamente são de técnicas avançadas de Word, Excel e PowerPoint, ajustes e reformas do vestuário, maquiador, aperfeiçoamento em corte e costura, gestão de redes sociais e criação de conta digital e o curso de moda pet. Para se inscrever os interessados (as) devem comparecer à unidade do Senac munidos de documentos pessoais RG, CPF, COMPROVANTE DE RESIDÊNCIA E COMPROVANTE DE ESCOLARIDADE ou acessar o site http://www.sistemas.df.senac.br/ e fazer a inscrição.


Os horários de atendimentos são de segunda a sexta das 08:00 as 12:00h e das 13:00 as 17:00h

 

Endereço: Quadra 101, Conj. 8, Área Especial S/N – Residencial Oeste – São Sebastião-DF.
Horário de atendimento: 14h às 17 horas.

Documentos e exigências:

Ter 16 anos ou mais;
01 foto 3×4, recente;
RG e CPF (original e cópia);
Comprovante de residência no Distrito Federal, com CEP, atualizado e em nome do interessado a obter a Carteira (original e cópia);
Apresentar 2 peças prontas para venda, de cada técnica a ser cadastrada;
Levar matéria-prima para iniciar a confecção de outro produto ou fazer um vídeo com (para os casos de uma técnica que leva muito tempo para confeccionar);
No caso de renovação, apresentar cópia da última Carteira Nacional do Artesão.
Se o artesão tiver cadastro no Sistema de Informações Cadastrais do Artesanato Brasileiro (SICAB) o artesão deverá fazer nova demonstração de habilidade quando da renovação da Carteira. Contato: 61 3686-2617

 

 

Nós, servidores da Administração Regional de São Sebastião, estamos unidos para dizer um sonoro NÃO ao câncer de mama. Faça parte dessa campanha e junte-se a nós nessa causa tão importante.


 

 

 

A Administração Regional de São Sebastião informa que:
Em relação a licitação para contratação da empresa que irá construir o campo sintético do parque do bosque, o valor do credito de R$ 2.500.000(Dois Milhões e Quinhentos Mil Reais) são provenientes de crédito adicional suplementar tendo como fonte de recurso o poder executivo.


A comissão permanente de licitação é formada por servidores efetivos técnicos da administração Regional concursados da Seplag, tem realizado todos os procedimentos do certame conforme as normas descrita no edital e demais legislação vigente. Sendo que todas as decisões estão sendo publicadas no DODF e divulgadas no site da Administração Regional, inclusive as sessões da comissão são transmitidas ao vivo pelos canais oficiais da Administração Regional.
Ressalta-se que todos os prazos estão sendo obedecidos.


Ademais, os recursos, as contrarrazões, as representações perante ao TCDF e/ou Judiciário são direitos constitucionais e legítimos assegurados a todos os licitantes caso sintam-se prejudicados.

Brasília – DF  05/10/2023

 

 

 

 

A população da Região Administrativa de São Sebastião poderá contar com o Senac-DF a partir do dia 16 de outubro.  Serão ofertados cursos pelo Programa Senac de Gratuidade, nos turnos de manhã e tarde, por meio da parceria feita com a Administração da cidade, onde as aulas serão ministradas.


No mês de outubro, serão abertas três turmas em cada turno, somando 120 vagas. Até dezembro, o número crescerá para 12 turmas, com 240 alunos. A previsão para 2024 é de 24 grupos de estudantes e 380 matrículas abertas. A duração varia de 40 a 160 horas/aula em cursos nas áreas de moda, beleza e tecnologia da informação. Os destaques são Gestão de Redes Sociais e Criação de Conteúdo Digital e Moda Pet.


O espaço cedido pela Administração foi totalmente reformado. A área de 219 m2 é composta por três laboratórios (beleza, moda e TI) e foi equipada por materiais novos, recém-adquiridos, como mesas, maquinários e computadores.
Inscrições


As inscrições para os cursos podem ser feitas na própria Administração – Quadra 101 Área Especial S/N ou por aqui: https://sistemas.df.senac.br/

 

Neste período de altas temperaturas não são apenas os humanos que sofrem com o calor extremo. Os pets também são influenciados pelo clima e, por serem dependentes das pessoas, nada melhor do que saber o que fazer para deixá-los seguros e frescos nessa época do ano.


Um período mais quente pode trazer perigos como a hipertermia, também conhecida como insolação, que ocorre com o aumento de temperatura corporal acima do normal para a espécie em questão. Para os pets, ela ocorre quando está acima de 41ºC, visto que o normal é em torno de 39,3 a 39,5ºC. Isso eleva o risco de falência múltipla de órgãos e, consequentemente, pode levar a óbito.

Os sintomas da hipertermia em cachorros, por exemplo, são dificuldade respiratória, alteração na coloração da língua e na parte interna das orelhas, apatia, andar cambaleante, confusão mental, excesso de salivação, vômito, diarreia e convulsão.


É necessária uma atenção redobrada com cachorros filhotes, idosos, obesos e braquicefálicos, que são os de crânio achatado e focinho curto. Esses grupos têm mais tendência a apresentar problemas respiratórios e dificuldade em perder calor. Coloque bastante água e comida em vasilhas na porta de casa para os animais de rua. Eles estão sofrendo muito com as altas temperaturas e precisam de ajuda para se manterem vivos.
 
PRINCIPAIS CUIDADOS: 
Evitar passear com o pet em horários que o sol está muito quente, entre 9h e 17h, ele pode queimar ou lesionar a patinha no asfalto quente. Evitar que o pet fique em lugares abafados. É essencial fazer a troca da água diária, deixando sempre água fresca, Você pode até colocar pedras de gelo na aguinha do pet.
Aos cãezinhos que gostam de fruta, dê as que contêm mais água, como melancia e melão, que vão auxiliar na hidratação.

Os animais de rua não são invisíveis. 
Diga não ao abandono.

Resumo de Atividades Semanais – São Sebastião – 14/08 a 18/08/2023

RESUMO SEMANAL DE OBRAS

A Semana foi bastante movimentada, de 14/8 a 18/08, várias ações foram executadas em todos os bairros e nas áreas rurais também. Nos bairros foram executados serviços de: operação tapa – buracos, recolhimento de entulhos, limpeza e manutenção de bocas de lobos com substituição de algumas tampas, desobstrução de manilhas de águas pluviais, retirada de inservíveis entre outros. Nas áreas rurais os serviços foram manutenção de vias não pavimentadas.

Para a semana que se aproxima as ações continuarão. É o GDF e a Administração Regional de São Sebastião trabalhando por você e para você.

 

Capacitação para atuar como voluntário em áreas com risco de desastre

👥 A @defesacivildf iniciou uma série de cursos para capacitar voluntários em todas as regiões administrativas do Distrito Federal.

👷🏾‍♂️ O treinamento tem como objetivo formar multiplicadores capazes de identificar as ameaças naturais, que saibam agir com eficiência em casos de desastres e consigam dar suporte em ações de prevenção nas comunidades em que estão inseridos.

✍🏽 As aulas são destinadas aos líderes comunitários, pessoas que vivem em áreas de risco e equipes de obras das administrações regionais. Estes voluntários se tornaram o elo entre a Defesa Civil e a população, principalmente aquela que vive em áreas de risco.

O curso é gratuito, com duração de dez horas e será ministrado por agentes do órgão nas administrações regionais.

👉🏽 Confira as datas das próximas edições:

✅ São Sebastião: dias 31/8 e 1º/9.

𝐈𝐍𝐒𝐂𝐑𝐄𝐕𝐀-𝐒𝐄 𝐍𝐀 𝐂𝐎𝐎𝐑𝐃𝐄𝐍𝐀ÇÃ𝐎 𝐃𝐄 𝐃𝐄𝐒𝐄𝐍𝐕𝐎𝐋𝐕𝐈𝐌𝐄𝐍𝐓𝐎 (𝐂𝐎𝐃𝐄𝐒) 𝐃𝐀 𝐀𝐃𝐌𝐈𝐍𝐈𝐒𝐓𝐑𝐀ÇÃ𝐎 𝐑𝐄𝐆𝐈𝐎𝐍𝐀𝐋 𝐃𝐄 𝐒Ã𝐎 𝐒𝐄𝐁𝐀𝐒𝐓𝐈Ã𝐎.

 

 

 

❌ COMBATE AO FEMINICÍDIO ❌

A taxa de homicídios de mulheres no Brasil aumentou 31,46% no período de 1980 a 2019, passando de 4,40 (1980-1984) para 6,09 (2015-2019) a cada 100 mil mulheres, revela o estudo Female homicides in Brazil and its major regions (1980-2019). Existe uma alta frequência de registros de óbitos por causa violenta classificados como “intenção indeterminada” e problemas de notificação, o que leva a crer que os números são subestimados.

Na Região Norte, por exemplo, esse tipo de ocorrência foi maior 49,88% do que o apontado pelo governo. Isso representa 6,46 mortes violentas de mulheres para cada 100 mil habitantes e não 4,31/100.000 como mostra o SIM. O Nordeste vem logo em seguida, com aumento de 41,03% (passando de 5,58 para 7,87 óbitos por 100 mil habitantes).

O menor índice foi observado na Região Sul, embora também tenha sido registrada diferença para cima de 9,13%. Em todos os indicadores indiretos, se evidencia aumento das mortes violentas de mulheres com maiores taxas entre as jovens e maior proporção na população negra.

É importante ressaltar que “medidas são urgentemente necessárias para proteger mulheres em situações de violência. A expansão do financiamento para programas de prevenção à violência contra mulheres também é necessária, ao lado de medidas para reverter o desmantelamento do Estatuto do Desarmamento, já que a existência de uma arma em casa é um dos maiores fatores de risco para a violência de gênero e o feminicídio”, conclui a pesquisa.

PARA DENUNCIAR VIOLÊNCIA DOMÉSTICA OU AGRESSÃO A MULHERES LIGUE 180☎.

A LIGAÇÃO É GRATUITA E VOCÊ NÃO PRECISA SE IDENTIFICAR!

FONTE: Fiocruz.

OBJETO: Contratação de empresa para execução da obra de construção do Campo Sintético do Bosque localizado no Parque Distrital de São Sebastião – DF, na área confrontada ao sul pela Quadra 5, ao norte pela Quadra 2, a oeste pelas Quadras 4 e 100, do Bairro Vila Nova e a leste por área rural, na Região Administrativa de São Sebastião – RA XIV, Coordenadas Geográficas Google Maps: -15.907297, – 47.755826, com área total de 6.010m² (seis mil e dez metros quadrados)

 

 

 

 

 

Venha comemorar conosco o 30° aniversário da nossa querida São Sebastião!

 ENTÃO ANOTA AÍ: Comemoração do 30° aniversário de São Sebastião com muita alegria e animação.

Será um dia de muita festa com o tradicional corte do bolo, desfile cívico e muito mais.

E para a criançada, brinquedos infláveis: pula pula, tobogã, piscina de bolinhas, distribuição de pipoca e algodão-doce.

 É neste Sábado, dia 24/06, das 08:00 às 14:00 em frente a Administração Regional.

Endereço: ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DE SÃO SEBASTIÃO –  QUADRA 101, ÁREA ESPECIAL S/N

VOCÊ É NOSSO CONVIDADO!

Realização: GDF E ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DE SÃO SEBASTIÃO

 

AVISO DE APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS DE PREÇOS PARA PROCESSO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO

DO OBJETO: aquisição de alimentos tipo: bolo temático e bolo em pedaços, para pronto consumo que  serão disponibilizados durante as festividades em comemoração ao 30º Aniversário de São Sebastião RA-XIV, de acordo com as especificações, exigências e condições constantes no Termo de Referência e seus Anexos.

Data e forma do Recebimento das propostas: de 31 de maio a 07 de junho de 2023 para os e-mails: eline.criss@saosebastiao.df.gov.br ou nilton.oliveira@saosebastiao.df.gov.br; ou poderá ser dada entrada, em suporte físico, no Núcleo de Atendimento, Protocolo e Arquivo, localizado na SEDE da Administração Regional de São Sebastião – RA XIV situada à Quadra 101 Área Especial S/N, Setor Residencial Oeste – CEP: 71.692-090, São Sebastião, Brasília/DF, durante o prazo normal de atendimento, de segunda a sexta feira das 08:00 às 12:00 e das 14:00 às 18:00.

Contatos: (61) 3550-6505 opção 6; (61) 99359-1366; (61) 99147-6039.

Processo SEI: 00144-00000688/2023-24

Os(as) interessados(as) poderão utilizar o modelo de proposta constante no Anexo III do Termo de Referência, anexo.

OBSERVAÇÃO: As propostas com ausência de data, assinatura e identificação dos responsáveis serão automaticamente desclassificadas, conforme item 5.4 do Termo de Referência.

 

Para melhores informações e acesso aos anexos, clique no link abaixo:

https://www.saosebastiao.df.gov.br/category/servicos/solicitacoes-de-propostas/

 

 

 

Administração Regional de São Sebastião entrega autorizações de uso de boxes para feirantes.

O Administrador Regional Roberto Medeiros esteve na Feira Permanente na tarde do dia 09/05 e entregou as primeiras quatro autorizações de uso de boxes para feirantes. Para receber a nova autorização de uso, o feirante deve estar em dia com suas taxas e documentos.
No total são 183 boxes na Feira Permanente de São Sebastião, os mesmos são usados por feirantes de diversos seguimentos e produtores rurais, que oferecem aos clientes produtos fresquinhos e de qualidade a preços populares.

 

A OIM (Organização Internacional para as Migrações) convida jovens de 15 a 24 anos, migrantes e brasileiros, para capacitação no curso profissionalizante Técnicas de Vendas, nos dias 24 a 28 de abril de 2023, das 08h às 12h, na Administração Regional de São Sebastião, Quadra 101, Conjunto 8, Área Especial, Bairro Residencial Oeste, São Sebastião-DF. O objetivo do Projeto Oportunidades é encaminhar ao mercado de trabalho, os participantes aprovados e acompanhá-los em seus primeiros meses de atividades laborais. 


Inscreva-se gratuitamente no link abaixo: https://form.jotform.com/230675410684659

Aberta ao público, comemoração ocorrerá no dia 12 de abril, em Brasília

 

No dia 12 de abril, a Controladoria-Geral do Distrito Federal (CGDF) vai comemorar os 10 anos de vigência da Lei de Acesso à Informação (LAI) no Distrito Federal (Lei nº 4.990, de 12 de dezembro de 2012). Durante o evento, será apresentado o novo Índice de Transparência do Governo do Distrito Federal (GDF), que mede a transparência dos órgãos públicos em relação ao acesso à informação de forma ativa e passiva (quando solicitada pelo cidadão). A Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências de Saúde (Fepecs) sediará a celebração, a partir das 9h30.

 

O evento é aberto ao público e contará com a presença da especialista no tema Fernanda Montenegro Calado, diretora de Recursos de Acesso à Informação da Controladoria-Geral da União (CGU), que vai participar de um talk show com representantes da CGDF. Na CGU, já trabalhou nas áreas de auditoria e fiscalização, ouvidoria, transparência, prevenção da corrupção e tecnologia. Coordenou a implantação da Lei de Acesso à Informação no governo do Distrito Federal. Atuou como instrutora ou facilitadora em inúmeros eventos de capacitação e mobilização de servidores públicos e cidadãos. Essa é uma ótima oportunidade para entender melhor como a LAI funciona e como ela pode facilitar a vida do cidadão, tornando a gestão pública mais transparente e eficiente.

 

“A LAI é uma importante ferramenta para garantir o direito à informação para os cidadãos, uma vez que obriga os órgãos públicos a disponibilizarem informações sobre suas atividades, projetos e gastos em sites da internet. Desde que entrou em vigor, a LAI tem contribuído significativamente para a melhoria da transparência e da prestação de contas dos órgãos públicos”, afirma o controlador-geral do DF, Daniel Lima.

 

Graças à LAI, os cidadãos têm acesso a informações sobre orçamentos, despesas, salários dos servidores públicos e outras questões relevantes que anteriormente eram restritas. Além disso, a LAI tem ajudado a combater a corrupção e a aumentar a participação cidadã na gestão pública.

 

No evento, serão discutidos os avanços e desafios enfrentados durante esses 10 anos de vigência da LAI no Distrito Federal, bem como a importância da transparência na gestão pública e os impactos positivos que isso traz para a sociedade.

 

Novo ITA

 

O novo Índice de Transparência do Governo do Distrito Federal é uma ferramenta que vai avaliar a transparência dos órgãos públicos em relação ao acesso à informação disponibilizada com ou sem a solicitação do cidadão. O índice será composto por um conjunto de indicadores que avaliarão a qualidade das informações disponibilizadas pelos órgãos públicos, assim como o acesso a esses dados, o tempo e a taxa de respostas aos pedidos que se encaixam nos padrões regulares da lei.

 

Não perca essa oportunidade!

 

 

RESULTADO DA ELEIÇÃO PARA FORMAÇÃO DE LISTA TRÍPLICE PARA O CARGO DE GERÊNCIA DE CULTURA DA ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DE SÃO SEBASTIÃO 

 

A Comissão Eleitoral instituída para conduzir o processo de eleição para formação da Lista Tríplice para nomeação de Gerente de Cultura da Administração da Região Administrativa de São Sebastião-DF RA XIV, torna público o resultado da eleição que definiu a seguinte lista tríplice.

 

A Administração Regional de São Sebastião deverá providenciar a indicação da nomeação da Gerência de Cultura, de um dos nomes entre os integrantes da Lista Tríplice, em até 15 (quinze) dias úteis após o recebimento da mesma.


 

São Sebastião, 27 de março de 2023

 

Comissão Eleitoral

Link do resultado final:  https://docs.google.com/document/d/12b09HKBojd16zI_vRzMA3Q-exi9HFpYLSqW46Gwf7F8/edit

 

 

A Comissão Eleitoral instituída para formação da Lista Tríplice para nomeação de Gerente de Cultura da Administração da Região Administrativa de São Sebastião-DF RA XIV, torna público o resultado final de HABILITAÇÃO de Eleitores(as), conforme Edital nº 01/2023.

Ao resultado da habilitação não cabe recurso. Para mais informações envie email para: cegc2023@gmail.com 

São Sebastião, 16 de março de 2023

Comissão Eleitoral 

Link do resultado: https://docs.google.com/document/d/1N8nwDbrlPtHa75sHppvUpE1A5XJFiHucoy-xiBi4UJY/edit

PROCESSO ELEITORAL PARA FORMAÇÃO DA LISTA TRÍPLICE PARA A GERÊNCIA DE CULTURA DA ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DE SÃO SEBASTIÃO-DF RA XIV.

RESULTADO DA ETAPA DE HABILITAÇÃO DE ELEITORES(AS)

A Comissão Eleitoral instituída para formação da Lista Tríplice para nomeação de Gerente de Cultura da Administração da Região Administrativa de São Sebastião-DF RA XIV, torna público o resultado provisório de HABILITAÇÃO de Eleitores(as), conforme Edital nº 01/2023.

Ao resultado da habilitação, cabe recurso que deve ser apresentado através do link: https://docs.google.com/document/d/1buDiL0oV5McSPoQo3OdjfEmGdyfGkwQyfqqUD31Ftn4/edit até 23:59 do dia 15/03/2023. Para mais informações envie email para: cegc2023@gmail.com 

São Sebastião, 13 de março de 2023

Comissão Eleitoral 

 

 

 

 

Prezados(as) cidadãos(ãs),

Por meio desta, convocamos todos(as) os(as) interessados(as) para a Assembleia Geral de Sabatina dos(as) candidatos(as) à Gerência de Cultura da Administração Regional de São Sebastião-DF, assim como para a Assembleia Geral para a eleição de formação da Lista Tríplice para nomeação de Gerente de Cultura da Administração Regional de São Sebastião-DF, conforme estipulado no EDITAL nº 01/2023 chamamento Público de Candidaturas para Formação da Lista Tríplice para indicação para o cargo de Gerente da Gerência de Cultura, da Administração Regional de São Sebastião – RA XIV.

A assembleia será realizada no dia 25 de março de 2023, às 09 horas (sabatina) e as 14 horas (eleição), na Biblioteca Pública da Administração Regional de São Sebastião, onde serão apresentados(as) os(as) candidatos(as) à Gerência de Cultura da Administração Regional de São Sebastião e será realizada a votação para a formação da Lista Tríplice para nomeação de Gerente de Cultura da Administração Regional de São Sebastião-DF.

Contamos com a sua presença para juntos(as) escolhermos o(a) mais adequado(a) para assumir a Gerência de Cultura da Administração Regional de São Sebastião-DF.

Atenciosamente,

Comissão Eleitoral

 

Processo  Eleitoral para a Formação da lista Tríplice para a Gerência de Cultura da Administração Regional de São Sebastião-DF RA XIV.  

A Comissão Eleitoral instituída para formação da Lista Tríplice para nomeação de Gerente de Cultura da Administração da Região Administrativa de São Sebastião-DF RA XIV, torna público o resultado final de HABILITAÇÃO de candidaturas, conforme Edital nº 01/2023. 

Segue o link do resultado final:PROCESSO ELEITORAL PARA GERÊNCIA DE CULTURA SÃO SEBASTIÃO-DF RA XIV – Documentos Google

Ao resultado final da habilitação, não cabe recurso. Para mais informações envie email para: cegc2023@gmail.com 

 

A Comissão Eleitoral instituída para formação da Lista Tríplice para nomeação de Gerente de Cultura da Administração da Região Administrativa de São Sebastião-DF RA XIV, torna público o resultado provisório de HABILITAÇÃO de candidaturas, conforme Edital nº 01/2023.

Ao resultado da habilitação cabe recurso que deve ser protocolado na Administração Regional de São Sebastião-DF, até às 18:00 do dia 09 de março de 2023, utilizando Formulário de Anexação de Documentos Comprobatórios disponível na própria Administração. 

Confira a lista dos candidatos habilitados aqui: PROCESSO ELEITORAL PARA GERÊNCIA DE CULTURA SÃO SEBASTIÃO-DF RA XIV – Documentos Google

Para mais informações envie email para: cegc2023@gmail.com 
 

 

Prezada Comunidade Cultural de São Sebastião-DF,

Comunicamos que a data para inscrição de eleitores(as) para participarem do processo de escolha da lista tríplice que definirá o próximo Gerente de Cultura de nossa cidade foi prorrogada para o dia 10 de março de 2023.

A prorrogação da data foi necessária para que todos aqueles, representantes de segmentos culturais na cidade de São Sebastião-DF, possam se inscrever como eleitores(as) e exercer seu direito de VOTO.

Para se inscrever como eleitor(a) basta acessar o link e enviar o formulário: CADASTRAMENTO ONLINE DE ELEITORES (google.com)

Qualquer dúvida, estamos à disposição para esclarecimentos, por meio do email: cegc2023@gmail.com

,

Comissão Eleitoral

Se você tem mais de 18 anos e não tomou nenhuma vacina de 2013 para cá, sem contar as de covid-19, isso significa que você está desprotegido. Isso porque a cada dez anos é necessário receber pelo menos uma dose de reforço do imunizante dT, que protege contra difteria e tétano. E se estiver com a dT atrasada, é melhor dar uma conferida como estão as outras vacinas… Afinal, você sabe quais os imunizantes indicados para a sua faixa etária?

“Todas as vacinas são seguras e passam por um controle de qualidade”Renata Brandão, gerente de Vigilância das Doenças Imunopreveníveis da Secretaria de Saúde

Calendário de Vacinação de rotina de 2023 prevê 18 imunizantes a serem aplicados em bebês, crianças, adolescentes, adultos e idosos. A lista não inclui nem a vacina contra a covid-19 nem influenza, que seguem a campanha do Ministério da Saúde. O lado bom dessa história é a facilidade para ficar em dia: basta comparecer a uma das mais de 100 unidades de saúde no Distrito Federal com sala de vacinação. É só levar um documento e, se tiver, o Cartão de Vacina. Caso a pessoa não tenha mais nenhum registro, ela receberá todos os imunizantes previstos para a idade.

O Calendário de Vacinação de rotina de 2023 prevê 18 imunizantes a serem aplicados em bebês, crianças, adolescentes, adultos e idosos | Foto: Breno Esaki/Arquivo Agência Saúde

Por exemplo: vamos supor que você tenha 30 anos, tomou as vacinas contra a covid, mas não tem a menor ideia de onde está o cartão de vacina lá da infância, quando provavelmente sua mãe te levava no posto de vacinação. Neste caso, vai receber todas as vacinas previstas para o público adulto: tríplice viral (SCR), hepatite B, dupla adulto (dT) e febre amarela. Uma praticidade é que pelo menos dá para receber todas essas vacinas de uma só vez. Se tiver com a de covid atrasada também, aproveita a oportunidade para ficar em dia com esse cuidado.

As regiões administrativas de Águas Claras, Lago Norte, Cruzeiro/Sudoeste, Riacho Fundo, Sobradinho e São Sebastião não ultrapassaram os 65% de cobertura vacinal para nenhuma vacina nos primeiros quatro meses de 2022. É possível se vacinar em qualquer uma das salas de vacinação de rotina, independentemente do endereço domiciliar

A gerente de Vigilância das Doenças Imunopreveníveis da Secretaria de Saúde, Renata Brandão, lembra que só não se deve tomar vacinas já fora da faixa etária. “Se você perdeu a oportunidade quando criança, infelizmente não vai retroagir”, explica. Isto é: um adolescente sem registros de imunização vai receber as vacinas previstas para a sua faixa etária, mas não tomará as da infância, por exemplo. Ainda assim, ela ressalta a importância de seguir o calendário para todas as idades. “Vacina não é feita só para crianças”, afirma.

A especialista lembra ainda que muitas pessoas têm medo de reações e efeitos adversos dos imunizantes. “Todas as vacinas são seguras e passam por um controle de qualidade”, lembra. Vermelhidão, dor no braço, fadiga e até febre leve são reações esperadas, mas nada que assuste.

A Secretaria de Saúde ressalta que uma ampla cobertura vacinal é uma política de saúde pública relevante, pois evita o adoecimento de várias faixas etárias | Foto: Geovana Albuquerque/Arquivo Agência Saúde

Renata Brandão garante também que é seguro receber mais de um imunizante no mesmo dia. “Você aproveita a oportunidade de atualizar todo o cartão de vacina. Não tem problema nenhum para o sistema imunológico”, finaliza.

“A vacinação é uma ação preventiva de grande impacto para a população”, afirma o secretário-adjunto de Assistência à Saúde, Luciano Agrizzi. O gestor lembra que uma ampla cobertura vacinal é uma política de saúde pública relevante porque evita o adoecimento de pessoas de várias faixas etárias, desde os bebês até os idosos. “É tão importante para os adultos quanto para as crianças”, argumenta.

Cobertura abaixo do esperado

Leia também

Saúde amplia público-alvo da vacina contra meningite

Vacinação itinerante busca ampliar imunização do brasiliense

Aplicada na maternidade, logo após o nascimento dos bebês, a vacina BCG está com a cobertura esperada para o Distrito Federal. Na realidade, como há o atendimento a recém-nascidos vindos de estados vizinhos, o índice chegou a 105,7% nos primeiros quatro meses do ano passado. No período, foram 13.975 doses de BCG aplicadas. Somados, foram mais de 367 mil imunizantes da chamada vacinação de rotina.

O lado ruim da notícia? A BCG é uma exceção. A cobertura vacinal está abaixo do esperado para todos os demais imunizantes. O Programa Nacional de Imunizações (PNI) estabelece como meta uma cobertura de 80% para as vacinas contra o HPV e meningocócica C e meningocócica ACWY em adolescentes, 90% para as vacinas BCG e Rotavírus e 95% para as demais vacinas indicadas na rotina do Calendário Nacional de Vacinação.

Os dados da Secretaria de Saúde até abril de 2022 mostram que quase a metade (48,2%) dos brasilienses estão com a tríplice viral atrasada. Poliomielite, difteria e sarampo são algumas das doenças que podem voltar se a população não fizer a sua parte e se vacinar.

As regiões administrativas de Águas Claras, Lago Norte, Cruzeiro/Sudoeste, Riacho Fundo, Sobradinho e São Sebastião não ultrapassaram os 65% de cobertura vacinal para nenhuma vacina nos primeiros quatro meses de 2022. Vale lembrar, contudo, que é possível se vacinar em qualquer uma das salas de vacinação de rotina, independentemente do endereço domiciliar.

*Com informações da Secretaria de Saúde

Agência Brasília* I Edição: Débora Cronemberger

O Senac-DF publicou edital para oferta de cursos gratuitos. As inscrições vão do dia 1º a 13 de fevereiro.

São mais de 2,6 mil vagas em 62 diferentes cursos, entre livres e técnicos. As aulas serão ministradas em 13 regiões administravas do DF.

Não perca essa oportunidade. Participe, o processo de inscrição  é rápido, simples e 100% on-line. 

Acesse o edital em www.df.senac.br/cursos-gratuitos/assets/arquivos/2-edital-psg-2023.pdf?fbclid=PAAaYqGTGS1-vmRbXiGY4oPiY9KKHMZXYxT5QfRPlL8-w5ylRgTaKx5eANIPs

O Distrito Federal possui um diversificado patrimônio abrangendo diferentes categorias de bens. Parte desse universo encontra-se identificada e/ou reconhecida por meio do Tombamento ou do Registro, entre outras formas de proteção e acautelamento, como os inventários e o Morro da Cruz, ponto histórico que deu nome ao bairro que hoje abriga mais de 25 mil moradores, está prestes a integrar este patrimônio histórico.

 

O Secretário de Estado de Cultura e Economia Criativa, Bartolomeu Rodrigues, realizou nesta quinta-feira (19) uma reunião com o Administrador Regional Roberto Medeiros e representantes desta RA. O objetivo do encontro foi discutir a data do tombamento do Morro histórico que abriga o Cruzeiro que ficou definida para a próxima terça-feira (24).

 

 

Sobre o Morro da Cruz

 

A região que hoje constitui a cidade de São Sebastião, teve suas origens também com as desapropriações das fazendas Papuda, Taboquinha e Cachoeirinha, isto em meados de 1957, mesma época da construção da Capital Federal.

 

A cidade guarda segredos desde o regime escravagista brasileiro e, segundo a crença dos moradores mais antigos, a ocupação desta área vem desde o período colonial, quando aqui existiam fazendas remanescentes da época dos escravos.

 

A mais conhecida entre os moradores era chamada sinhá Luzia, ou, simplesmente, a Velha Papuda. Ela era dona de um dos engenhos situado próximo ao Morro da Cruz. Este fato está confirmado por vestígios de construções escravas encontradas na região, como uma cruz de madeira fixada no alto do morro.

 

São Sebastião está localizada na região sul da área de proteção ambiental do rio São Bartolomeu, há 23 km do Plano Piloto.

 

Por: Eduardo Nunes/Ascom São Sebastião

 

 

Adriana Izel, da Agência Brasília | Edição: Carolina Lobo

O GDF Presente trabalha na contenção da erosão localizada na Chácara 87, no bairro Zumbi dos Palmares, em São Sebastião. Foram colocados material grosso e resíduos de construção civil (RCC) para nivelar o solo.

“Colocamos material de resto de obra na erosão, compactamos e depois fomos inserindo material doado pelo SLU [Serviço de Limpeza Urbana] para regularizar o solo novamente”, explica o coordenador do Polo Leste do programa, Leandro Cardoso.

Pá carregadeira é um dos veículos utilizados na contenção da erosão no bairro Zumbi dos Palmares | Foto: Divulgação/GDF Presente

Participaram seis colaboradores e foram utilizados três caminhões, uma pá carregadeira, uma patrol e um rolo compactador.

“O maquinário está aqui na cidade atendendo a demanda da população. Essa é uma cidade que no período de chuvas fica muito carente de estrutura. Estamos trabalhando há alguns dias e vamos continuar. Agradecemos a parceria dos órgãos”, destaca o administrador de São Sebastião, Roberto Medeiros.

A ordem de serviço para a construção do Viaduto do Jardim Botânico, obra que beneficiará 50 mil motoristas diariamente, foi assinada nesta terça-feira (17). O investimento do Governo do Distrito Federal (GDF) é de R$ 33.579.459,53, com previsão de gerar 400 empregos.

A estrutura será erguida na altura do balão da antiga Esaf, no km 27,2 da rodovia DF-001, justamente no trecho que interliga o Plano Piloto ao Jardim Botânico. E vai beneficiar moradores e frequentadores de São Sebastião, Tororó, Paranoá, Jardins Mangueiral, Jardim ABC, Cidade Ocidental e outras localidades da área leste do DF, uma das regiões que mais crescem na cidade.

O viaduto será erguido pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF) com as seguintes etapas: drenagem, terraplenagem, pavimentação, sinalização horizontal e vertical, ciclovia, passarela, muro de “terra armada”, viaduto, passarela, obras complementares, urbanização e paisagismo e canteiro de obras.

 

 

“Esta obra vai permitir a normalidade do fluxo de trânsito, o que não acontece hoje. Passam por aqui 50 mil veículos por dia. Também consideramos que foi uma obra pensada para demandas futuras, considerando o fato que a cidade está se expandindo”, afirma a governadora em exercício, Celina Leão.

A governadora em exercício, Celina Leão, destaca que a obra do Viaduto do Jardim Botânico foi pensada para demandas futuras, considerando o fato que a cidade está se expandindo | Fotos: Renato Alves/Agência Brasília

Com a obra, o balão da Esaf será mantido e quem passar pela DF-001 vai passar justamente por baixo do balão, no ponto onde o trânsito fica travado em horários de pico. “É mais uma obra que estamos atuando nos pontos de entroncamento onde há retenção e que atrapalha a fluidez do trânsito, principalmente das pessoas que vão para o centro da cidade todos os dias pela manhã e retornam no fim do dia”, destaca o presidente do DER-DF, Fauzi Nacfur Junior.

Leia também

Drenar DF e entrega de viadutos estão entre as grandes obras para 2023

O aumento populacional e o desenvolvimento da região foram lembrados pelo secretário de Governo, José Humberto Pires de Araújo, ao comentar a intenção do governo de fazer outras obras na área leste do DF. “Essa região cresceu e muitas pessoas vieram morar aqui na expansão do Jardim Botânico, na expansão do Jardim ABC, do Paranoá, do Lago Sul e do Itapoã. Não vamos parar por aí e faremos um viaduto na entrada de São Sebastião. A pista foi duplicada e com os viadutos prontos a população vai poder trafegar de maneira tranquila e segura”, acrescenta o secretário de Governo.

Melhorias no transporte público também estão sendo pensadas, desde o aumento das linhas de ônibus até faixas exclusivas, conforme explica o secretário de Transporte e Mobilidade, Valter Casimiro. “Estamos trabalhando no projeto de BRT, mas antes vamos trabalhar no projeto de faixa exclusiva do ônibus. Para isso precisamos do alargamento da pista, mas o viaduto traz fluidez. Temos a tendência de colocar mais ônibus à disposição da população para diminuir a lotação do transporte público”, detalha.

A estrutura será erguida na altura do balão da antiga Esaf, no trecho que interliga o Plano Piloto ao Jardim Botânico, beneficiando motoristas de São Sebastião, Tororó, Paranoá, Jardins Mangueiral, Jardim ABC, Cidade Ocidental e outras localidades

Mais obras

A atual gestão está entregando e executando obras em nove complexos viários. Elas incluem 31 viadutos, 16 conjuntos de tesourinhas, cinco pontes e um túnel e vão beneficiar, juntas, mais de 720 mil motoristas diariamente.

Os complexos viários concluídos ou em obras são: Governador Joaquim Roriz (entregue); Corredor Eixo Oeste/EPIG (em execução); Riacho Fundo (em execução); Recanto das Emas/Riacho Fundo II (em execução); Itapoã/Paranoá (em execução); Sobradinho (em execução); Jardim Botânico (em execução); Plano Piloto, com a reforma da Via N2 e do Eixão concluídas e da ponte Honestino Guimarães em fase final; Cruzeiro, com a reforma do Viaduto Ayrton Senna concluída.

A atual gestão está entregando e executando obras em nove complexos viários. Elas incluem 31 viadutos, 16 conjuntos de tesourinhas, cinco pontes e um túnel

Financiamento

O Viaduto do Jardim Botânico será financiado com recursos do Banco do Brasil e da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap). Segundo o presidente da Terracap, Izidio Santos, o investimento de recursos na mobilidade urbana é essencial.

“Devolvemos à população, em obras de infraestrutura, os recursos arrecadados com as vendas de imóveis. Investir em mobilidade urbana é permitir maior qualidade de vida àqueles que trafegam pelas vias cotidianamente. Em breve, os moradores do Jardim Botânico, assim como os que vivem em São Sebastião, sentirão maior conforto e fluidez no trânsito com as obras anunciadas”, aponta Izidio Santos.

Fonte: Ian Ferraz, da Agência Brasília | Edição: Carolina Lobo

Nesta semana, a agência móvel da Neoenergia Brasília estará em São Sebastião. Em formato presencial, o atendimento itinerante da companhia contempla semanalmente diferentes regiões administrativas do DF, seguindo cronograma de demanda e sem hora marcada. 

Assim como nos postos do Na Hora e nos seis pontos fixos de atendimento presencial – Paranoá, Planaltina, São Sebastião, Taguatinga, Samambaia e Lago Sul -, o atendimento na agência móvel permite à clientela acesso a todos os serviços técnicos e comerciais da distribuidora, como parcelamento de débitos, solicitação de reparo por danos elétricos, troca de titularidade e ligação nova, entre outros. 

Confira, abaixo, os locais de atendimento itinerante entre esta segunda-feira (12) e a próxima sexta (16).

De São Sebastião para o mundo. Assim é possível definir a trajetória de três atletas e do técnico de goalball do Centro Olímpico e Paralímpico (COP) São Sebastião. Os esportistas André Dantas, Kátia Aparecida e Jéssica Vitorino e o professor Gabriel Goulart estão na cidade de Matosinhos, em Portugal, com as seleções feminina e masculina, representando o Brasil no Campeonato Mundial, que começa nesta quarta-feira (7) e segue até o dia 16 de dezembro. O objetivo é conquistar a vaga das equipes nos Jogos Paralímpicos de Paris em 2024.

O goalball é uma modalidade paralímpica para pessoas com deficiência visual. A quadra tem as mesmas dimensões das de vôlei, com 9 m de largura por 18 m de comprimento. As partidas são divididas em dois tempos de 12 minutos. Cada equipe conta com três jogadores titulares e três reservas que são, ao mesmo tempo, arremessadores e defensores.

De cada lado há um gol posicionado, de 9 m de largura por 1,30 m de altura. Com a proposta de balançar a rede adversária, o praticante faz um arremesso rasteiro com a bola. Há um guizo em seu interior para facilitar sua localização.

“O Distrito Federal vem sendo uma potência na modalidade, graças a muito trabalho. Temos vários atletas na seleção brasileira que se destacam no Brasil e internacionalmente”, afirma o técnico e professor de goalball, Gabriel Goulart.

Para ele, o centro olímpico e paralímpico, que abriga a modalidade desde 2015, tem um papel essencial nessa construção. “Hoje o COP dá esse espaço para gente, onde conseguimos fazer o trabalho de alto rendimento, o que é muito importante para o cenário do goalball no DF”, acrescenta. “Em 2021, as meninas foram campeãs brasileiras e os meninos ficaram com a medalha de prata. Este ano ficamos com prata no masculino e no feminino”, completa.

Essa é a primeira vez que Goulart acompanha a seleção feminina como técnico. No ano passado, ele havia integrado a equipe como auxiliar técnico. Envolvido com goalball desde 2013, o técnico está à frente da modalidade no COP há sete anos. Desde então, atletas do projeto da Secretaria de Esporte e Lazer (SEL), que treinam em alto rendimento cinco vezes por semana, aparecem na seleção brasileira e também defendem o DF nas competições nacionais.

“É um trabalho de algum tempo que estamos colhendo bons frutos. Hoje o COP São Sebastião é referência nacional no goalball tanto nos atletas quanto na parte técnica”, classifica o presidente do Instituto Axiomas (organização da sociedade civil responsável pela organização do centro), Godofredo Gonçalves.

Incentivo

Jéssica Vitorino, 29 anos, é uma das atletas do centro olímpico que integra a seleção e disputa o Campeonato Mundial. Em sua segunda participação na competição, ela se mostra animada. “Tenho grande convicção que vamos conseguir o melhor lugar no pódio, pois tivemos uma preparação forte este ano”, afirma.

Ela treina goalball desde 2015 em São Sebastião, o que a fez jogar em vários campeonatos da modalidade. A participação de Jéssica no esporte é financiada pelo projeto Bolsa Atleta, da SEL, que só em 2022 beneficiou 108 paratletas.

A secretária de Esporte e Lazer, Giselle Ferreira, comemora a presença dos atletas do projeto em mais uma competição internacional. “Nosso trabalho nos COPs tem como base a democratização da prática esportiva e do lazer para todas as pessoas da região em que eles estão localizados, visando amplo acesso da população. É um orgulho acompanhar nossos atletas e paratletas em campeonatos nacionais e internacionais”, comenta.

Desde janeiro de 2022, os COPs do DF contam com 62 mil vagas gratuitas distribuídas em 29 modalidades esportivas para crianças, jovens, adultos e idosos e 12 modalidades para pessoas com deficiência.

A Administração Regional de São Sebastião foi uma das vencedoras do 7° Prêmio Melhores Práticas em Ouvidoria do Distrito Federal promovido pela Ouvidoria-Geral.

Com o único projeto na área ambiental, o Ouvidoria e Você, semeando para um amanhã melhor trabalhou a revitalização de duas áreas verdes na cidade. Com a participação de moradores e da área técnica da administração regional os locais receberam limpeza, plantio e placas de conscientização.

A ouvidora da administração regional e idealizadora do projeto, Josenice de Souza, conta que tudo iniciou no ano de 2019. "Recebemos manifestações de Ouvidoria de alguns moradores, visitamos os locais e a partir daí traçamos as estratégias e fomos em busca de parcerias para implementação do projeto ".

A área técnica foi a responsável por toda limpeza e perfuração dos buracos para o plantio. Mudas de plantas foram doadas pelo Jardim Botânico de Brasília e Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap). Para finalizar foi organizado um evento para que moradores e servidores fizessem o plantio e as áreas atualmente encontram-se recuperadas e preservadas.

Para o administrador Ataliba Rodrigues é muito gratificante o reconhecimento de um trabalho realizado com tanto carinho e empenho pelos servidores e comunidade. “Desde 2019 trabalhamos arduamente com projetos e ações aqui em São Sebastião. O reconhecimento desse trabalho é uma demonstração de que estamos no caminho certo”, enfatizou o administrador.

Com mais de 70 espécies de plantas com potencial medicinal, o horto na Unidade Básica de Saúde 1 do Lago Norte é exemplo para todo Brasil. O trabalho feito no local deverá ser usado como referência, em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e com produtores rurais do Brasil, para instruir as técnicas, o conhecimento e o manejo dessas produções. Representantes de 26 estados associados à Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (Contag) já visitaram o espaço da UBS para conhecer e iniciar esse trabalho.

“O que nós estamos tentando, a partir da experiência da Secretaria de Saúde, é fazer um processo de integração para que possamos avançar na implementação da política nacional de plantas medicinais. Queremos estimular esse conhecimento em todo o país”, explica a pesquisadora da Fiocruz e coordenadora do projeto sobre plantas medicinais e bioeconomia, Maria do Socorro Souza. “O horto do Lago Norte é uma unidade que integrou as técnicas de cultivo, de manejo, de processamento e também do uso dessas plantas medicinais.”

“A nossa obrigação, como profissionais de saúde, é garantir o acesso à informação para o uso seguro e racional também das plantas medicinais em preparações que possam ser feitas pela própria comunidade”, afirma a referência técnica distrital (RTD) em fitoterapia, o médico Marcos Trajano. Para ele, o trabalho desenvolvido na UBS estabelece a qualidade no contexto do uso dessas plantas.

Segundo a secretária de Políticas Sociais da Contag, Edjane Rodrigues, capacitar os agricultores com conhecimento e técnica sobre plantas medicinais é importante também para que esse plantio possa ser comercializado. “A gente percebe que muitos agricultores e agriculturas familiares têm as plantas medicinais em suas unidades produtivas, mas muitas vezes não as conhecem. Com o conhecimento, podem cultivar e até processar essas plantas para produzirem, por exemplo, óleos essenciais”, acrescenta.

A agricultora rural Maria Alves da Silva tem uma propriedade em um assentamento em Roraima. Ela conta que trabalha com o cultivo de mandioca, abóbora, milho, feijão, mas que se interessou em conhecer mais sobre essa possibilidade. “É uma nova porta que se abre e aqui na UBS a gente percebe que há uma importância na comunidade.”

Hortos

Além das 70 espécies de plantas com potencial medicinal, há plantas alimentícias não convencionais. A Secretaria de Saúde possui quatro hortos medicinais em toda a rede. Eles foram criados com o objetivo de cultivar plantas medicinais que serão utilizadas em tratamentos de saúde, visando agregar fitoterápicos para complementar o tratamento de usuários do SUS.

Os quatro hortos medicinais funcionam na Unidade Básica de Saúde 1 do Lago Norte, na Casa de Parto, em São Sebastião, na Farmácia Viva do Riacho Fundo I e na Farmácia Viva do Centro de Referência em Práticas Integrativas (Cerpis), em Planaltina. Em três dos quatro hortos, é feita a entrega da planta fresca, mediante prescrição.

Já a produção de medicamentos fitoterápicos é feita somente nas Farmácias Vivas do Riacho Fundo I, que distribui para 25 unidades básicas de saúde, e do Cerpis de Planaltina, que distribui dentro da região norte.

A Farmácia Viva do Cerpis, além de cultivar, colher, manipular e distribuir os fitoterápicos, entrega plantas frescas, secas e promove atividades educativas abertas à população. Até 31 de outubro deste ano, a produção do local foi de 13.127 medicamentos do tipo.

Espécies no horto da UBS do Lago Norte

De acordo com o RTD em fitoterapia, Marcos Trajano, os hortos têm função de socializar as pessoas da comunidade, estimulando uma cultura de paz. “As colheitas são algo a mais promovido, mas o grande benefício mesmo é o exercício em prol à comunidade”, afirma.

Nessa perspectiva, Trajano explica que as ofertas de colheita são pequenas, mas que as plantas mais procuradas no local são:

Açafrão
Azedinha
Babosa
Bertalha
Boldo (falso-boldo), sete-dores
Camomila
Capim santo
Capuchinha
Carqueja
Chaya
Erva baleeira
Erva cidreira
Melissa
Espinheira-santa
Folha-da-fortuna
Funcho
Gengibre
Goiabeira
Guaco
Melaleuca
Manjericão
Mulungu
Ora-Pro-Nobis
Sabugueiro
Tanchagem
Vinagreira

*Com informações da Secretaria de Saúde

O Distrito Federal vai ganhar quatro Casas da Mulher Brasileira (CMB). As unidades, que devem começar a ser erguidas a partir de 2023, estarão localizadas em São Sebastião, Recanto das Emas, Sobradinho II e Sol Nascente. A afirmação foi feita pela secretária da Mulher, Vandercy Camargos, durante os trabalhos da comissão de transição no Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB), nesta quarta-feira (16).

“Temos mais quatro casas previstas com a licitação para ser homologada. Vamos ter casas em São Sebastião, no Recanto das Emas, em Sobradinho II e no Sol Nascente. Os terrenos estão garantidos e pretendemos iniciar o ano com essas casas em obras”, afirma Vandercy Camargos.

Atualmente, o DF dispõe de uma unidade em funcionamento em Ceilândia. A Casa da Mulher Brasileira é um equipamento de proteção de alta complexidade, criado para oferecer atendimento humanizado às mulheres vítimas de violência doméstica.

A casa foi interditada, em 2018, pela Defesa Civil, por problemas na edificação, e reinaugurada em 20 de abril de 2021. No primeiro ano de funcionamento, entre abril de 2021 e abril de 2022, mais de 3,7 mil mulheres passaram por algum dos atendimentos oferecidos.

Ainda segundo a titular da pasta, os locais escolhidos atendem critérios técnicos e informações obtidas junto ao Instituto de Pesquisa e Estatística do Distrito Federal (IPEDF) e à Secretaria de Segurança Pública e que levam em conta o enfrentamento à violência doméstica, por exemplo.

Ainda segundo a titular da pasta, os locais escolhidos atendem critérios técnicos e informações obtidas junto ao Instituto de Pesquisa e Estatística do Distrito Federal (IPEDF) e à Secretaria de Segurança Pública e que levam em conta o enfrentamento à violência doméstica, por exemplo.

Fonte: Ian Ferraz, da Agência Brasília | Edição: Claudio Fernandes

Uma escola de São Sebastião dá exemplo para o Brasil em relação à temática antirracista e aos conhecimentos sobre povos indígenas. O Centro de Educação Infantil 01, ou simplesmente Centrinho, trabalha desde cedo a inclusão social e nossos antepassados em sala de aula e por meio da arte. Os aprendizes: meninos e meninas de 4 e 5 anos de idade.

Uma iniciativa de encher os olhos e que foi reconhecida em outubro pelo Prêmio Educar – uma honraria concedida a escolas que trabalham a equidade racial e de gênero, criada pelo Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades (CEERT).

O Centrinho foi um dos 16 premiados pelo Educar, em São Paulo, pela realização do projeto Valorização da Cultura Afro-Brasileira e Indígena. A professora Francineia Alves, uma das idealizadoras da proposta, também foi certificada.

A iniciativa da escola não é novidade para nenhuma das 23 turmas, que aprendem ao longo do ano lições sobre o tema e escutam histórias sobre heróis negros. Está na grade escolar desde 2013. E que culmina com um festival, no segundo semestre, em que os alunos fazem apresentações ligadas à temática.

“Nosso projeto não se restringe ao Dia do Índio, em abril, ou da Consciência Negra, em novembro. Levamos isso para a sala de aula o ano todo, por meio de livros e imagens usados na escola”, ressalta Francineia, hoje coordenadora pedagógica.

“Fazemos cumprir as leis  nº 10.639/03, sobre a obrigatoriedade do estudo da cultura afro-brasileira, e nº 11.645/08, que inclui também os povos indígenas. Algo que se deve ensinar desde muito cedo”, acrescenta. Francineia é negra com orgulho e suas duas filhas estudaram no Centrinho também.

Festival é a “‘cereja do bolo”

Neste festival de 2022, cerca de 200 pequenos se alinharam para assistir à apresentação dos colegas. Alguns garotos trajando calça de capoeira. Já as meninas, com pintura indígena nos rostinhos. A turma da pré-escola 1 fez uma apresentação baseada no livro Olelê – Uma antiga cantiga da África, de Fábio Simões. Na história, um velho negro incentivava seu povo a vencer o mar agitado e eles interagiam por meio da cantiga Olelê. Em seguida, houve roda de capoeira com a participação de uma ex-aluna.

Lição de casa aprendida

Beleza e estética afro-brasileira e desfile de moda afro também estão no projeto. Uma ideia já absorvida pela sorridente Evelyn Bezerra, 6 anos. “Eu aprendi que não pode julgar a cor da pele e do cabelo, os negros são lindos do jeito que eles são”, conta. “Minha melhor amiga é a Débora, ela é preta. Tem que respeitar a cor do jeito que ela é”, reforça.

Diretora do centro de ensino, Cleyde Sousa explica que, a cada ano, professores novatos também levam os ensinamentos. “Trabalhamos com a formação de novos professores todos os anos, pois a rotatividade é grande”, afirma. O sucesso do festival, celebrado pelos pequenos, é resultado de pesquisa e vivência de todo corpo discente para imersão na história afro-brasileira e indígena.

Expansão

A gestora frisa ainda que há a preocupação em levar esse modelo para outros colégios do Distrito Federal. “Nossa missão é também divulgar essa ideia para as demais escolas que tenham interesse. Aqui, em São Sebastião, já tem uma interessada”, adianta.

Atenta aos comportamentos infantis, a professora Lediane Costa lembra exemplos do dia a dia e o esforço em fazer a criança reafirmar sua própria identidade. “Ensinamos a eles a se reconhecerem com sua cor de pele. Algumas negras pintam com tinta clara para se verem de outra cor. E é nos livros e vídeos que ensinamos o que é a diversidade”, finaliza.

Fonte: Rafael Secunho, da Agência Brasília | Edição: Claudio Fernandes

O Conselho de Planejamento Territorial e Urbano do Distrito Federal (Conplan) aprovou por unanimidade, em reunião na quinta-feira (10), o projeto urbanístico para regularizar parte dos bairros Residencial Vitória e Morro da Cruz, em São Sebastião. Ambos integram um único parcelamento, que já possui 2.577 moradores em 745 unidades habitacionais, espalhadas por 20,97 hectares – o equivalente a quase 21 campos de futebol.

Os locais beneficiados no projeto são a Quadra 1 do Residencial Vitória e, no Morro da Cruz, a Quadra 2 Conjunto A,  Avenida Principal e conjuntos de A a E da Quadra 4. Todos estão inseridos em Área de Regularização de Interesse Social (Aris) prevista no Plano Diretor de Ordenamento Territorial (Pdot) de 2009 e contemplam ainda espaços para equipamentos públicos, como escolas.

O projeto urbanístico é da Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab), que será responsável pela implantação da infraestrutura prevista no projeto.

“Esse é o primeiro passo dado em direção à regularização”, afirma o presidente da Codhab, João Monteiro. “Mais adiante, passaremos para a parte de titulação das áreas e, posteriormente, ao registro das escrituras. É um caminho longo, mas que dependia da aprovação desse projeto urbanístico, que é a própria alma do empreendimento.”

Parcelamento e remembramento

O Conplan aprovou ainda a criação do parcelamento do solo chamado Residencial Reserva Tororó, no Setor Habitacional Tororó, região administrativa do Jardim Botânico. A previsão é que o local seja destinado a 96 pessoas, com 29 unidades habitacionais distribuídas em uma área de 2,01 hectares.

O colegiado também votou favoravelmente no processo de remembramento de dois lotes no Setor Hoteleiro Sul (SHS), ocupados pelo Hotel Nacional, local para o qual é previsto investimento privado para construção de um novo prédio e uma passarela. O principal objetivo é o melhor aproveitamento do uso do solo. O remembramento contou também com a manifestação favorável do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

“Sobre o projeto do Hotel Nacional, essa aprovação será muito bem-vinda para a cidade, uma vez que certamente ajudará no resgate daquela região, com investimento que trará melhorias para todo aquele entorno”, ressalta o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Mateus Oliveira.

*Com informações da Seduh

As obras do novo bairro Alto Mangueiral começam a sair do papel. A área – que vai abrigar mais de 7 mil famílias – fica ao lado da Vila Olímpica de São Sebastião e já desperta a atenção de alguns curiosos. Esta semana, o serviço de terraplanagem foi finalizado e o canteiro de obras está sendo montado para os cerca de 300 funcionários que vão trabalhar na construção.

Com 110,4 hectares, o equivalente a mais de 110 campos de futebol, essa área de interesse social terá disponíveis 7.004 unidades, divididas entre casas com três quartos e apartamentos com dois e três quartos, com direito a equipamentos públicos como hospital e escola aos novos moradores. De acordo com a construtora Engertal, responsável pela obra, o próximo passo será a execução do sistema de saneamento, com rede de água e esgoto.

Segundo o diretor-presidente da Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab), João Monteiro, o Alto Mangueiral apresenta uma proposta diferente, se comparado ao Jardins Mangueiral,  que fica próximo. “O governo procura atender a moradores de todo o Distrito Federal”, afirma. “Esse novo empreendimento se destina a pessoas com faixa de renda de até 12 salários mínimos, abrangendo funcionários públicos e moradores da classe média também”, explica o diretor-presidente.

“O Alto Mangueiral é um projeto muito ambicioso, [oferece] o que há de mais moderno em arquitetura e urbanismo, [tem] padrão estético e passou por toda a análise do Brasília Ambiental, para manter o equilíbrio com a natureza, e da Secretaria de Desenvolvimento Urbano”, complementa o gestor. O empreendimento já conta com licença prévia, aprovação no Conselho de Planejamento Territorial e Urbano (Conplan) e licença de instalação.

Mais de 1,8 mil candidatos garantidos

O acesso às moradias é feito exclusivamente por cooperativas e associações. A Associação dos Mutuários do Planalto Central (ASSMPC) é responsável pela construção e por indicar possíveis moradores, que devem ter seu cadastro na Codhab e atender às exigências da política habitacional do DF, prevista na Lei nº 3.877/06 e em outras normas. Entre esses requisitos, é preciso estar na faixa de renda e residir no DF há pelo menos cinco anos. 

Segundo o presidente da associação, Starley do Prado, já são 1.857 candidatos aprovados com direito a uma unidade. Até agora, aproximadamente 4 mil já foram indicados por cooperativas credenciadas pela Codhab. Entre essas indicações, está a família do estudante Arthur Cruz, 26, morador de uma chácara em São Sebastião. 

“Lá onde estamos não tem escritura e ficou pequeno para a família”, conta Arthur. “Aqui será ótimo, um apartamento de três quartos, hospital para quem precisa”. Starley pondera: “Na realidade, não vamos trazer só um bairro para cá, mas toda a infraestrutura, geração de empregos, equipamentos públicos. É uma localidade que vai absorver mais de 23 mil pessoas e, por tabela, trazer qualidade de vida também para São Sebastião.”

Fonte: Rafael Secunho, da Agência Brasília | Edição: Chico Neto

Responsável por mapear, identificar problemas e propor políticas públicas de melhoria da qualidade de vida de estrangeiros e refugiados residentes em São Sebastião, o programa ImigraSS levou a região administrativa ao Vale do Silício. De 5 a 11 de novembro, uma comitiva de nove servidores do Governo do Distrito Federal (GDF) faz uma imersão no polo onde estão as principais empresas e startups de tecnologia do mundo, nos Estados Unidos.

A viagem – que tem status de missão com palestras e visitas técnicas, e não se designa como um passeio – é a gratificação do Prêmio Cidade Empreendedora, onde o ImigraSS levou o 1º lugar geral e o 1º lugar na categoria Inclusão Produtiva. A ação foi elaborada e desenvolvida pela Administração Regional de São Sebastião.

“Levamos representantes de todas as categorias do prêmio para que eles possam aprender durante esta semana de imersão e trazer esses ensinamentos para serem aplicados aqui no Distrito Federal”, afirma a diretora técnica do Sebrae-DF, Rose Rainha. Gerente de Estratégia e Políticas Públicas da instituição, Jorge Adriano Soares da Silva destaca o potencial  humano e a estrutura oferecida por Brasília. “Nós temos bons empreendedores e todas as demais condições de fazer Brasília se tornar um polo de empreendedorismo e inovação”.

A ideia de traçar um perfil das pessoas que deixaram seus países e fixaram residência em São Sebastião surgiu logo no começo da gestão, em 2019. Recém-empossado no cargo, o então administrador Alan Valim pediu à equipe um relatório com os principais desafios dos 100 primeiros dias de governo e o que a administração regional poderia fazer para resolvê-los.

Uma das principais questões apontadas pelo documento foi a grande quantidade de imigrantes e refugiados venezuelanos vivendo na cidade – o que, em segundo momento, se mostrou bem maior com a presença também de pessoas de outras nacionalidades, como haitianos, nigerianos e colombianos.

Iniciou-se ali um trabalho de campo com visitas às entidades que faziam esse acolhimento e em busca de tratativas para proporcionar o mínimo de dignidade a esses cidadãos – além de entender os impactos que isso traria a rede de serviços públicos de São Sebastião.

“Importante ressaltar a alta vulnerabilidade dessas pessoas que estavam sem documentos, recursos financeiros, família, amigos, vestuário e, longe de suas pátrias, ainda enfrentam a barreira do idioma e de outras problemas inerentes às suas situações de imigrante e/ou refugiado”, explica o ex-administrador Valim.

Tratativas foram realizadas com a Organização das Nações Unidas (ONU), por meio da Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur), Ministério dos Direitos Humanos, Sesc, Senai, Universidade de Brasília (UnB), Associação Comercial de São Sebastião, Embaixada da Venezuela, Cáritas e Associação de Pastores.

A partir daí foram instituídas políticas públicas de inclusão desses estrangeiros com a disponibilização de vagas de emprego, cursos profissionalizantes, aulas de português, cestas básicas e convênio com a embaixada para acolhimento e emissão de documentos. Já a Administração Regional de São Sebastião foi a primeira do DF a emitir autorização para empreendedores de rua estrangeiros, situação até então impossibilitada.

Fonte: Hédio Ferreira Júnior, da Agência Brasília | Edição: Rosualdo Rodrigues

Desde a semana passada, o Polo Leste do GDF Presente está atuando nos serviços de manutenção das ruas não asfaltadas da região administrativa de São Sebastião. Os trabalhos começaram na Rua 6 do bairro Capão Comprido, local onde 120 moradores foram beneficiados pela ação, que se estenderá nas próximas semanas.

A doméstica Valdirene Soares, 39 anos, mãe de dois filhos, acompanha os trabalhos. “Para a gente, que tem criança, é complicado andar por aqui com as ruas desse jeito”, diz referindo-se ao estado em que as vias se encontravam antes do início da ação do GDF. “Ainda bem que a administração está a par desta situação e vem nos ajudar. Do jeito que estava, não dá”.

Cerca de 50 toneladas de resíduos da construção civil (RCC) foram doadas pelo Serviço de Limpeza Urbana (SLU) para pavimentar 1,5 km da Rua 6 do Capão Comprido. Cinco pessoas estiveram envolvidas diretamente com a operação, que contou com uma patrola e dois caminhões.

Trabalhos prosseguem

Segundo o coordenador de obras da Administração Regional de São Sebastião, Douglas de Carvalho, a atuação do GDF Presente é fundamental para a prevenção e o conserto das ruas sem asfalto – serviço que é feito antes e depois das chuvas. “Com a presença do GDF Presente na cidade, aumenta a nossa capacidade de trabalho”, afirma. 

Os trabalhos na Rua 6 do Capão Comprido de São Sebastião estão entre os primeiros e serão sucedidos por outros serviços, tanto na via central do bairro quanto em outros locais da região. “Vamos atuar nos pontos mais críticos da cidade”, antecipa o coordenador do Polo Leste do GDF Presente, Leonardo Cardoso.

Fonte: Lúcio Flávio, da Agência Brasília | Edição: Chico Neto

Garantir uma alimentação de boa qualidade a um custo mais baixo tem sido possível para pessoas com acesso as seis hortas comunitárias urbanas existentes no DF. São duas em São Sebastião, uma em Sobradinho, uma no Guará, uma no Sudoeste e duas na Asa Norte. O coordenador do Programa de Agricultura Urbana da Emater, Rogério Viana, destacou a possibilidade de transformar um terreno baldio em uma horta produtiva e a integração que a iniciativa promove entre as pessoas envolvidas. As hortas comunitárias são regulamentadas pela lei distrital nº 4.772, de 2007.

Construir hortas no DF faz parte do Programa de Agricultura Urbana da Emater, cujo objetivo é incentivar a segurança alimentar. Os equipamentos podem ser implementados em escolas e áreas públicas, unidades públicas de saúde, prédios e áreas disponíveis da administração direta e indireta, terrenos de utilidade pública e terrenos particulares e condomínios. A Emater dá suporte aos equipamentos com doação de insumos (adubo e sementes) e assessoria técnica.

O coordenador da Política de Apoio à Agricultura Urbana e Periurbana da Secretaria de Agricultura (Seagri) e responsável pelo projeto das hortas urbanas, Lúcio Passos, disse que, além das sete hortas já regularizadas, existem 17 em processo de regularização. “A Secretaria de Saúde, por exemplo, tem um projeto de construção de quatro hortas de plantas medicinais”, explicou.

Uma das hortas mais conhecidas e efetivas da cidade é a Girassol, em São Sebastião, construída em 2005 em um terreno baldio. No início, a intenção dos participantes do projeto era evitar a proliferação de ratos. Foram feitas duas pequenas hortas e cercadas com tela. Hoje são 5 mil m² de área plantada. A coordenadora do projeto, Hosana Alves, agora aguarda ansiosa a chegada do dia 12, quando a horta receberá o documento de regularização.

De lá para cá, o ganho não foi apenas em espaço físico. Hosana e outros nove responsáveis pela horta Girassol tiveram o reconhecimento do trabalho realizado. Já ganharam um prêmio da Organização das Nações Unidas (ONU) pelo projeto. A horta ficou em segundo lugar no concurso da Melhor iniciativa Urbana, promovido pela Secretaria de Meio Ambiente (Sema), e foi vencedora do Prêmio BRB na categoria que reúne trabalhos geridos por mulheres.

Hosana não sabe ao certo o volume da produção da horta, mas destaca o destino do que é cultivado nas terras da Girassol. Parte da colheita é vendida a preço de custo para pessoas que fazem parte da Comunidade que Sustenta a Agricultura (CSA). O morador paga R$ 250 por mês e recebe uma cesta básica por semana com os produtos da horta. Outra parte é vendida à população em geral, e o excedente é doado à creche Espaço Interativo Nova Geração.

Na horta Girassol, todos são voluntários. Apenas a pessoa responsável pela produção recebe salário. “O que queremos é transformar a horta em escola. Mais de 70 pessoas já foram capacitadas em agroecologia”, afirma Hosana.

Seguindo a Instrução Normativa nº 4, de 1º de junho de 2022, sobre a divulgação e publicidade no período eleitoral, iremos suspender a publicação de conteúdos em nossas redes sociais e site.

🗓️ A medida acontecerá a partir do dia 2 de julho até o fim das eleições de 2022. 

Toda e qualquer informação que for essencial para a população do DF será compartilhada no perfil oficial do GDF (@gov_df) e no site da Agência Brasília (agenciabrasilia.df.gov.br).

📢 Caso tenha dúvidas, entre em contato com a nossa ouvidoria no número 162, no site www.ouv.df.gov.br ou presencialmente na Administração Regional de São Sebastião. 

O Governo do Distrito Federal (GDF) lançou nesta quinta-feira (30) o empreendimento Alto Mangueiral, em São Sebastião. O bairro é composto por 61 lotes onde serão construídas 7.004 unidades habitacionais, com capacidade para uma população de 23.113 habitantes. As residências serão erguidas por cooperativas habitacionais e o terreno será doado pelo GDF, que também ficará responsável pela construção dos equipamentos públicos.

Também nesta quinta-feira o governador do DF, Ibaneis Rocha, assinou o decreto aprovando o plano urbanístico do bairro. O projeto é de responsabilidade da Companhia de Desenvolvimento Habitacional do DF (Codhab) e da Associação dos Mutuários do Planalto Central (ASSMPC). As obras no Alto Mangueiral começam nos próximos dias.

“Serão sete mil famílias beneficiadas. Estamos todos imbuídos nesse projeto de moradia. Tenho convicção de que esse será um dos bairros mais bonitos de Brasília. A concepção urbanística tem espaço para áreas verdes, equipamentos públicos, tudo completo para as famílias morarem. Essa obra começa de imediato, porque já tem todas as licenças aprovadas”, explicou o governador Ibaneis Rocha.

O chefe do Executivo local também destacou o programa de regularização fundiária que está sendo feita na cidade.

“Este será um bairro com o que há de melhor em infraestrutura no Distrito Federal. Temos aqui um bairro que nasce planejado, que passou por um processo de licenciamento ambiental e urbanístico”, frisou o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Matheus Oliveira. O secretário destacou, ainda, a qualidade de vida prevista para o empreendimento, que terá um milhão de metros quadrados de área total, 150 mil m² de área verde e mais 54 mil m² destinados a equipamentos públicos.

O empreendimento está destinado às famílias habilitadas na lista da Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab) que façam parte de cooperativas habitacionais, conforme o estabelecido pela Lei nº 3.877/06. A renda mensal dos proponentes deve ser de 12 salários mínimos. Os sete mil imóveis serão distribuídos entre casas e apartamentos de dois e três quartos. Os valores das unidades deverão variar entre R$ 230 e R$ 300 mil.

O presidente da Codhab, João Monteiro, disse que as mais de sete mil unidades serão distribuídas entre cerca de cinco mil apartamentos e mil casas, além de equipamentos públicos, entre os quais um hospital da rede pública.

Os moradores de São Sebastião aprovaram a proposta da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh) para regularizar as áreas ocupadas pelo Centro de Convivência do Idoso e a Promotoria de Justiça da região administrativa. A iniciativa foi apresentada à população na noite desta quarta-feira (29), durante audiência pública virtual, e elogiada pelos participantes da reunião.

No caso do Centro de Convivência do Idoso, a Administração Regional de São Sebastião fez um pedido à Seduh para regularizar o lote onde está edificado o espaço, que fica na Praça Linear 3.

“Por não ser regularizado e não ter matrícula, temos desde 2016 muita dificuldade com a manutenção daquele espaço, dentre outras complicações. Com esse debate, esperamos trazer para a comunidade que utiliza o Centro do Idoso uma resolução definitiva”, afirmou o administrador regional de São Sebastião, Ataliba Rodrigues.

Para a servidora do centro Ana Maria, a regularização do espaço é um momento importante, que vai contribuir para os serviços prestados à comunidade local. “Atendemos idosos de várias áreas da cidade, inclusive da área rural, e reconheço o esforço da administração para solucionar essa questão”, pontuou.

Já a Procuradoria-Geral de Justiça (PGJ) solicitou à Seduh a ampliação do lote onde está a Promotoria de Justiça de São Sebastião. “Gostaria de agradecer à Seduh, muito atenta ao nosso pedido, e à Administração Regional pela parceria e o trabalho comprometido com a cidade. Acredito que vamos continuar evoluindo em toda a organização de São Sebastião”, elogiou a promotora de Justiça Thaíse Dezen.

De acordo com a diretora de Parcelamento do Solo da Seduh, Eliane Monteiro, todas as alterações estão de acordo com a legislação urbanística. Foram consultadas as concessionárias públicas e os projetos se enquadram na dispensa de licenciamento ambiental prevista na resolução nº 10/2017 do Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama).

A secretária executiva de Gestão e Planejamento do Território, Janaína Vieira, ressaltou que a proposta de regularização apresentada pela Seduh diz respeito apenas aos lotes onde estão instalados os equipamentos públicos, não havendo nenhuma alteração nas edificações.

Próximos passos

Depois da audiência, as propostas ainda precisam passar pelo aval do Conselho de Planejamento Territorial e Urbano do Distrito Federal (Conplan).

Em seguida, as alterações nos lotes em São Sebastião serão incluídas em um Projeto de Lei Complementar (PLC) elaborado pela Seduh, que reúne outras áreas de equipamentos públicos em várias regiões administrativas do DF que estão pendentes de regularização.

O PLC será encaminhado para análise da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF). Depois disso, o texto deverá ser sancionado pelo governador do DF.

 

A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh) convoca toda a população de São Sebastião a participar de uma audiência pública virtual no dia 29 de junho, às 19h. O objetivo é debater com os moradores a regularização das áreas ocupadas pelo Centro de Convivência do Idoso, a Promotoria de Justiça e o restaurante comunitário da região. O aviso foi publicado na edição desta sexta-feira (27) do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF).

A transmissão será pela plataforma Zoom e o link de acesso será liberado no dia da audiência. Os interessados também poderão assistir a reunião pelo canal da secretaria no Youtube, chamado Conexão Seduh.

Será apresentada à população propostas de ajustes nos lotes, com a finalidade de regularizar as áreas ocupadas pelos equipamentos públicos.

Um dos pontos em debate é um pedido da Administração Regional de São Sebastião para regularizar a área onde está edificado o Centro de Convivência do Idoso, que fica na Praça Linear 3.

Já a Procuradoria-Geral de Justiça (PGJ) solicitou à Seduh a ampliação da unidade imobiliária onde está a Promotoria de Justiça de São Sebastião. Como o edifício fica ao lado do restaurante comunitário de São Sebastião, também foi proposta a ampliação do restaurante para manter o alinhamento dos lotes em relação à praça.

 

“As propostas visam o ordenamento urbano e a adequação do parcelamento às situações já consolidadas, possibilitando a qualificação das edificações e a consequente melhoria no atendimento à comunidade”, explicou a diretora de Parcelamento do Solo da Seduh, Eliane Monteiro.

 

Todas as informações necessárias para subsidiar o debate estão disponíveis no site da Seduh, na aba de audiências públicas. Perguntas, sugestões ou recomendações deverão ser realizadas durante o evento, por meio do chat de comentários, no ambiente virtual.

 

Serviço

Audiência pública sobre a regularização de equipamentos públicos em São Sebastião

Data: 29 de junho

Horário: 19h

Acesso: Pela plataforma Zoom e pelo Youtube no Conexão Seduh

Esta sexta-feira  (24) foi dia de um passeio diferente para a família Silva. O açougueiro Francisco e a dona de casa Marquel levaram os filhos Ester e Pedro Henrique até a Administração Regional de São Sebastião para atualizar os cartões de vacina. Enquanto pai e mãe tomaram a dose de reforço contra a covid-19, Ester, de 7 anos, iniciou seu ciclo vacinal. Já Pedro Henrique, 2 anos, recebeu o imunizante contra a influenza.

“A vacina é proteção”, resume Marquel. Para ela, a família receber os imunizantes é importante para evitar doenças e, no caso de contaminação, para que os sintomas sejam leves. Já Francisco elogiou a montagem de uma tenda de vacinação junto ao prédio da administração regional. “É muita facilidade ser tudo em um só lugar e atender todo mundo”, disse.

A vacinação no local ocorreu nesta sexta e prossegue neste sábado (25), das 9h às 13h. O Núcleo de Vigilância Epidemiológica e Imunização da Região de Saúde Leste disponibiliza os imunizantes AstraZeneca, CoronaVac, Janssen e Pfizer para primeira dose, segunda dose e reforços.

A ação na área externa da administração regional também conta com a oferta de serviços de outros órgãos do Governo do Distrito Federal e instituições parceiras, como o Detran, no sábado.

A expectativa é que até 10 mil pessoas passem por ali nos dois dias. “Nós estamos observando que 30% desse público tem buscado a aplicação da vacina, e por isso nós agradecemos à Secretaria de Saúde”, afirmou o administrador de São Sebastião, Ataliba Rodrigues Pereira.

A variedade de serviços oferecidos em um só lugar, que vão do corte de cabelo à educação de trânsito, atraiu os irmãos Ingrid Roberta dos Santos, 16 anos, e João Vitor, 14. A primeira parada deles foi a tenda da Secretaria de Saúde, onde ambos receberam a dose de reforço contra a covid-19. “É muito importante, porque a gente se livra de pegar a doença ou, se acontecer, que os sintomas sejam bem leves”, avaliou Ingrid.

*Com informações da Secretaria de Saúde

A administração de São Sebastião sopra 29 velinhas neste sábado (25) com um pacote de ações culturais e sociais que serão festejadas junto com a comunidade. São esperadas mais de 10 mil pessoas na festa comunitária que teve início já nesta sexta-feira (24), a partir das 9h, no pátio da RA.

Em parceria com empresários da cidade e vários órgãos do Governo do Distrito Federal (GDF), foram ofertados serviços como tratamentos dentário e oftalmológico básicos, massagens, vacinação, além de atendimento jurídico e prestação de serviços para motoristas, via Detran-DF.

“Saímos de um período de pandemia de dois anos sem nenhum grande evento em celebração ao aniversário da cidade, então este encontro de hoje traz a comunidade de volta ao seio institucional, ofertando serviços, tanto do GDF quanto aqueles em parceria com os empresários da cidade”, comenta o administrador, Ataliba Rodrigues. “Serão três dias recheados de atrações”, destaca.

Exposição de animais empalhados do Jardim Zoológico de Brasília, orientações sobre salvamento de vítimas dadas por militares do Corpo de Bombeiros, feiras de artesanato e apresentações teatrais educativas do Detran e passeio ciclísticos também estão na programação que se estende até à tarde de sábado.

Durante o dia, além do tradicional corte do bolo, das 9h às 11h, ocorre o desfile cívico da cidade, com a participação de 2,5 mil crianças de 21 escolas públicas e privadas.

“Serão 21 escolas, sendo 18 delas públicas, além da participação dos filhos dos bombeiros e servidores do Centro Olímpico e do Instituto Federal de Brasília”, detalha o administrador.

Até domingo, artistas de vários gêneros, do samba ao sertanejo, passando pelo gospel, apresentações de quadrilha e até batalhas de repentistas e raps ocorrerão no palco montado em frente à administração. O encerramento dos festejos em homenagem à 14ª Região Administrativa do DF será com campeonato de skate, a ser realizado no complexo esportivo, em frente à 30ª Delegacia de Polícia Militar.

Atendimento social

Com 28 anos dos 35 de idade morando em São Sebastião, a faxineira Luciana Vasconcelos cresceu e criou os dois filhos na cidade que ama de paixão. “Aqui é um lugar tranquilo, com bastante coisa acessível para a população, como postos de saúde e muito apoio social da administração”, elogia a moradora.

Luciana buscou atendimento na área de saúde no mutirão comunitário realizado no estacionamento da administração. “Fiz inscrição para tratamento de acupuntura e também aproveitei para aferir a pressão. Está tudo ok”, diz animada.

Já o pedreiro, Edmilson Fernandes da Silva, 54 anos, morando em São Sebastião há 35 anos, entrou a fila de atendimento oftalmológico gratuito oferecido por uma clínica particular da cidade. São muito bacanas ações como essa para a comunidade, com serviços gratuitos. Estou feliz por conseguir ver um médico das vistas porque tem dia que enxergo bem e no outro não”, conta. “A comunidade de São Sebastião responde bem às ações sociais e culturais realizadas pelo GDF”, avalia o administrador Ataliba.

Embora seja uma das cidades mais jovens do DF, com administração oficializada em 1993, a história de ocupação de São Sebastião começa antes da inauguração da capital, mais precisamente nos idos de 1957. Foi quando várias olarias se instalaram na região – em terras que num futuro próximo fariam parte da Fundação Zoobotânica do DF –, oferecendo matéria-prima para suprir a enorme demanda da construção civil da nova capital do país que começava a se erguer.

Com a inauguração da cidade e o fim dos contratos com as cerâmicas, um núcleo urbano começou a nascer no setor, dando lugar hoje à querida São Sebastião do goiano de Uruaçu (GO) Diocleciano Machado, empresário que há 18 anos vive na cidade.

“Mas conheço a cidade de mais tempo, há mais de 20 anos, já que realizava minhas atividades profissionais aqui bem antes”, revela o empresário do ramo da construção civil. “É uma cidade que vem ficando melhor a cada ano, principalmente nesta gestão, com o governo trabalhando muito na parte de infraestrutura. Gosto muito de morar aqui”, declara.

29º Aniversário de São Sebastião
Atividade 24 e 25 de junho na sede da Administração Regional de São Sebastião

– Dia 24 (sexta-feira) – Das 9h às 17h
Senac – corte de cabelo feminino
Detran – serviços
Defensoria Pública – atendimento jurídico
Van do BRB
Neoenergia
Feira de artesanato
Atendimento odontológico
Projeto Amor ao Toque

IFB – Campus São Sebastião
Carreta da Mulher
Sebrae
Aferição de pressão, autorrefrator e glicose
Corte de cabelo masculino, massagem e exame bioimpedância
OAB – atendimento jurídico
Vacinação covid-19
Exames oftalmológicos
Brinquedos infláveis
Palestras diversas
Pipoca e algodão doce

Das 9 às 13h
Exposição do Zoológico

Das 19h30 às 22h
Passeio Ciclístico às 20h, com saída do Parque de Exposições até a frente da Administração Regional

– Dia 25 (sábado) – Das 9h às 17h
Senac – corte de cabelo feminino e maquiagem
Van do BRB
Neoenergia
Feira de artesanato
Atendimento odontológico
Projeto Amor ao Toque

IFB – Campus São Sebastião
Carreta da Mulher
Sebrae
Aferição de pressão, autorrefrator e glicose
Corte de cabelo masculino e massagem, bioimpedância
OAB – atendimento jurídico
Vacinação covid-19
Exames oftalmológicos
Brinquedos infláveis
Palestras diversas
Pipoca e algodão doce
Exposição de carros antigos

Das 9 às 11h
Desfile cívico com as escolas e instituições da cidade – em frente ao Caic
Corte do Bolo

Das 9 às 13h
Detran – serviços
Exposição do Zoológico
Carreta da Mulher
Vacinação de cães e gatos (antirrábica)

– Dia 26/06 (domingo) – Das 9h às 18h
Campeonato de Skate no complexo esportivo em frente a 30ª Delegacia de Polícia Militar

Fonte: Agência Brasília

Os 29 anos que a cidade de São Sebastião completa neste sábado (25) serão comemorados com muita festa para a população. Serão três dias de eventos e atrações. Nesta sexta (24) e no sábado, a partir das 9h, haverá atendimentos gratuitos de odontologia, oftalmologia, psicologia e estética na sede da administração regional. Acesse aqui toda a programação.

Também farão parte de mutirão de atendimento à população a Ordem dos Advogados (OAB) e a Defensoria Pública. No sábado, haverá ainda desfile cívico. Nesse dia, a programação termina com o tradicional canto de parabéns para a cidade e corte do bolo. No domingo (26), a festa prossegue com eventos esportivos.

Outro presente que os moradores receberão nos próximos dias, de acordo com o administrador da cidade, Ataliba Rodrigues Pereira, será a abertura de 420 vagas para cursos profissionalizantes. “O morador de São Sebastião é alguém que tem esperança de ver a cidade crescer mais num futuro próximo”, disse. “Hoje temos a capacidade de atender 180 pessoas diariamente na administração regional. Além da manutenção da cidade, ajudamos microempreendedores e ambulantes”.

Nos últimos três anos, São Sebastião foi beneficiado com R$ 31,6 milhões em investimentos em vários setores. O bairro do Crixá recebeu R$ 11,3 milhões em obras de pavimentação, drenagem, energia, água e esgoto. Outras áreas, como Morro da Cruz e Capão Cumprido, estão em fase de regularização. Também foram destinados R$ 7,5 milhões para regularização fundiária.

Desde 2019, o investimento em mobilidade urbana em São Sebastião foi de R$ 2 milhões, montante do qual R$ 727 mil foram empregados em mais de 14 mil m² de calçadas em diversos bairros e R$ 1,3 milhão, na pavimentação e construção de calçadas no Núcleo Rural Capão Comprido.

Em eficientização de iluminação pública, em 2020, foram investidos quase R$ 450 mil para a instalação de 764 lâmpadas de LED nas vias principais dos bairros Morro Azul, Bonsucesso, São Bartolomeu, Bora Manso, Centro, Vila Nova, Vila do Boa, Residencial do Bosque, Bela Vista, João Cândido e São Gabriel.

A cidade recebeu ainda dois papa-entulhos, além da reforma do campo sintético de futebol e de três praças – com  investimento de R$ 889 mil –  e a inauguração da Praça Vila Nova, obra que demandou recursos de R$ 178,7 mil.

Em obras de educação, a região administrativa foi beneficiada com a reforma do Complexo Educacional São Sebastião. Os investimentos somam R$ 1,5 milhão para a reforma do Centro Interescolar de Línguas (CIL) e a construção da Coordenação Regional de Ensino. Já a manutenção da feira permanente contou com recursos de R$ 1 milhão.

Sebastião Azevedo, o Tião Areia, como é conhecido o homem de 79 anos que deu nome à cidade (leia mais aqui), diz que se sente orgulhoso em ver o lugar que ajudou a construir ser hoje uma região administrativa como as demais. “Nossa cidade tem tudo, é muito boa”, comemora.

O músico Giordan Silva, o Jordan, mora em São Sebastião há um ano e meio e diz gostar muito. “Já morei em Ceilândia, Samambaia e agora aqui; a cidade é ótima e as pessoas são boas”, avaliou. Jordan está se preparando para fazer a primeira apresentação na cidade. Nesta sexta-feira, como parte dos festejos do aniversário, ele vai tocar hip-hop na Praça do Cidadão.

Fonte: Agência Brasília

Seis unidades de conservação do Distrito Federal passarão por reformas neste ano. Executados pelo contrato de compensação ambiental, os serviços consistem na implantação de guaritas e em outras melhorias, como iluminação e estacionamento. O investimento previsto é de mais de R$ 2,1 milhões, de acordo com o Instituto Brasília Ambiental.

As seis unidades são o Parque Distrital das Copaíbas, o Parque Ecológico de Santa Maria, o Parque Ecológico Anfiteatro Natural, o Arie do Bosque, o Parque Ecológico das Sucupiras e o Parque Distrital de São Sebastião.

O Parque Ecológico Anfiteatro Natural, no Lago Sul, terá duas guaritas com vigilância, trabalho que demanda um investimento de R$ 450 mil. Também nessa mesma região administrativa, a Arie do Bosque ganha uma guarita com vigilância e banheiros. Além disso, o parque vai ganhar um estacionamento. Para essa unidade, serão investidos R$ 560 mil.

No Sudoeste, o Parque Ecológico das Sucupiras ganhará duas guaritas. A implantação foi autorizada judicialmente. Ainda não há estimativa do valor a ser investido. No caso do Distrital de São Sebastião, os trabalhos contarão com a reforma do anfiteatro e da Escola da Natureza e a instalação da iluminação. Os serviços são estimados em R$ 700 mil.

A capital federal tem 82 unidades de conservação. Dessas, 28 são abertas para visitação do público, que pode aproveitar o espaço para praticar atividades esportivas e de lazer. A 29ª unidade será inaugurada em breve, no Noroeste. Confira no site Eu Amo Cerrado – Educação Ambiental os parques ecológicos do DF.

Principal via de ligação entre São Sebastião e Plano Piloto, a DF-463 será reformada para beneficiar mais de 30 mil motoristas que trafegam no local diariamente. O investimento na obra é de R$ 6,4 milhões, com a previsão de gerar 70 empregos, e a recuperação de toda a via com extensão de 3,9 km de asfalto.

A restauração do pavimento na DF-463 será entre São Sebastião e o entroncamento com a Estrada Parque Contorno DF-001 (EPCT), na subida de São Sebastião para o Plano Piloto. A autorização para a obra foi dada nesta sexta-feira (13) pelo governador Ibaneis Rocha.

“Estamos lançando hoje duas obras importantes para a região, que ficou abandonada durante muitos anos. A recuperação da DF-463 e a pavimentação da rua Caminho da Mata. Para a próxima semana teremos o lançamento da licitação do Viaduto do Jardim Botânico, e depois o viaduto próximo à Ponte JK. Não faremos as duas ao mesmo tempo para não travar a região”, destaca o chefe do Executivo.

Para a obra da DF-463 serão executados serviços de fresagem, reciclagem da base, sinalização, pintura, drenagem e obras complementares. Além de São Sebastião, a via é bastante utilizada por moradores do Jardim Botânico e Jardins Mangueiral, além de outras regiões próximas.

“É mais uma restauração de pavimento que estamos fazendo na cidade, um trabalho preventivo. Com isso, a gente ganha mais vida útil no pavimento. É o mesmo trabalho que fizemos no Jóquei e no Eixão”, detalha o diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF), Fauzi Nacfur.

Outras obras de mobilidade vêm sendo executadas e planejadas para a região. Em dezembro do ano passado, o governador Ibaneis Rocha autorizou a duplicação da EPCT (DF-001), no trecho entre a DF-027 e a DF-025, em uma área onde há muitos condomínios habitacionais.

Além desta, que está em andamento, o GDF entregou trecho da duplicação da DF-140 e se prepara para lançar a obra do viaduto do Jardim Botânico, na altura do Balão da Escola Superior de Guerra, antiga Escola de Administração Fazendária (Esaf). Investimentos que, somados, ultrapassam os R$ 70 milhões.

“Essa região toda tem recebido grandes obras. A duplicação na região dos condomínios, na DF-001, onde o trânsito está totalmente saturado, é uma duplicação que traz fluidez. Mais para frente, temos duplicação e construção de viaduto na região do Paranoá e Itapoã. Com esse complexo eliminamos um ponto de estrangulamento do trânsito. Também vamos lançar a obra do viaduto do Jardim Botânico, próximo ao Balão da Esaf”, complementa Nacfur.

Pavimentação e drenagem pluvial

O governador Ibaneis Rocha também autorizou a execução de serviços de pavimentação asfáltica e drenagem pluvial em um trecho de cerca de um quilômetro na rua Caminho da Mata, no Jardim Botânico. O serviço terá investimento de R$ 1,8 milhão e será executado pela Novacap.

“Essa obra é fundamental para a região, que a solicita há 20 anos. É uma drenagem que não é simples. A população hoje sofre com a chuva. Junto com a pavimentação será feita a arborização, drenagem e colocaremos meio-fio”, explica o diretor-presidente da Companhia Urbanizadora da Nova Capital  (Novacap), Fernando Leite.

Para o administrador do Jardim Botânico, Jânio Rodrigues dos Santos, ao autorizar esses serviços, o GDF atende demandas antigas da região. “Essas obras eram pedidas há mais de 15 anos pela comunidade. Essa recuperação da DF-463 e o asfaltamento do Caminho da Mata são importantíssimos”, afirma.

À 0h06 de terça-feira (7), o choro da pequena Manuela ecoou nos corredores da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de São Sebastião, onde ela nasceu de forma inesperada. A unidade não é referência em partos, mas sem ter tempo para encaminhar a gestante a uma maternidade hospitalar, a equipe realizou o parto, que ocorreu de forma natural e com sucesso.

“Ela nasceu ativa, pegou o peito da mãe em menos de um minuto e não demonstrou nenhum sinal de instabilidade. Em seguida, já entramos em contato com o Samu e ela foi transferida para o Hospital Regional Leste”,  contou o médico Marcelo Martins Oliveira, que atua há pouco mais de dois anos na UPA

O médico relatou que a mãe, Eurizania Pereira da Silva, chegou acompanhada do marido e de uma filha, com dor abdominal, e informou que não sabia da gestação, mas que a surpresa deixou ela e toda a família muito felizes.

“Primeiro ela passou pela classificação de risco, às 23h46. Quando fiz o exame físico, imediatamente foi possível ver que ela estava em trabalho de parto. Assim, já colocamos a paciente em uma maca e a levamos para a Sala Vermelha. Poucos minutos depois, o parto ocorreu de forma natural e espontânea junto à equipe médica e de enfermagem”, disse o médico.

Marcelo Martins explicou que “a formação do médico, enfermeiro e técnico de enfermagem é generalista, então, independentemente de a UPA ser uma unidade sem subespecialidade, a equipe tem capacidade de atender urgências e de fazer o primeiro atendimento para todos os casos. Além disso, no momento de emergências que necessitam de um olhar diferenciado, todos são acionados para identificar se há profissionais que têm experiência naquela área”.

Gastroenterologista e clínico médico, Marcelo disse, ainda, que ter participado do parto o fez lembrar-se do passado. É que, antes de fazer residência em clínica médica, chegou a realizar partos em um hospital público pequeno no Ceará. “Isso foi há 12 anos, quando atuava como médico generalista lá. É claro que a gente deixa esse papel para o obstetra, mas não podemos deixar de entrar em ação quando é necessário”, disse.

Fernanda Faustino, técnica de enfermagem da UPA e que trabalhou no centro obstétrico do Hospital Materno Infantil (HMIB) em outro turno, ajudou na condução do parto com a experiência que possui. “Chegamos lá e a paciente estava sentada na maca do consultório gritando de dor, acompanhada do marido e da filha de mais ou menos 4 anos”, relata.

Embora as UPAs sejam unidades de pronto-atendimento, não são os locais ideais para atendimentos à parturientes, “Um parto em uma UPA é bem atípico, mas sempre estamos preparados. Temos um kit pediátrico com fralda, bandeja para pequenos procedimentos e campo estéril, que foi usado no parto”, disse a coordenadora de enfermagem da UPA, Amanda Clímaco.

Mariela Souza de Jesus, diretora-presidente do Iges-DF, comemora o sucesso da ação: “As UPAs não são locais ideais para partos. Então, que bom que tudo ocorreu da melhor maneira e que bebê e mãe passam bem”. A bebê e a mãe foram transferidas pelo Samu para o Hospital Regional Leste, onde continuam recebendo assistência.

*Com informações do Iges-DF

Fonte: Agência Brasília* | Edição: Rosualdo Rodrigues

Um novo equipamento de lazer e desporto será construído em São Sebastião. É o Campo Sintético do Bosque, que deve ser instalado no Parque Distrital da região administrativa, popularmente conhecido como Parque do Bosque. A obra vai receber investimento de R$ 1,96 milhão por meio do crédito especial à Lei Orçamentária Anual, aprovado pela Câmara Legislativa do Distrito Federal, nesta terça-feira (10).

A licitação deve ser lançada em julho e a previsão é que o campo fique pronto ainda neste ano. Atualmente, a administração de São Sebastião está realizando ajustes técnicos no projeto, solicitados pelo Instituto Brasília Ambiental. O órgão é o responsável por todos os parques distritais do Distrito Federal e, por isso, acompanha todo o projeto desenhado pela área técnica da administração regional.

O campo terá 6 mil metros quadrados de extensão, grama sintética e equipamentos para a melhor experiência dos usuários. Haverá seis módulos de arquibancada, com capacidade para cerca de 200 pessoas; entradas oficiais, com rampas e corrimãos; jogo de rede e refletores para a iluminação diurna e noturna.

“Quando a população ocupa os espaços, a criminalidade diminui, novos projetos sociais nascem, as crianças saem das ruas. É a porta de entrada para diversas melhorias”, ressalta o engenheiro civil e administrador de São Sebastião, Ataliba Rodrigues.

O projeto também visa evitar qualquer depredação da mata do parque distrital, exigência do Brasília Ambiental. Por isso, os alambrados serão reforçados e maiores do que o convencional, para que tenham maior durabilidade e para evitar que as bolas de futebol saiam do campo, o que poderia danificar a vegetação local.

Também será criado um sistema de drenagem. “A água da chuva irá direto para a rede da Novacap [Companhia Urbanizadora da Nova Capital], impedindo que a poluição caia na natureza”, explica Rodrigues. Em cima da parte de drenagem, será construído um novo calçamento, com mais espaço para a movimentação das pessoas, e lixeiras.

Além disso, já existe o plano de manutenção do campo a curto, médio e longo prazo. “Temos buscado obras que tenham mais durabilidade, então rastreamos os ajustes que, provavelmente, serão necessários de modo mensal, trimestral, semestral e anual. Daqui a um ano, por exemplo, haverá a pintura e o conserto das áreas depredadas, se for o caso. Estamos pensando no bem da população no futuro”, diz Ataliba.

A demanda do espaço de lazer e desporto surgiu em 2019 em uma reunião entre a administração da cidade e a população. Serão beneficiados mais de 5.800 atletas amadores de futebol em São Sebastião, incluindo as escolinhas do esporte e os times oficiais da primeira divisão.

A artesã Oxana Carvalho, de 51 anos, é uma frequentadora assídua do Parque Distrital de São Sebastião e vê com bons olhos a criação de mais um equipamento de lazer. Ela considera que vai melhorar a experiência dos moradores, principalmente das crianças e adolescentes, mas faz o alerta para a limpeza do local.

“Não tem conservação dos moradores. Muitas pessoas jogam lixo no chão, não catam os cocôs dos cachorros. Temos que preservar o que é nosso, ainda mais um lugar tão bom como esse”, diz Oxana, que caminha pelo parque durante a manhã, de segunda a sexta-feira.

Parque Distrital

O Parque de São Sebastião foi criado em 1994 e categorizado como distrital em 2019. São 177.730 metros quadrados de área de preservação ecológica e de convivência social. A vegetação do espaço preservado é a mata mesofítica ou mata seca, considerada rara no Distrito Federal, com espécies do cerrado como aroeira, amburana, chichá e carvoeiro. O espaço foi revitalizado em 2021 com a construção de calçadas, reforma da quadra poliesportiva e instalação de equipamentos de ginástica.

Fonte: Catarina Loiola, da Agência Brasília | Edição: Rosualdo Rodrigues

O Edital de Convocação para a Eleição do Conselho de Saúde de São Sebastião foi publicado. Clique AQUI para ter acesso.
INSCRIÇÕES: 5 e 6 de maio de 2022.
ELEIÇÃO: 13 de maio de 2022.

O Governo do Distrito Federal (GDF) realizou na manhã desta sexta-feira (29) o sonho de mais 272 famílias de se verem livres do aluguel ou de morarem de favor. Pelas mãos do governador Ibaneis Rocha, elas receberam as chaves das moradias, prontas para serem ocupadas, no condomínio VII do Parque dos Ipês – Crixá, em São Sebastião.

Destinados aos candidatos habilitados na menor faixa, a 1 – com renda familiar mensal de até R$ 1,8 mil -, os apartamentos têm 47,65 m² e 47,75 m², com dois quartos, sala, cozinha e banheiro. O condomínio também conta com estacionamento, área de lazer com playground e centro comunitário além de um Centro de Educação da Primeira Infância (Cepi) Parque dos Ipês.

O governador Ibaneis Rocha lembrou a política habitacional do GDF voltada às pessoas que mais precisam. Somente na Vila dos Ipês foram entregues 1.904 moradias, enquanto no Itapoã Parque estão sendo construídas 12.112 mil unidades e outras 400 no Sol Nascente. “Construímos e entregamos moradias com infraestrutura e não um depósito de pessoas como era antes. Cada vez mais, queremos fazer essa fila da Codhab andar”, afirmou.

Todo o empreendimento do Parque dos Ipês contou com investimentos do governo federal, por meio do Programa Casa Verde e Amarela. Com eles, foram feitas as obras de habitação e infraestrutura como água, esgoto, drenagem de águas pluviais, energia, iluminação pública, calçadas e ciclovias. “Isso dá melhores condições de moradia a quem não só precisa de um lar, mas de um espaço para educar seus filhos, sem sentir necessidade de futuramente vender seus empreendimentos à procura de um lugar melhor”, declarou o ministro de Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira.

“Esses imóveis trazem para as famílias beneficiadas a dignidade do pertencimento, principalmente para as mulheres, que podem sair para trabalhar e voltar tranquilas para casa sabendo que deixaram seus filhos em um lugar seguro e muito bem construído”, disse a deputada federal e ex-ministra-chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, Flávia Arruda.

Prestações acessíveis

Todos os contemplados foram atendidos por meio de inscrições feitas na Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab-DF). Esta é a última etapa de entrega do empreendimento, com prestações mensais entre R$ 80 e R$ 270, por um período de dez anos. “Estamos tentando deixar o histórico de um caminho correto para reduzir cada vez mais esse tempo de espera dos inscritos”, informou a diretora de Produção Habitacional da Codhab, Júnia Salomão.

O casal Raquel Farias, 42 anos, e Antonio Welton, 38, aguardaram por 14 anos a migração do aluguel para a casa própria. Moradores do Recanto das Emas, a estudante e o agente de portaria se mostram abertos às novidades e à mudança que vêm por aí. “Quando meu pai ganhou um lote no Recanto ele foi com a cara e a coragem, sem infraestrutura alguma, nem de água nem de luz. A gente está vindo para cá com tudo pronto, tem até escola. Foi uma escolha muito feliz e acertada”, define.

Quem também não disfarçava a emoção e a felicidade de receber as chaves do apartamento era a auxiliar administrativo Lúcia Maria Menezes, 48 anos. Mãe solteira do jovem Wendel, 13 anos, e da pequena Laura, 5, ela morava com os pais em Ceilândia, até que eles faleceram e a casa teve que ser vendida. Sem ter onde morar, teve que ir para o aluguel – e, segundo ela, “pagar caro” por isso. “Vim aqui buscar o meu sonho depois de uma história de lutas, perdas e superação. Agora não me contenho de tanta alegria.”

Participaram da solenidade da entrega das 272 moradias, além do governador, da diretora da Codhab e do ministro do Desenvolvimento Regional, o vice-governador do DF, Paco Brito; o secretário de Governo José Humberto Pires; o administrador regional de São Sebastião, Ataliba Rodrigues.

 

Fonte: Hédio Ferreira Júnior, da Agência Brasília | Edição: Claudio Fernandes

O Sebrae no Distrito Federal promoveu nesta quarta-feira, 6 de abril, a cerimônia de entrega do 1º Prêmio Sebrae DF Cidade Empreendedora. O evento foi realizado de forma presencial no Setor de Clubes Sul e trouxe reconhecimento ao trabalho desenvolvido por administradores regionais, Agentes de Desenvolvimento Territorial (ADTs) e lideranças locais com o objetivo de contribuir efetivamente para o crescimento econômico, inclusivo e social das regiões administrativas que formam o Distrito Federal.

A premiação ocorreu no âmbito do projeto Cidade Empreendedora, desenvolvido desde meados de 2019 pela instituição de fomento aos pequenos negócios e ao empreendedorismo juntamente com o Conselho Permanente de Políticas Públicas e Gestão Governamental da Capital da República.

Rose Rainha, diretora técnica do Sebrae no DF e também secretaria executiva do Conselho Permanente de Políticas Públicas e Gestão Governamental do DF, destacou, na abertura da premiação, a importância de se desenvolver o prêmio e também o legado que a solução deixará para as próximas gerações da Capital da República.

“Esse acordo com o governo do DF foi fundamental para que pudéssemos motivar os agentes públicos que atuam nas administrações e os fizéssemos compreenderem a importância dos pequenos negócios e do empreendedorismo para o desenvolvimento econômico e social da cidade. O SEBRAE lançou o edital e ofereceu capacitações e consultorias para auxiliá-los na elaboração dos projetos. 32 Regiões Administrativas participaram do programa e apresentaram mais de 60 iniciativas”, comentou a diretora.

O superintendente da instituição, Valdir Oliveira, também falou sobre a relevância de desenvolver o 1º Prêmio Sebrae DF Cidade Empreendedora e comentou acerca dos benefícios em aproximar do universo empreendedor os agentes públicos que atuam nas administrações regionais e conhecem a rotina e as dores de cada comunidade em que estão inseridos. “As administrações regionais são fundamentais para que o Sebrae no DF estabeleça esse elo com as comunidades. Atender bem a comunidade a partir de suas necessidades diárias, seja no ambiente empresarial ou não, é premissa básica, pois assim a gente estimula os servidores a criarem políticas públicas que melhorem o ambiente de toda a comunidade. Com essa premiação nós estamos ajudando o desenvolvimento Distrito Federal. É essa a intenção do Sebrae”, explicou o dirigente.

 

Adélia Bonfim, diretora administrativa-financeira do Sebrae no DF, ressaltou o sucesso da premiação, bem como os resultados dos projetos que foram devidamente reconhecidos. “Quando o Sebrae propõe e realiza esse tipo de ação, nós sabemos que o objetivo alcança muito mais que os pequenos negócios, mas traz benefícios para uma região inteira”, disse ela.

Presente à cerimônia de premiação, o vice-governador do DF, Paco Brito, parabenizou o Sebrae, administradores regionais e agentes de desenvolvimento pela criação de políticas públicas capazes de promover e expandir o desenvolvimento socioeconômico da capital. “Esse Prêmio Sebrae DF Cidade Empreendedora é algo muito valioso para nós brasilienses. É uma ação que revelou a capacidade de desenvolver soluções que há dentro das administrações regionais e evidenciou ainda mais a importância dos trabalho de cada ADT”, completou Paco.

Antes de inscreverem seus projetos, servidores das administrações regionais e ADTs participaram de oficinas e encontros oferecidos pelo Sebrae no DF. Cada realização serviu como fonte de inspiração para a concepção de ideias e projetos favoráveis ao empreendedorismo e ao desenvolvimento dos pequenos negócios como força motriz para a distribuição de renda e geração de empregos.

O programa previu três categorias para proposição de projetos: desenvolvimento territorial, empreendedorismo jovem e inclusão produtiva, e foram implementados ao longo dos últimos meses. Ao todo, 61 projetos foram pensados pelas administrações regionais de todo o DF. Desse total, 35 foram implementados e submetidos a uma banca de avaliação formada por representantes do Banco de Brasília (BRB), Conselho de desenvolvimento econômico, sustentável e estratégico do Distrito Federal (Codese/DF), Sebrae Nacional, Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE/DF), Secretaria de Economia e Universidade de Brasília (UnB).

Os projetos mais bem avaliados em cada uma das categorias foram reconhecidos com um certificado e também um troféu aos finalistas de cada categoria.

A administração regional de Brazlândia foi a vencedora na categoria desenvolvimento territorial. A região foi criada em 1933 e tem atualmente 54 mil habitantes em sua área urbana e cerca de 30 mil na zona rural, que se destaca pela forte produção de morango, além de diversos atrativos turísticos capazes de seduzir pessoas que buscam momentos de tranquilidade.

O turismo, inclusive, foi o foco do projeto desenvolvido pela administração regional. Batizado de Na rota do turismo!, a iniciativa visa o fortalecimento do setor por meio  de capacitações para os empresários de pousadas e hotéis da localizados na região. “Brazlândia é uma cidade que tem muitas riquezas e elas não estavam sendo explorados da maneira correta e, mesmo no período de pandemia, nós procuramos envolver as comunidades, as pousadas, os pontos de turismo na região para potencializar o desenvolvimento local e isso já tem dado resultado. A cidade pode se tornar o segundo melhor roteiro turístico do Distrito Federal”, disse Jesiel Costa Rosa, administrador que esteve à frente da implementação do projeto.

O gestor agradeceu ao Sebrae pelo apoio oferecido durante o desenvolvimento do projeto e também pelo incentivo para que os servidores da administração pudessem olhar para a realidade local e entender que existiam riquezas a serem exploradas na região.

Na categoria empreendedorismo jovem, a administração do Guará se sagrou campeã pela criação e implementação do Composta Guará, iniciativa que envolveu jovens entre 18 e 30 anos com a técnica da compostagem e com o cultivo de uma horta urbana e, sobretudo, a destinação correta para o lixo orgânico da feira permanente da cidade. “Nosso projeto consistiu em retirar todos os resíduos orgânicos da feira do Guará. Foram oito toneladas de lixo e com isso trabalhamos a sustentabilidade da cidade, o aprendizado com o público jovem e ainda conseguimos aquecer toda economia e ter uma proximidade maior com os empresários, deixando aí um legado para nossa cidade” disse a administradora regional, Luciane Quintana.

A terceira e última categoria, inclusão produtiva, teve como campeão a administração regional de São Sebastião, com o projeto ImigraSS – Imigrantes em São Sebastião, que promoveu a integração social, econômica, produtiva e sustentável dos imigrantes que se encontram em situação de vulnerabilidade social na cidade. “Foi um grande orgulho participar dessa proposta conduzida pelo Sebrae e pelo conselho de políticas públicas e gestão governamental. Para nós São Sebastião é um momento muito especial porque temos a maior comunidade de imigrantes venezuelanos do DF, cerca de 1.500 pessoas. Muitas dessas pessoas saem de seu país sem documentação, sem família, sem recursos e frequentemente, quando conseguem chegar a outro país, as portas estão fechadas. O que nós fizemos foi elaborar um projeto de acolhimento dessas pessoas, emitindo licenças, por exemplo, de trabalhador ambulante, para que elas pudessem trabalhar com dignidade”, explicou Alan José Valin, administrador regional que esteve à frente da condução do projeto no ano passado.

A administração regional de São Sebastião foi condecorada, ainda, com o projeto mais bem avaliado pela banca que julgou a premiação. Por isso, além do troféu na categoria inclusão produtiva, servidores da região administrativa irão participar de uma missão técnica promovida pelo Sebrae no DF para conhecer experiências exitosas de cidade transformada por uma gestão pública orientada a políticas públicas de estímulo ao empreendedorismo, inovação e aos pequenos negócios. O destino será o Vale do Silício, na Califórnia, Estados Unidos.

 

Confira os vencedores do 1º Prêmio Sebrae DF Cidade Empreendedora

 

Categoria – Desenvolvimento Territorial

1º Lugar – Brazlândia

2º Lugar – Guará

3º Lugar – Recanto das Emas

 

Categoria –  Empreendedorismo Jovem

1º Lugar – Guará

2º Lugar – Brazlândia

3º Lugar – Itapoã

 

Categoria – Inclusão Produtiva

1º Lugar – São Sebastião

2º Lugar – Itapoã

3º Lugar – Brazlândia

 

Fonte: Sebrae-DF

Autor: José Maciel | Ex-Libris Comunicação Integrada

Foi entregue nesta quinta-feira (31) a Unidade de Recebimento e Distribuição de Alimentos (Urda) de São Sebastião, que fica no Parque de Exposições da região. O espaço pertencia à administração regional e foi cedido pelo órgão para que os agricultores o utilizem pra entrega de alimentos à Central de Abastecimento do Distrito Federal (Ceasa).

A Urda só começará a receber as mercadorias a partir do dia 13 de abril, segundo a gerente do escritório da Emater de São Sebastião, Maíra Andrade. “Temos esse prazo para arrumar o espaço e deixar tudo pronto para o início dos trabalhos”, explicou.

A produtora e presidente da Associação dos Agricultores Familiares da Eco Comunidade (Afeca) do Assentamento 15 de Agosto, Michelle Ornelas, fez a solicitação de reativação do local. “É muito difícil, enquanto pequeno produtor, ter que ir até no SIA para entregar os produtos. Não são todos que têm carro”, contou.

Ela também frisou que as produções têm aumentado e, se não tiver venda, tudo é perdido. “Pode parecer uma coisa pequena, mas para quem é produtor não é, pelo contrário, essa reativação é uma conquista, uma grande vitória”, disse.

Para o diretor de Compras Institucionais da Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento (Seagri), Lúcio Flávio da Silva, por conta da pandemia as adversidades enfrentadas foram maiores, mas ainda assim a área rural não ficou desassistida. “Quando recebemos o pedido da senhora Michelle, prontamente o nosso secretário colocou-se à disposição para solucionar a questão e, com a célere parceria da administração regional, conseguimos. Agora é hora de resolver os detalhes para dar início aos trabalhos”, finalizou.

Segundo o administrador de São Sebastião, Alan Valim, a reabertura trará muitos benefícios. “Toda a área rural de São Sebastião, Jardim Botânico e parte do Paranoá (Café Sem Troco, Riacho Frio e PAD-DF) serão beneficiadas, pois, poderão entregar seus alimentos aqui”, ressaltou.

 

Clique aqui e acesse o Planejamento Estratégico Institucional (PEI) da Administração Regional de São Sebastião. 

O reconhecimento da paternidade como prioridade. Ou como um direito absoluto para as famílias em que o progenitor se afasta. Depois de passar por Samambaia, o projeto Absoluta Prioridade, da Defensoria Pública do Distrito Federal (DPDF), chegou esta semana a São Sebastião e vai oferecer exames de DNA gratuitos e atendimento psicossocial a pais e mães.

O projeto é feito em parceria com administração regional, Conselho Tutelar, Coordenação Regional de Ensino (CRE) da cidade e Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), entre outras instituições, e foi apresentado a orientadores, gestores educacionais e conselheiros tutelares de São Sebastião para consolidar a rede de apoio.

Eles vão ajudar a Defensoria a mapear novas famílias para que façam o reconhecimento de paternidade, participar de palestras e receber cartilhas sobre o direito da família. Após realizar a inscrição na administração e ter a documentação vistoriada, o pai poderá fazer o exame de DNA em um espaço da DPDF.

Antes de desembarcar em São Sebastião, os defensores estiveram em Samambaia levando o Absoluta Prioridade e também o Carreta Móvel, programa itinerante  que oferece ainda orientação jurídica, atendimento psicossocial, orientação sobre divorcio, cursos de gastronomia do Senac e outros. Foram 800 atendimentos na cidade.

O Carreta Móvel também esteve em São Sebastião e em dois dias atendeu 700 pessoas. Agora, o Absoluta Prioridade segue firme em busca de “paternidades perdidas” e que, em meio a uma rede solidária, podem ser identificadas com sucesso.

“Podemos dizer que o exame de paternidade gratuito é meio caminho andado. A dificuldade era enorme, pois as famílias geralmente não têm dinheiro para os exames. E isso facilita muito”, reforça a defensora pública Luciana Zulian.

“Exame feito, não foi reconhecida a paternidade, acabou. Caso contrário, a Defensoria age para definir um acordo de pensão alimentícia, doação de alimentos, etc”, complementa. Uma ação judicial de investigação da paternidade também é um direito das famílias, em caso de insucesso na realização do exame ou divergências entre os pais.

Garantia de direitos

Pensão alimentícia e herança são alguns dos direitos que, mediante a paternidade revelada, as crianças passam a receber com o auxílio da Justiça. Sem contar com um possível retorno da convivência familiar. Segundo cálculos da DPDF, cerca de 80 mil crianças brasilienses não têm o registro do pai em sua certidão de nascimento. No Brasil, são mais de 5 milhões na mesma situação.

“Na realidade, são duas formas para resolver essa situação: ou por meio da conciliação, na qual a Defensoria paga o exame de DNA, ou por meio da Justiça”, explica o defensor público e idealizador do projeto, Evenin Ávila. “Além disso, temos o Senac, que encontra por vezes a mãe em situação de vulnerabilidade e oferece um curso de qualificação para ela. É fundamental lembrar que o registro paterno é um direito básico, fundamental da criança”, pontua.

O programa, por sinal, também pode beneficiar filhos adultos, mas que tiveram idênticos prejuízos emocionais. É o caso da professora Fernanda Martins Vieira, 36. Ela recebeu por três décadas a criação solo da mãe e não conheceu o pai, que abandonou a família. “Minha mãe mal dizia o nome dele e não queria que eu o procurasse”, lembra a moradora de Samambaia.

Depois que Fernanda teve dois filhos e fez 30 anos, voltou o desejo de procurar o pai. As redes sociais e conversas com contemporâneas da mãe ajudaram. Ao localizar um meio-irmão, soube que o caso fazia sentido. “Dois irmãos meus fizeram a coleta de material oferecida pela Defensoria, e o resultado saiu em fevereiro. Era meu pai sim, e agora vou registar o nome e sobrenome dele em meus documentos”, alegra-se. Como o pai tinha poucas condições financeiras, Fernanda disse que o ‘benefício emocional’ já foi um sonho.

Sem um pedaço da história

O Conselho Tutelar de São Sebastião também é parte importante nesse processo e auxiliará no mapeamento desses núcleos familiares. “Se a criança nasce e vai só o nome da mãe na Certidão de Nascimento, é como se faltasse uma parte da história dela”, acredita o conselheiro Alessandro Medeiros. “Esse trabalho é muito importante, pois contaremos com apoio dos guardiões de direitos que são os defensores”.

“São Sebastião é um local com um adensamento populacional muito grande, onde sabemos de famílias que estão em extrema vulnerabilidade”, destaca o administrador regional Allan Valim. “A administração vai colaborar para oferecer esse atendimento diferenciado na questão do reconhecimento paterno e da melhoria da situação dessas famílias.”

 

O Projeto “Absoluta Prioridade”, que atende demandas relacionadas à investigação de material genético, será apresentado para os orientadores e gestores educacionais de São Sebastião na próxima segunda-feira (28), às 9h30, na Administração Regional de São Sebastião. O evento abordará questões referentes à importância do reconhecimento paterno e seus impactos no desenvolvimento de crianças e adolescentes. 

A iniciativa conta com a parceria da Defensoria, no âmbito da Escola de Assistência Jurídica (Easjur/DPDF), da Subsecretaria de Atividade Psicossocial (Suap/DPDF), do Núcleo de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos, do Núcleo da Infância e da Juventude e do Núcleo de Assistência Jurídica de São Sebastião; da Administração Regional de São Sebastião, da Coordenação Regional de Ensino, da Central Única das Favelas (CUFA/DF), do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac/DF), do Coletivo Motirõ, das Mães da Favela e do Conselho Tutelar de São Sebastião.

O projeto-piloto Absoluta Prioridade surgiu a partir da atuação da Unidade Móvel com o projeto Paternidade Responsável que atende, extrajudicialmente, casos de investigação de material genético, sem custo aos assistidos e assistidas. Por intermédio da perspectiva mediadora, o processo dura aproximadamente 30 dias e evita um desgaste judicial que poderia se estender por anos. 

No primeiro ano de atuação da Carreta da Defensoria Pública do Distrito Federal (DPDF), a segunda passagem da Unidade Móvel pela Região Administrativa de Samambaia foi marcada por um recorde histórico de atendimentos da DPDF. Após dois desembarques bem-sucedidos, reuniões periódicas realizadas e o mapeamento de demandas ligadas aos direitos da criança e do adolescente, Samambaia foi escolhida para recepcionar a inauguração do projeto-piloto Absoluta Prioridade, que visa concretizar o princípio constitucional de assegurar prioridade absoluta aos direitos da criança e do adolescente.

Com êxito estabelecido, em 2022, o equipamento itinerante desembarcou, pela primeira vez, na região administrativa de São Sebastião. Entre as mais de 700 pessoas atendidas nos dois dias de ação, as equipes da Defensoria iniciaram uma interlocução com seus parceiros para levar o Absoluta Prioridade à cidade satélite. Paralelo ao desembarque da Carreta Móvel, as equipes da Defensoria verificaram as principais demandas do público e, assim, firmaram a inauguração do projeto na segunda cidade do DF.

A partir do evento de apresentação, as instituições estabelecem um canal de diálogo sobre os direitos infantojuvenis da população de São Sebastião e estudam formas de mapear crianças e adolescentes sem o registro paterno nos documentos públicos. Em prol de garantir cidadania e Justiça, o projeto ainda unifica os atendimentos para a família do menor de idade, prestando outros serviços jurídicos e ações sociais. 

Mediante à expansão do Absoluta Prioridade, o projeto dispõe de um fluxo de atendimento especial para reconhecimento de paternidade, por meio da realização de exames de DNA gratuitos e peticionamento eletrônico exclusivo. O início das atividades do programa em mais uma região do DF também oferece qualificação para o mercado de trabalho e um leque de serviços de Educação em Direitos, como palestras e distribuição de cartilhas educativas. 

Cursos profissionalizantes

O projeto também promoverá cursos de qualificação para o mercado de trabalho, oferecidos pelo Senac, mediante a cooperação social e a parceria de órgãos distritais. A iniciativa leva acesso à Justiça para quem mais precisa, por intermédio da busca ativa de crianças, adolescentes e famílias em extrema vulnerabilidade. 

Na visita da Carreta à São Sebastião, o Senac disponibilizou oficinas de gastronomia e serviços de corte de cabelo e design de sobrancelhas. Durante a ação, as equipes também inscreveram a comunidade em duas turmas de qualificação técnica gratuita na área da beleza, como manicure e pedicure. Assim, a partir da inauguração do Absoluta Prioridade na região, a expectativa é que os cursos do Senac sejam ofertados com maior frequência, adesão e especialidade nas demandas do público. 

Parceria Nacional

O direito ao reconhecimento da filiação também faz parte de uma ação nacional entre o Conselho Nacional das Defensoras e Defensores Públicos-Gerais (Condege) e as Defensorias Públicas Estaduais (DPE’s) com o projeto Meu Pai Tem Nome. O mutirão da Campanha, que foi realizado em março, atendeu milhares de crianças e adolescentes sem o registro paterno nos documentos públicos. No Distrito Federal, a iniciativa extrajudicial Paternidade Responsável da DPDF já tem atuado na resolução de casos na área da família e o Absoluta Prioridade amplia os atendimentos com Educação em Direitos, assistência jurídica e outras demandas.

Larissa Costa Silva
Assessoria de Comunicação da Defensoria Pública do Distrito Federal
 

Noite de alegria e inauguração para os moradores dos bairros Bela Vista e Capão Comprido. Nesta terça-feira (22) foi entregue a praça pública totalmente reformada para a comunidade. A área de 4.626,29 metros quadrados recebeu kit malhação, Ponto de Encontro Comunitário (PEC), bancos, pergolado, escadas, novos alambrados e areia para o parquinho, pintura na quadra poliesportiva, traves e tabela de basquete.

No local antes havia apenas uma quadra poliesportiva, que recebia nenhum investimento há 10 anos. O alambrado estava danificado, não havia iluminação e as marcações no chão estavam apagados pelo desgaste. Em 25 de abril de 2019 a Administração Regional promoveu uma reunião do projeto Administração Mais Perto de Você e um dos pedidos foi a revitalização do espaço. "É um dia muito especial, pois hoje o Governo do Distrito Federal traz uma obra de relevância para os moradores do Bela Vista e Capão Comprido", enfatizou o administrador regional, Alan Valim.

A noite foi embalada por música, distribuição de pipoca e no final o descerramento da placa de inauguração. "Queremos agradecer a equipe técnica da Administração Regional que fizeram um trabalho excepcional e dizer que esse legado é para a nossa comunidade, que possamos olhar com olhar acolhedor e dedicação para a nossa cidade", agradeceu a represente do deputado e presidente da deputado e presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal, Rafael Prudente, Cleia Paiva.

A obra custou R$ 656.176,90 com recurso oriundo de emenda parlamentar. "É com orgulho que construímos essa praça. Vários funcionários trabalharam durante esses três meses moram na região", disse o dono da empresa que venceu a licitação, Márcio Guimarães.

Para o morador e líder comunitário do bairro Bela Vista, Florêncio dos Santos, é uma alegria participar da cerimônia depois de tantos anos lutando por melhorias. "Essa quadra nasceu há 10 anos, foi muito bom na época, mas sem manutenção com o tempo ficou deteriorada. Depois em 2019 quando a Administração Regional me procurou para fazemos a reunião aqui no bairro, foi um dos primeiros pedidos que fiz e a comunidade reforçou durante o encontro, por isso é gratificante participar dessa festa hoje", disse emocionado.
 

Finalizando seus compromissos em São Sebastião, o governador Ibaneis Rocha assinou, no fim da manhã desta sexta (11), a ordem de serviço que autorizou o início das obras de urbanização na Vila do Boa. Serão executados serviços de pavimentação, drenagem e adequação das projeções dos gabiões na Rua São Lucas, com um investimento de R$ 4,2 milhões por parte do Governo do Distrito Federal (GDF).

Serão construídos cerca de 1 mil m² de calçadas, 3,7 mil m² de meios-fios e 3 mil m² de pavimentação com bloquetes de concreto intertravados, além de mais de 6,3 mil m² de asfalto na rua principal da comunidade. No paisagismo, serão plantados cerca de 100 m² de grama e 40 árvores. A drenagem será reforçada com mais de 1 km linear de rede pluvial e 53 bocas de lobo. Tudo isso para beneficiar os cerca de 5 mil moradores da região.

“Desde o início do nosso mandato, havia essa reivindicação dos moradores da Vila do Boa, há mais de quatro décadas que esperam por essas obras”, destacou o governador Ibaneis. “Será uma obra completa, para não ter que ficar fazendo remendo depois. Trabalhamos com alegria e queremos que vocês vivam cada vez melhor. Essa é a nossa vontade”.

Morador da Vila do Boa, o servidor público Cristiano Santos Silva, 35, elogiou o tão sonhado início das obras de urbanização na região. “A gente fica muito feliz pelas realizações. Criamos uma comissão de moradores, buscamos apoio e, graças ao GDF e à administração regional, o projeto está saindo do papel e se tornando realidade. Teremos mais tranquilidade para nos locomover, principalmente na avenida principal, por onde passam as linhas de ônibus”, ressaltou.

O diretor-presidente da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), Fernando Leite, reforçou a pontuação feita pelo governador: “Estamos lançando uma obra da forma que gostamos: total. Vai ter asfalto, meio-fio, drenagem, calçadas e arborização. Algo que era reivindicado há muito tempo pela comunidade e, com o esforço de todos, vamos conseguir atender”.

O administrador regional de São Sebastião, Alan Valim, comentou sobre os esforços que o GDF tem feito em toda a cidade. “Foram mais de 50 obras executadas em três anos. A Vila do Boa vai receber infraestrutura, daqui a pouco teremos o Alto Mangueiral, novo bairro. Estamos fazendo de São Sebastião um dos melhores lugares para se viver no DF”, pontuou.

O deputado distrital Rafael Prudente foi outra autoridade que celebrou o início das obras no local. “Estivemos aqui diversas vezes para viabilizar este projeto. É uma alegria muito grande estar aqui, inclusive nesta quadra poliesportiva, que foi revitalizada com a ajuda do pessoal do RENOVADF”, frisou.

O bairro já recebeu quatro papa-lixos e ganhou a reforma de quadra, parquinho, além da instalação de um ponto de encontro comunitário (PEC). Com a região em constante crescimento, a Expansão da Vila do Boa foi incluída no Projeto de Lei Complementar (PLC) de regularização e tornou-se área urbana após sanção do governador Ibaneis Rocha no ano passado.

Um dos bairros mais antigos de São Sebastião, a Vila do Boa marcou a história do DF: lá os tijolos produzidos para a construção da nova capital foram feitos, o que reforça o caráter histórico da região. A área da antiga cerâmica está sendo desocupada e abrigará o futuro Hospital Regional de São Sebastião, projeto anunciado pelo governador Ibaneis Rocha há pouco mais de um mês, durante outro compromisso na região.

Fonte: Flávio Botelho, da Agência Brasília* | Edição: Rosualdo Rodrigues

 

Cinquenta produtores rurais do Assentamento 15 de Agosto, em São Sebastião, receberam das mãos do governador Ibaneis Rocha o contrato de estágio probatório de concessão e uso da terra, medida aguardada há quase uma década.

O contrato é um dos passos para que no futuro eles possam receber o termo de concessão definitivo, que dará segurança jurídica aos produtores, além da possibilidade de participar de políticas públicas de crédito e fomento.

“É gratificante ver o olhar dessas mulheres e de seus maridos quando recebem um documento desse”, declarou o governador. “Oportunidade é tudo na vida de uma pessoa. Você tem que abrir as portas para as pessoas conquistarem pela luta e trabalho aquilo que elas merecem.”

Durante a agenda, o governador anunciou a construção de galpões e poços artesianos em áreas agrícolas para atender pedido dos moradores do campo. E também reforçou a luta pela regularização fundiária. “Tudo o que for passível de regularização no Distrito Federal vai ser respeitado, e temos feito isso nas áreas urbanas e rurais, combatendo as invasões, mas procurando dar tranquilidade à população”, acrescentou Ibaneis.

Mais segurança

Para o secretário de Agricultura, Cândido Teles, o documento de uso da terra traz segurança e paz para os moradores do campo. “Essas famílias estavam, havia sete anos, esperando esse contrato probatório para ficar dois anos na terra e provar que eles têm afinidade com o meio rural”, lembrou. “Em seguida, eles receberão a documentação definitiva, que é a Concessão de Uso Oneroso [CDU] e a Concessão de Direito Real de Uso [CDRU]. Em três anos de governo, regularizamos o equivalente a 18 mil hectares de terra na área rural”.

Esse trabalho de regularização é feito a várias mãos e envolve, além da Secretaria de Agricultura (Seagri) e das administrações regionais, a Emater. “Colaboramos com o Plano de Utilização, que é essencial para que os produtores possam receber a CDU e a CDRU no futuro, e também apoiamos os produtores com toda a assistência técnica”, afirmou a presidente da Emater, Denise Fonseca.

Produtora rural e presidente da Associação de Agricultores Familiares da Eco Comunidade do Assentamento 15 de Agosto (Afeca), Michelly Sllany Ornelas de Matos comemorou a entrega do documento: “Fico emocionada porque esse contrato traz segurança, e a nossa expectativa é melhorar a produção e acessar cartas de crédito, elaborando projetos para as famílias produzirem ainda mais”.

Nas proximidades do Assentamento 15 de Agosto, o GDF pavimentou um trecho de 2 km na estrada de acesso ao Núcleo Rural Capão Comprido, onde também foram construídas calçadas e instalada iluminação em LED, nos arredores da Escola São Bartolomeu.

Praça Bela Vista

 

Na sequência da agenda, o governador Ibaneis Rocha entregou a reforma da Praça Bela Vista, construída em 2010 e que não havia passado por manutenção desde então. Com investimento superior a R$ 315 mil, a quadra foi totalmente recuperada, com a instalação de um ponto de encontro comunitário (PEC), além de aparelhos de ginástica e uma quadra de areia.

Essa obra atende moradores dos bairros Bela Vista, Capão Comprido e Bosque e ocupa uma área de 3.527 m2, o equivalente à metade de um campo oficial de futebol, como o do estádio Mané Garrincha.

“O dia foi de vitórias para a cidade”, comentou o administrador de São Sebastião, Alan Valim. “Temos uma das áreas rurais mais extensas do DF, e essas entregas são um marco para nós. A Praça Bela Vista representa um avanço para São Sebastião, já que encontramos a cidade com os equipamentos públicos abandonados, e hoje quase todos estão reformados.”

Confira, abaixo, obras concluídas pela atual gestão em São Sebastião.

– 1,6 mil unidades habitacionais no Parque dos Ipês (Crixá)
– Centro de Educação de Primeira Infância (Cepi) Parque dos Ipês, com capacidade para 520 alunos
– Centro Interescolar de Línguas (CIL) com capacidade para até 3,5 mil alunos
– Investimento de R$ 5 milhões na manutenção das 25 escolas da cidade
– Sede para a Coordenação Regional de Ensino
– Unidade de Detenção Provisória Desembargador George Lopes Leite (CDP 4)
– 1ª etapa da instalação da rede de energia no Morro da Cruz
– Eficientização da iluminação pública no Núcleo Rural Capão Comprido
– Reforma da Praça Santo Afonso, no bairro São José
– Reforma do campo sintético em frente à 30ª DP
– Pavimentação da Rua São Bartolomeu
– Reforma com microrrevestimento na DF-285
– Construção de estacionamento e implantação da via marginal na DF-130
– Instalação de papa-lixos

 

Fonte: Ian Ferraz, da Agência Brasília | Edição: Chico Neto

 

Foi lançada nesta quarta-feira (16) a licitação para restauração do asfalto da DF-463, que compreende o trecho entre São Sebastião e o entrocamento com a Estrada Parque Contorno (DF-0001), em uma extensão aproximada de quatro quilômetros.

O serviço está previsto para ter um investimento de R$ 7.312.355,61. A abertura dos envelopes com as propostas das empresas participantes será no dia 21 de março, às 10h, na sede do DER-DF.

O governador Ibaneis Rocha assinou a ordem de serviço para o início da obra em 2020. Devido a pandemia instaurada em março de 2020 alguns projetos foram paralisados. "É uma das demandas mais esperadas tanto pela nossa população quanto por moradores do Jardins Mangueiral e Jardim Botânico, pois é a principal rota de saída no sentido Plano Piloto. Essa restauração será uma grande vitória para toda a região", frisou o administrador da região, Alan Valim.

Na sequência, serão abertas as propostas de preço, que serão analisadas pela Comissão Julgadora Permanente (CJP). Posteriormente, haverá a divulgação das empresas que estarão habilitadas a participar da concorrência, seguida pela escolha da companhia vencedora da concorrência.

A última etapa será a assinatura do contrato e da ordem de serviço, para início imediato dos trabalhos. Todo esse trâmite leva aproximadamente 60 dias. Iniciados os serviços, a previsão de execução da obra é de 120 dias.

A obra, que compreenderá drenagem, sinalização horizontal e vertical, beneficiará cerca de 30 mil motoristas que trafegam pelo trecho diariamente.

“Essa futura obra integra as ações de recuperação dos pavimentos realizadas pelo DER-DF. A restauração asfáltica de uma via importante como essa, por onde trafegam moradores de São Sebastião, Jardim Botânico e Jardins Mangueiral, garante entre cinco e 10 anos de vida útil do pavimento sem necessidade de manutenção. Isso significa mais conforto e segurança para o motorista”, declarou o diretor-geral do órgão, Fauzi Nacfur Júnior.

*Com informações do DER-DF

A partir de segunda-feira (21) os moradores do Condomínio Parque dos Ipês (Crixá) terão reforço no transporte público, com a inclusão de novas linhas e aumento de horários.

O reforço foi possível após tratativas entre a Administração Regional e a Secretaria de Mobilidade. No final de janeiro houve uma reunião entre o administrador Alan Valim, alguns síndicos do bairro e o secretário de Transporte e Mobilidade, Valter Casimiro, para discutir o assunto.

A linha circular 183.0, que vai do condomínio até o Terminal de São Sebastião, fará 12 viagens, passando a ter 41 horários diários. Já a linha 183.8 também passa a atender os moradores do condomínio, criando uma alternativa de deslocamento interno na região de São Sebastião. O serviço tem tarifa de R$ 2,70 e oferece 15 viagens diárias.

Por sua vez, a linha 197.6, que liga São Sebastião à Rodoviária do Plano Piloto pela Ponte JK, também passa a atender ao condomínio, criando uma opção de deslocamento direto. Com tarifa de R$ 3,80 e duas viagens por sentido, essa linha terá duas saídas do Terminal de São Sebastião (às 5h20 e às 6h20) e outras duas da Rodoviária do Plano Piloto (às 17h e às 18h04).

Os novos horários e trajetos das linhas podem ser conferidos, a partir do início da operação, no site DF no Ponto.

A criação dessas linhas visa atender diversas solicitações que chegaram à Semob por meio de manifestações feitas por moradores da região e encaminhadas pela Administração Regional de São Sebastião. Sugestões também podem ser feitas diretamente à pasta, por meio da Ouvidoria – telefone 162 ou pelo site OUV-DF.

*Com informações da Secretaria de Transporte e Mobilidade

Administração Regional de São Sebastião é pioneira na elaboração do Planejamento Estratégico Institucional (PEI) que definiu missão, visão, batalhas, resultados e iniciativas do órgão. O documento foi apresentado na manhã desta quarta-feira (16) para os servidores e representantes do governo. 

A servidora da Unidade de Gestão da Estratégia e Informação da Secretaria de Economia, Amanda Góes, explicou que o planejamento estratégico é importante pois é por meio dele que se define a melhor forma de alcançar a missão que é a razão de ser da região adminstrativa. Ela também elogiou a equipe e disse estar feliz de ter feito parte da discussão. "Foi sensacional, eles trabalharam muito bem, são servidores que vestem a camisa como a vida deles. Vocês são os primeiros a nível de administração a terem concluído e a estarem no novo sistema de gestão". 

Esse trabalho foi iniciado em outubro de 2021 por equipe formada pela chefe de Gabinete, Kadija Guimarães; os coordenadores de Licenciamento, Obras e Manutenção, Ataliba Rodrigues, de Desenvolvimento, Jefferson Alves e de Administração Geral, Ricardo Tenório; o chefe da Assessoria de Planejamento, Luthero Filho; o ouvidor, Emerson Freitas; o gerente de Orçamento e Finanças, Ney Leite, e o analista de Planejamento e Gestão Urbana, Marcone Souto. "A concretização do PEI é um sonho realizado, porque agora temos um norte para que o servidor se paute e consigamos entregas melhores", frisou Luthero Filho. 

"É uma satisfação em ver uma administração prezando seu dever de casa. Tenho certeza que o PEI junto com o Programa Administração 24 horas vamos inaugurar um ciclo virtuoso", destacou o subsecretário de Programas e Projetos da Secretaria Executiva das Cidades, Francisco de Assis Soares.

De acordo com o administrador Alan Valim a equipe é comprometida, dedicada, honesta e qualificada e isso faz toda diferença na hora de entregar os resultados e desempenhos necessários que impactam a vida das pessoas. "É uma missão extremamente árdua porém que carrega a nobreza diretamente proporcional a essas dificuldades. Nós temos essa missão, que é institucional e é na prática. Ter um planejamento é de extrema importância. Agora é colocá-lo em prática".

Participaram também da cerimônia a chefe da Assessoria Especial, da Secretaria Executiva de Acompanhamento e Monitoramento de Políticas Públicas da Secretaria de Governo, Christiane Moreira; e o chefe da Unidade de Gestão e Estratégia da Secretaria Executiva de Planejamento, Lawrence Pinto. 

A Administração Regional de São Sebastião iniciou em fevereiro a emissão de licenças de funcionamento para empresários e comerciantes do bairro Morro da Cruz.

A liberação só foi possível após a aprovação do Estudo Territorial Urbanístico (ETU) da região elaborado pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh) por meio da Portaria n° 122 em dezembro de 2021. "desde quando assumimos a Administração Regional os empresários e contadores nos demandavam sempre para resolver essa situação e agora com a ajuda da Seduh e de outros órgãos envolvidos podemos  proporcionar que os comércios funcione de forma legal", enfatizou o administrador Alan Valim. 

Segundo o contador Bruno Gomes essa era uma luta antiga de muitos anos. "Agradecemos muito ao governo por vestir essa camisa e de fato lutar pelos empresários de São Sebastião. Agora vamos liberar esses alvarás e melhorar o comércio, pois isso vai refletir tanto em empregos quanto aquecer o comércio", destacou Gomes.

De acordo com Valim, esse só é o início para a regularização de todo o Morro da Cruz. "Como sempre digo: com decência, dedicação e entregas vamos avançando com as demandas, melhorando a qualidade de vida das pessoas e trabalhando muito para o fomento do empregoe da renda de nossa cidade", concluiu o administrador. Estão em fase de elaboração os estudos dos bairros Vila do Boa e Capão Comprido.

A manhã desta terça-feira (8) foi de alegria para 39 microempreendedores individuais (MEI's) que trabalham como ambulantes em São Sebastião. Eles receberam a licença de funcionamento e a partir de agora tem  segurança no exercício de seus ofícios.

O documento dá o direito do cidadão trabalhar em pontos específicos, sem o medo de ter mercadorias ou a estruturas apreendidas.

"Promover a economia com segurança e dignidade é uma das nossas missões. Ver o sorriso estampado no rosto de pais e mães de família, que dia e noite estão nas ruas, e agora sabem que podem abrir os seus comércios com tranquilidade não tem preço", enfatizou o administrador Alan Valim.

A Administração Regional de São Sebastião já entregou 227 licenças de funcionamento desde 2019.,

 

O futuro Complexo Educacional de São Sebastião está com duas das suas três estruturas prontas. Nesta terça-feira (8), o governador Ibaneis Rocha visitou o local, às margens da DF-473, para entregar as novas unidades do Centro Interescolar de Línguas (CIL) e da Coordenação Regional de Ensino. A cidade, que possui 23,4 mil estudantes, deve ganhar, ainda este ano, a terceira instalação do complexo: o Centro Educacional Zumbi dos Palmares. Além disso, está prevista a construção de mais um centro educacional e uma escola classe, ambos em fase de projeto.

Para viabilizar a nova escola de línguas e a sede para a regional de ensino, o Governo do Distrito Federal (GDF) fez valer a premissa de recuperar e ocupar equipamentos públicos ociosos. Nesse caso, trata-se do albergue público que começou a ser erguido em uma área de 4,6 mil m2, mas estava abandonado desde 2014. Seis anos depois, essa realidade começou a se transformar.

Com investimento de R$ 1,5 milhão e perspectiva de gerar dezenas de empregos, o governo executou o trabalho necessário para deixar a estrutura com condições de uso. Foram feitos serviços de alvenaria, hidráulica, elétrica e telhado, além de limpeza, pintura, acabamentos em geral, pavimentação de estacionamento e a construção de quebra-molas na área externa.

“Pegamos os albergues de São Sebastião e Planaltina e tivemos a determinação de transformá-los em escolas”, comentou o governador Ibaneis Rocha. “São Sebastião é uma cidade que expandiu, e nós precisamos construir UBS, reformar a feira, arrumar as estradas e melhorar a iluminação, inclusive em locais onde ela não existe. Ao longo de três anos, a cidade evoluiu muito, mas estamos trabalhando para entregar à população tudo o que ela merece”. Durante a inauguração, ele informou que também pretende construir um hospital regional na cidade.

“Trazer a regional de ensino e o CIL para cá foi um ganho enorme para os estudantes, porque é principalmente para eles que a gente trabalha”, afirmou a secretária Hélvia Paranaguá. “Um espaço bonito e amplo. Vamos atender toda a região administrativa com essa estrutura. Aqui temos linhas de ônibus que atendem toda a cidade.” Paranaguá.

Economia do GDF

Moradora da cidade, a escriturária Marileide Batista, de 55 anos, estudou em uma unidade do CIL no Plano Piloto e precisou abandonar o curso de inglês por questões de saúde. Agora, comemora a chegada da estrutura próxima à sua casa e o desejo de retomar e concluir os estudos. “Fiquei muito feliz com a vinda do CIL para cá e vou pleitear uma vaga pela comunidade”, disse. “Vai ajudar muitas pessoas, inclusive quem mora nas chácaras, e dar acesso a um curso de línguas que é muito importante para enriquecer o currículo”.

Hoje com 800 alunos, mas capacidade para até 3,5 mil, o CIL atendia de forma provisória 500 estudantes. A transformação veio no aumento da oferta de cursos, que, além de inglês, espanhol e francês, passou a contar com o ensino de japonês.

Com a regional de ensino, o GDF deixa de gastar com o aluguel de um prédio na cidade. É uma estrutura para os profissionais da educação cuidarem com dignidade das 26 unidades de ensino da região administrativa, além das duas unidades do sistema socioeducativo e duas creches conveniadas.

A grande estrutura do Complexo Educacional de São Sebastião, o CED Zumbi dos Palmares, está com estudos preliminares prontos para ter a obra licitada. Para esse espaço estão previstas 16 salas, com capacidade para abrigar, em dois turnos, mais de mil alunos.

Mais investimentos

O investimento do governo na educação da cidade não se limita ao Complexo Educacional de São Sebastião. Em 2021, foi entregue à comunidade o CEI Parque dos Ipês, com investimentos superiores a R$ 4,4 milhões e vagas para mais de 500 alunos.

Nos últimos três anos, 25 escolas de São Sebastião passaram por algum tipo de manutenção, com um investimento de R$ 5 milhões. E outras estão por vir. Há duas unidades com projetos prontos para serem executados: um centro educacional e uma escola classe. Ambos terão 32 salas de aula, com capacidade para 2,2 mil alunos, em dois turnos. Essas unidades estão orçadas em R$ 39 milhões, com previsão de início das obras para este ano.

O Governo do Distrito Federal (GDF) vai inaugrar nesta terça-feira (8) o Centro Interescolar de Línguas (CIL) e a Coordenação Regional de Ensino de São Sebastião.

Foram investidos cerca de R$ 1,5 milhão oriundos do Programa de Descentralização Administrativa e Financeira (PDAF) dos prédios. O CIL funcionava provisoriamente no Centro de Ensino Fundamental Cerâmica São Paulo e atendia apenas 500 alunos do turno noturno. Agora, o novo espaço tem 12 salas e capacidade para 3500 estudantes.

O prédio da Regional de Ensino foi todo reformado para cerca de 90 funcionários (entre colaboradores e servidores). Uma economia de R$ 136.000,00 mil gastos com aluguel por ano.

Nos locais foram feitos serviços de alvenaria, hidráulica, elétrica e telhado, além de limpeza, pintura, acabamentos em geral, pavimentação de estacionamento e construção de quebra-molas na área externa.

O espaço de 4,6 mil metros quadrados vai abrigar também o Centro Educacional (CED) Zumbi dos Palmares, que vai atender do 6º ao 9º ano. Serão 16 salas de aula, divididas em seis blocos. O processo está em fase de elaboração de projeto e licitação.

Antigo albegue
A estrutura ocupada hoje pela educação estava abandonada desde 2014. Os prédios foram construídos para ser um albergue, mas o projeto não foi para frente. Toda a área destinada para o Complexo Educacional São Sebastião. As obras de readeaquação foram iniciadas em novembro de 2020.

O Governo do Distrito Federal (GDF) publicou, nesta terça-feira (25), o “Manual sobre Condutas Vedadas aos Agentes Públicos do Distrito Federal no Período Eleitoral de 2022”. O Decreto nº 42.939, de 24 de janeiro de 2022, instituiu o manual que reúne, de forma objetiva, a legislação pertinente ao tema com as restrições referentes ao período eleitoral.

O manual especifica quais são as condutas não permitidas aos agentes públicos da administração direta e indireta e detalha quais prazos devem ser observados e seguidos. O objetivo do governo é orientar os servidores e gestores do DF sobre as condutas inadequadas e vedadas por conta das eleições. “Tais proibições têm a intenção de evitar que agentes públicos, no exercício de suas competências, e, em período de campanhas, beneficiem ou prejudiquem partidos ou candidatos e acabem inviabilizando a isonomia na corrida eleitoral”, explica a apresentação do manual elaborado pela Consultoria Jurídica da Casa Civil.

Segundo o documento, este ano, 15 de agosto será o último dia para registro de candidatura e a autorização para o início da propaganda eleitoral. Em 2 de outubro ocorrerá o primeiro turno das eleições e, em 30 de outubro, o segundo turno, se necessário.

Na página 31 do manual, é possível encontrar um quadro resumo com as principais datas do período eleitoral de 2022. Entre elas, estão o prazo final para a desincompatibilização – 2 de abril; o registro de candidatura – 20 de julho a 15 de agosto de 2022; e o início da campanha eleitoral – a partir de 16 de agosto de 2022.

O manual foi elaborado tendo como base de informação a Lei nº 9.504, de 30 de setembro de 1997, a Lei nº 4.737, de 15 de julho de 1965, a Lei Complementar n° 64, de 18 de maio de 1990, a Lei Complementar n° 101, de 4 de maio de 2000 e as Resoluções do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

De acordo com o Decreto nº 42.939, o descumprimento da legislação eleitoral pode acarretar responsabilização civil, penal, eleitoral e administrativa e os infratores estarão sujeitos a sanções de demissão, multa, suspensão dos direitos políticos, proibição de contratar com o poder público, ressarcimento do dano, entre outras, na forma da legislação específica.

São mencionadas na publicação, as condutas vedadas em espécie, a quem se aplica, sua duração, as respectivas consequências jurídicas e as particularidades decorrentes da situação de calamidade pública da pandemia da covid-19.

Dentre as proibições estão:
– A cessão ou uso de bens públicos: ceder ou usar, em benefício de candidato, partido político ou coligação, bens móveis ou imóveis pertencentes à administração direta ou indireta da União, dos Estados, do Distrito Federal, dos Territórios e dos Municípios, ressalvada a realização de convenção partidária

– Uso de materiais ou serviços: usar materiais ou serviços, custeados pelos governos ou casas legislativas, que excedam as prerrogativas consignadas nos regimentos e normas dos órgãos que integram

– Cessão de servidor público ou empregado: ceder servidor público ou empregado da administração direta ou indireta federal, estadual ou municipal do Poder Executivo, ou usar de seus serviços, para comitês de campanha eleitoral de candidato, partido político ou coligação, durante o horário de expediente normal, salvo se o servidor ou empregado estiver licenciado

– Distribuição de bens: fazer ou permitir uso promocional de distribuição de bens e serviços de caráter social, custeados ou subvencionados pela administração pública em favor de candidato, partido político ou coligação

O manual cita também as iniciativas que afetam os agentes públicos, tais como: as restrições de contratações de servidores públicos e a contratação de transferências voluntárias com recursos da União.

Veja abaixo o que diz o documento sobre estes assuntos:
– Art. 73. São proibidas aos agentes públicos, servidores ou não, as seguintes condutas tendentes a afetar a igualdade de oportunidades entre candidatos nos pleitos eleitorais:
(…) V – Nomear, contratar ou de qualquer forma admitir, demitir sem justa causa, suprimir ou readaptar vantagens ou por outros meios dificultar ou impedir o exercício funcional e, ainda, ex officio, remover, transferir ou exonerar servidor público, na circunscrição do pleito, nos três meses que o antecedem e até a posse dos eleitos, sob pena de nulidade de pleno direito, ressalvados: (…) É possível a demissão de servidor mediante justa causa, o que ocorre após processo administrativo disciplinar no qual fora garantido ao servidor o acesso à ampla defesa e ao contraditório, de forma que ao final deste processo ele receba como pena a demissão.

Exceções:
A. nomeação ou exoneração de cargos em comissão e designação ou dispensa de funções de confiança;
B. nomeação para cargos do Poder Judiciário, do Ministério Público, dos Tribunais ou Conselhos de Contas e dos órgãos da Presidência da República;
C. nomeação dos aprovados em concursos públicos homologados até o início daquele prazo;
D. nomeação ou contratação necessária à instalação ou ao funcionamento inadiável de serviços públicos essenciais, com prévia e expressa autorização do Chefe do Poder Executivo;
E. transferência ou remoção ex officio de militares, policiais civis e de agentes penitenciários.
(…)VI – Nos três meses que antecedem o pleito:
a) realizar transferência voluntária de recursos da União aos Estados e Municípios, e dos Estados aos Municípios, sob pena de nulidade de pleno direito, ressalvados os recursos destinados a cumprir obrigação formal preexistente para execução de obra ou serviço em andamento e com cronograma prefixado, e os destinados a atender situações de emergência e de calamidade pública.

Em caso de dúvidas em relação ao ano eleitoral, os órgãos e entidades devem consultar a Procuradoria-Geral do DF.

*Com informações da Secretaria de Economia do DF

Da mesma forma que ocorreu no Jardim Botânico, outra situação emergencial foi prontamente respondida pelo Governo do Distrito Federal (GDF), a população de São Sebastião pôde contar com a ação rápida para resolver um problema. Rompido na noite de sexta-feira (7), um trecho da rede de águas pluviais na Rua Comercial do Bosque abriu um grande buraco na rua. Uma força-tarefa foi até o local e, em menos de 24 horas, consertou o estrago.

“Fomos comunicados sobre o buraco na noite de sexta, acionamos nossas equipes e verificamos que era um problema mais complexo, que envolveria um trabalho por baixo da terra, e já providenciamos o isolamento da área”, conta a chefe de gabinete da Administração Regional de São Sebastião, Kadija Guimarães.

No início da manhã de sábado (8), equipes da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) e do GDF Presente estiveram no local para começar os trabalhos de reparo. Duas manilhas de concreto foram recolocadas junto à tubulação da galeria, refazendo a rede que havia sido rompida. Cerca de cinco toneladas de resíduos de construção civil (RCC) foram utilizadas para cobrir o buraco que precisou ser aberto para o conserto.

Ação conjunta

O coordenador do Polo Leste do GDF Presente, Leandro Cardoso, reconhece o esforço de todos os órgãos do Executivo envolvidos na rápida resolução do problema: “Quero agradecer à Administração do Itapoã, que nos forneceu o material para colocar na erosão, e também à equipe da Diretoria de Urbanização da Novacap, pelo empenho e dedicação na execução dos trabalhos”.

O administrador regional do Itapoã, Marcus Cotrim, lembra que o auxílio entre as regiões administrativas é comum: “A gente sempre se ajuda. Quando precisamos, o pessoal de São Sebastião, Fercal e Varjão nos emprestaram equipamentos de solda para o trabalho do RENOVADF na cidade. Nós, como gestores públicos, queremos ver todo o DF bem”.

Com a galeria consertada e a erosão tapada, a última etapa do trabalho será o reparo da malha asfáltica, previsto para ser feito pela Novacap nesta segunda (10). “Como é uma avenida comercial, com tráfego de ônibus, tinha que se ter uma resposta rápida, por isso é imprescindível esse trabalho em conjunto, pois sem ele dificilmente teríamos uma solução tão ágil para a população”, explica a chefe de gabinete da Administração Regional de São Sebastião.

 

Fonte: FLÁVIO BOTELHO, DA AGÊNCIA BRASÍLIA 

CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 15/2021 5º CICLO DO RENOVADF INSCRIÇÕES ABERTAS. 

CLIQUE AQUI E SE INSCREVA. 

Em um momento de diversão e alegria com crianças brincando no novo playgroud, distribuição de pipoca e algodão doce e uma trilha sonora de fundo, foi inaugurada na noite desta quinta-feira (23) a Praça da Vila Nova. 

"Vamos voltar há dois anos e lembrar o que era esse espaço aqui? Era um local todo feio, cheio de mato, com moradores de rua, entulhos, moscas e doenças e hoje está totalmente revitalizado para as crianças. Olha que alegria, numa época de natal recebermos este presente", contou emocionado o pioneiro Vilson Mesquita, 71 anos, morador de São Sebastião há mais de 30 anos. 

O administrador Alan Valim explicou como surgiu a ideia de transformar o local em praça. "Sempre comentavam conosco sobre esse espaço, que tinha um nome até engraçado "redondo". Viemos em 2019 com uma reunião do Administração + Perto de Você e a principal demanda da comunidade foi justamente essa", relembrou. "A partir dai nossa equipe técnica elaborou o projeto, sensibilizamos a necessidade com nosso grande parceiro, o deputado Rafael Prudente, e depois iniciamos o processo licitatório", disse.

A área agora é composta por bancos, calçadas com acessibilidade, estacionamento, ponto de encontro comunitário (PEC), parque infantil e área de lazer para crianças e adultos. Foram executados também o serviço de poda de árvores e a instalação de postes de iluminação. "Temos que agradecer o trabalho do governo porque há dois anos eles vem trabalhando ness projeto. Agora fazemos um pedido para a população: vamos preservar e cuidar, não é só usufruir", disse o morador Vilson Mesquita. 

O equipamento público foi construído por meio de licitação realizada pela Administração Regional e emenda parlamentar no valor de R$ 178,719,06. "Fiquei muito feliz de chegar aqui e ver essa festa com a comunidade, porque isso que é importante: o trabalho em parceria com a comunidade. Quando estivemos aqui na reunião assumimos o compromisso do recurso e quero reiterar que esse é nosso objetivo, cumprir o que assumimos", disse a assessora do deputado Rafael Prudente, Cleia Paiva.

Os núcleos rurais Morro da Cruz II e Zumbi dos Palmares, em São Sebastião, receberam a atenção especial das equipes do GDF Presente com a manutenção das estradas de terra. Na região das duas comunidades, que abrigam cerca de 10 mil famílias, foram utilizadas 100 toneladas de agregado de brita para recuperar cerca de 2,5 km de vias não pavimentadas. A ação contou com três caminhões, duas patróis, uma retroescavadeira e um rolo compactador.

Para o administrador de São Sebastião, Alan Valim, o GDF Presente é um apoio a mais no trabalho de manutenção da cidade. “Temos diariamente a equipe da administração e toda vez que recebemos o programa aqui é uma honra e muito gratificante poder proporcionar mais qualidade e serviços para a população”, declarou Valim.

Morador do núcleo rural, na divisa entre o Morro da Cruz II e a área de Zumbi dos Palmares, Francisco Paulo Mendes de Melo Júnior, 57 anos, relatou que as vias não pavimentadas da região sofrem no período de chuvas. “As vias tinham sido arrumadas e estavam como tapetes, de tão boas, durante o período de estiagem. Foi preciso até mesmo a construção de lombadas para os motoristas não correrem muito”, atestou. “A gente vê as máquinas fazendo o seu trabalho, colocando aquela brita e assentando. Então, aos poucos, as coisas estão melhorando. Aqui, cada um ajuda o outro”, completou Francisco.

Operação Tapa-Buraco

Na área urbana de São Sebastião, o foco do Polo Leste e da administração foi a Avenida Principal. Foram utilizadas quatro toneladas de massa asfáltica na operação Tapa-Buraco.

“Cada ação que fazemos tem um valor muito grande para a comunidade. Então, às vésperas dos feriados de Natal e Ano-Novo, as equipes do GDF Presente estão a postos nas cidades para ajudar as administrações a fazer os serviços que trazem mais qualidade de vida para a população local”, disse o coordenador interino do Polo Leste, Leandro Cardoso de Souza.

Fonte: MARLENE GOMES, DA AGÊNCIA BRASÍLIA 

A Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab-DF) entregou, nesta quarta-feira (22), as chaves das 272 unidades habitacionais do condomínio Parque dos Ipês VI, em São Sebastião. O empreendimento é destinado aos beneficiários de baixa renda.

O secretário de Governo, José Humberto, que representou o governador Ibaneis Rocha na solenidade, manifestou a satisfação pela incumbência de ser o portador das boas notícias aos beneficiários. “Que o novo lar de vocês seja um lugar de muito amor, que é o que resume a essência da nossa existência”, ressaltou.

O secretário destacou também a importância das ações do Governo do Distrito Federal (GDF), com o objetivo de dar mais qualidade de vida para a população.

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, destacou o esforço do governo federal e do GDF para oferecer moradia para a população. “Para nós, este é sempre um momento muito importante e quem recebe a casa própria sabe do que estamos falando. Quem vai ter uma casa para chamar de sua, o seu lar, seu ponto de partida, o seu porto seguro, certamente sabe a importância do nosso trabalho”, destacou o ministro Rogério Marinho.

“Ter um lar é uma necessidade imperiosa do cidadão. Significa dignidade para as pessoas. Então, existe a preocupação do governador Ibaneis Rocha em fazer essas entregas o mais rápido possível. Queremos entregar 40 mil moradias até o fim do governo”, disse José Humberto.

“O que as pessoas estão fazendo aqui hoje é mais que receber suas moradias, elas estão realizando um sonho de 30 anos atrás. Nós estamos mudando essa realidade. O GDF e o governo federal estão fazendo a diferença na vida dessas famílias. É uma união de resultados e de vitória”, declarou o presidente da Codhab-DF, Wellington Luiz.

Sonho da casa própria

A vendedora ambulante de pipoca, Andrea Lima da Costa, 48 anos, era só emoção. O choro que a mulher não conseguia conter tinha um motivo justo: há mais de duas décadas ela sonhava com o dia em que seria dona de sua própria casa.

“Passei por momentos angustiantes. Então, quando me informaram que eu tinha sido contemplada, fiquei em estado de choque. Sempre batalhei muito e agora vou ter a minha casa. Estou superfeliz. E vou colocar na caderneta de poupança os R$ 800 que eu pagava de aluguel”, desabafou Andrea, mãe de Andressa, 25 anos.

O sorriso tímido, os olhos lacrimejantes e a voz embargada denunciavam a emoção da dona de casa Sônia Maria Pallazo, 48 anos, que tem um filho de 22 anos. Orgulhosa, a mulher mostrava a documentação da sua nova residência, localizada no conjunto habitacional Parque dos Ipês. “Estou radiante. Esperei por esse momento a vida toda”, resumiu.

O Parque dos Ipês VI é destinado aos candidatos habilitados na faixa de renda de até R$ 1.800,00. As unidades totalizam 47m² e possuem sala, dois quartos, cozinha e banheiro. O condomínio tem estacionamento, área de lazer e centro comunitário.

O investimento total nos condomínios VI e VII, em fase de finalização das obras, do Parque dos Ipês, totaliza R$ 52.224.000,00. O empreendimento integra o Programa Casa Verde e Amarela, do governo federal. O terreno foi doado pelo GDF. São 34 prédios e 544 unidades habitacionais nos dois condomínios, construídos com recursos do programa do governo federal.

Fonte: MARLENE GOMES, DA AGÊNCIA BRASÍLIA I

Mais de 2 mil pessoas foram beneficiadas na ação social Solidariedade + Perto de Você, promovida pela Administração Regional, na sexta-feira (17) e sábado (18). O evento foi realizado em parceria com órgãos públicos e empresas locais.

A programação incluiu desde serviços da Neonergia, TRE-DF, Cras, Creas, BRB e jurídico até atendimentos da saúde como vacinação contra a Covid-19, Projeto Amor ao Toque com agulhamento a seco, ventosaterapia e massagem terapêutica. Na área da beleza o Senac-DF atendeu com corte de cabelo, design de sobrancelha e maquiagem. Os músicos Helder Cangaceiro e Edy Carlos foram os responsáveis pela trilha sonora no sábado e a exposição de carros antigos embelezaram o final da ação. O Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal também contribuiu, levaram algumas viaturas para aguçar a curiosidade de jovens e adultos.

As crianças não ficaram de fora. Um espaço de leitura foi montado especialmente para os pequeninos. Até o Papai Noel apareceu e entregou 250 brinquedos. Para completar a diversão teve pula-pula, pipoca, algodão doce e distribuição de kits odontológicos. "É uma alegria imensa poder oferecer tudo isso para a nossa população. Estamos fazendo o bem promovendo dignidade com muito respeito e seriedade. Parafraseando o governador Ibaneis: "governo é para quem precisa, o rico basta não atrapalhar" e é exatamente isso que fizemos esse final de semana: levamos alegria para quem precisa", frisou o administrador da região, Alan Valim.

Café e conversa com líderes da cidade

Na manhã de sábado também foi realizado um café da manhã e conversa para líderes da cidade. O administrador explicou que o intuito era de agradecer a essas pessoas pela parceria. "Hoje queremos manifestar a nossa gratidão a vocês, líderes, que estão diariamente na comunidade e trazem essas demandas para nós, o nosso muito obrigado por tanta doação", agradeceu Valim.

Pintura de rosto, pula-pula, pipoca e diversão fizeram a festa da criançada em frente ao Restaurante Comunitário de São Sebastião neste sábado (18). As atividades foram realizadas como parte do evento Nosso Natal, projeto da primeira-dama do Distrito Federal, Mayara Noronha Rocha, que tem como objetivo oferecer para a população um almoço especial natalino.

Foram servidas 3.159 refeições (entre marmitas e almoço no local). O chef gastronômico responsável foi o Nilson Favacho, natural da região, que disse estar feliz com o convite. “Pra mim é superimportante trazer para a população, por meio do meu conhecimento gastronômico e das minhas vivências, um diferencial para o pessoal da cozinha e para quem desfrutou desse banquete”, frisou.

Para completar, o Papai Noel apareceu para alegrar ainda mais o dia de adultos e crianças. Ele distribuiu pirulitos e kit de escovação infantil. A manhã da pequena Emilly Luiza, de 8 anos, foi de muita diversão. “Brinquei, almocei, ganhei pirulito e um kit. Estou muito feliz”, disse.

Ela foi com a mãe, Bruna Evellyn, 28, almoçar no espaço. “É muito legal quando fazem esses eventos porque não é só a comida, mas também diversas atividades para a família. Gosto bastante”, destacou a mãe da menina.

Parcerias que deram certo

De acordo com o administrador regional, Alan Valim, para proporcionar diversas atrações foi preciso uma força conjunta entre os órgãos do Governo do Distrito Federal. A Secretaria de Projetos Especiais (Sepe) foi a responsável pela tenda e o pula-pula.

“A Sepe se sentiu honrada em participar, a convite da primeira-dama, dessa campanha solidária. O Nosso Natal mostra a união, o compromisso das equipes das secretarias e órgãos do GDF, que juntos trabalham em prol do cidadão”, disse a chefe de gabinete da pasta, Érika Dias.

O Zoológico de Brasília estava presente com a exposição de animais taxidermizados a pedido da Secretaria do Meio Ambiente, que também disponibilizou brinquedos infláveis junto com a Companhia Imobiliária de Brasília (Terracap).

“Natal é tempo de solidariedade, e gestos como o Nosso Natal reforçam o compromisso de todos os órgãos do GDF de estarem irmanados em ações que levam alegria e o nosso carinho às comunidades”, destacou o chefe da pasta, Sarney Filho.

A administração regional ficou com a responsabilidade de levar o Papai Noel, distribuir livros infantis e kits odontológicos e também mesas e cadeiras. “É o terceiro ano de evento e sempre é uma grande honra poder proporcionar para a nossa população esses momentos especiais”, disse Ala Valim.

O Serviço Social do Comércio do Distrito Federal (Sesc-DF) completou as atrações com brinquedo inflável, pintura de rosto e arte dos balões. Toda a logística do evento foi coordenada pela equipe da Subchefia de Políticas Sociais e Primeira Infância.

Mais um passo foi dado em direção à regularização do Morro da Cruz II, em São Sebastião, que possui atualmente uma população estimada em 30 mil habitantes. O Estudo Territorial Urbanístico (ETU) da região foi aprovado pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh) por meio da Portaria n° 122, publicada nesta sexta-feira (17) no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF).

O ETU é o instrumento orientador do desenvolvimento territorial e urbano do DF. Permite que sejam elaboradas as diretrizes urbanísticas necessárias para a regularização da área e a emissão das licenças de funcionamento dos comércios. Também indica o sistema viário principal do setor, definindo as vias de atividades e de circulação.

“Mas o mais importante é o ETU ser o pontapé inicial para a regularização das ocupações do Morro da Cruz II”, resume a subsecretária de Desenvolvimento das Cidades da Seduh, Andréa Mendonça.

Para o administrador de São Sebastião, Alan Valim, a aprovação é um marco na história do Morro da Cruz II. A partir da data da publicação da portaria, os moradores da região já podem procurar a administração da cidade e dar entrada no processo de viabilidade para atividade comercial, a depender da via em que o lote se encontra.

“É um avanço tanto do ponto de vista da questão urbana quanto do fomento à atividade econômica, para a geração de emprego e renda na nossa região”, comemora Alan. “Será permitida, a partir desse momento, a liberação da viabilidade de atividade econômica dos empresários e comerciantes locais. É mais uma prova que o Governo do Distrito Federal trabalha de forma integrada para o bem-estar da nossa população.”

Reurb

Após a aprovação da Lei Complementar n° 986/2021, mais conhecida como a Lei da Regularização Fundiária Urbana (Reurb), foi possível reconhecer o Morro da Cruz II e mais sete locais do DF com o status de Área de Regularização de Interesse Social (Aris). Com isso, garante-se à população dessas regiões o direito à moradia com segurança jurídica e infraestrutura necessária.

A nova legislação permitiu ao poder público iniciar projetos e obras nessas Aris criadas no DF. Isso inclui abastecimento de água potável, coleta de lixo, tratamento do esgotamento sanitário, redes de energia elétrica domiciliar, iluminação pública e soluções de drenagem.

“A Lei da Reurb reconhece a ocupação do Morro da Cruz II”, explica Andrea Mendonça. “De acordo com o Pdot [Plano Diretor de Ordenamento Territorial] vigente, a área era rural e não poderia ter parcelamento urbano. Teria que aguardar a alteração do Pdot para, então, ser transformada em área urbana e criar uma Aris. A Lei da Reurb agilizou esse trâmite.”

Após a regulamentação da lei, a equipe da Seduh fez uma visita técnica ao Morro da Cruz II. O objetivo foi avaliar quais diretrizes urbanísticas seriam necessárias para o projeto de regularização e liberação do funcionamento dos comércios no local. Assim que foram concluídas, essas diretrizes foram apresentadas, durante consulta, pública aos moradores locais.

Próximos passos

Após a aprovação do ETU, a Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab) poderá iniciar o processo de regularização, contratando uma empresa para fazer o levantamento topográfico e elaborar os estudos urbanísticos e ambientais.

Com todas as informações disponíveis, a empresa também deverá elaborar um projeto urbanístico do local, que passará pela aprovação do Conselho de Planejamento Territorial e Urbano do Distrito Federal (Conplan). Depois disso, será aprovado por decreto.

*Com informações da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação

 

> Chef Ada

Nome: Ada Silva

Instagram: @adasilvachef

Ada, que começou a trabalhar como empregada doméstica na capital federal, já na infância quebrava coco babaçu. Ingressou na gastronomia fazendo bolos e doces. Graduada em gastronomia e pós-graduada em vigilância sanitária, a chef é mentora e criadora dos projetos sociais Galinhada di Amor, Capacitando Vidas e Cesta Básica Solidária do Amor.

> Chef Pedro Henrique

Nome: Pedro Henrique Pereira Batista

Instagram: @pedrohenriquechef

Cozinheiro da Marinha em 2006, o chef Pedro Henrique é hoje um dos melhores profissionais da gastronomia locais. Ganhador do prêmio de Melhor Bolo de Brasília, trabalhou com importantes chefs franceses em São Paulo. Foi professor de gastronomia no Iesb e, atualmente, faz parte da equipe do Alegro Pani & Caffè, onde se destaca pelo talento. .

> Chef Leandro Garden

Nome: Leandro Garden

Instagram: @chefleandrogarden

Nascido em Brasília, foi criado em São Paulo, onde ingressou na carreira da gastronomia há cerca de 17 anos. Trabalhou com os chefs Fernando Ribeiro e Laurent Suaudeau e no grupo Fasano. A partir de janeiro, fará parte da equipe do restaurante Solo, ainda a ser inaugurado.

> Chef Rosario Tessier

Nome: Rosario Tessier

Instagram: @trattoriadarosarioooficial

Natural de Nápoles, o italiano se mudou para o Brasil em 1993, trabalhando em restaurantes no Rio de Janeiro. Há 20 anos, é dono da Trattoria da Rosario, restaurante italiano mais premiado de Brasília.

> Chef Di Oliveira

Nome: Edilane Oliveira

Instagram: @chefdioliveira

Mineira de nascimento, carioca de criação, paraibana de coração e brasiliense por paixão, a chef Di Oliveira é autodidata e cultua a gastronomia brasileira. Desde 2019, comanda o Brasis Ateliê Gastronômico – Cozinha Autoral, localizado no Lago Oeste (Sobradinho II).

> Chef Rafael Massayuki

Nome: Rafael Massayuki

Instagram: @chef.rafaelmassayuki

Comida contemporânea com raiz japonesa: assim podem ser definidas as técnicas e influências do chef brasiliense Rafael Massayuki. Formado em gastronomia, tocou o projeto La Me de comida asiática de rua e hoje é chef de cozinha da Embaixada da Suécia em Brasília.

> Chef Pedro Alex

Nome: Pedro Alex Silva do Nascimento

Instagram: @chefpedroalexoficial

Carioca, possui mais de três décadas de experiência no mundo gastronômico. Foi o chef de cozinha dos principais eventos promovidos no Brasil ao longo dos últimos anos, como a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas e Paralimpíadas de 2016. Atualmente é chef executivo da Vice-Presidência da República.

> Chef Keli Mayer

Nome: Keli Mayer

Instagram: @chefkelimayer

Nutricionista de formação, Keli Mayer é uma renomada chef e empresária da capital federal. É proprietária do restaurante Mayer, no Sudoeste, e dos estabelecimentos Mayer Sabores do Brasil e Café das Orquídeas, na Asa Sul.

> Chef Vinicius Rossignoli

Nome: Vinícius Santana Rossignoli

Instagram: @chefviniciusrossignoli

Chef especializado em gastronomia do cerrado, participou do Masterchef Brasil e recentemente venceu o Prêmio Dólmã Nacional como Embaixador da Gastronomia no DF. Em 2020, foi escolhido pela Secretaria de Turismo (Setur) Personalidade do Ano pelo Prêmio Brasília, o Novo Olhar do Turismo.

> Chef Kézia Pimentel

Nome: Kézia Pimentel

Instagram: @keziapimentel1

Formada em turismo e hotelaria com especialização em gastronomia, a chef Kézia trabalhou por quase uma década em Santa Catarina. Atua no DF há mais de 12 anos como gestora de projetos e oficinas gastronômicas. A chef é afiliada à Fic Brasile e à Academia de Gastronomia Italiana.

> Chef Francisco Ansiliero

Nome: Francisco Ansiliero

Instagram: @domfranciscorestaurante

Natural de Santa Catarina e de descendência italiana, desde menino ele já cozinhava para seus familiares. Depois de percorrer vários estados, estabeleceu-se em Brasília, onde inaugurou, em 1988, seu primeiro restaurante, o Dom Francisco.

> Chef Marcos Espinoza

Nome: Marcos Espinoza

Instagram: @restaurante_taypá

O chef Marco Espinoza comanda há dez anos o Taypá, premiado restaurante inspirado na cozinha novoandina, de inspiração peruana, que já foi considerado diversas vezes o melhor restaurante de Brasília. O chef também foi reconhecido pelo governo do Peru como “Melhor Peruano do Brasil”.

> Chef Nilson Favacho

Nome: Nilson Favacho

Instagram: @favachogarcia

Chef executivo do restaurante Capim Dourado, situado no hotel Grand Mercure Brasília Eixo Monumental. Atuou por 13 anos como coordenador técnico no restaurante Oliver. Graduado em gastronomia pelo Iesb e técnico em nutrição pelo Instituto Argentino de Gastronomia,  ele fez especialização em cozinha indiana em Nova Déli, na Índia.

> Ibaneis Rocha

Amante da gastronomia, o governador Ibaneis Rocha tem o hábito de cozinhar em casa e preparar pratos especiais nas horas vagas. Participa pela terceira vez da campanha Nosso Natal.

 

Fonte: HÉDIO FERREIRA JÚNIOR E FLÁVIO BOTELHO, DA AGÊNCIA BRASÍLIA 

 

Pela primeira vez na história, todos os órgãos e entidades que compõem o Governo do Distrito Federal (GDF) atingiram 100% do Índice de Transparência Ativa (ITA). O anúncio foi feito na manhã desta quinta (9), durante a cerimônia de entrega do 6º Prêmio ITA, criado pela Controladoria-Geral do DF (CGDF) para avaliar o comprometimento em relação à disponibilização espontânea de informações públicas e de interesse coletivo nos sites e meios de comunicação oficiais dos órgãos da administração pública distrital.

O controlador-geral do DF, Paulo Martins, comemorou o índice alcançado. “Acreditamos que a transparência é o maior instrumento de combate à corrupção, e é por meio dela que a sociedade participa do governo, fiscaliza e cumpre o seu papel”, afirmou. “Ser um governo transparente foi um direcionamento claro do governador Ibaneis Rocha. Nosso desafio a partir de agora é manter esse resultado e evoluir em mais pontos. Queremos mais, e a população do DF merece mais”.

Entre os serviços propostos pelo GDF para atingir 100% do ITA, estão o Portal Covid-19, que possui um vasto painel informando à população questões sobre vacinação e compras referentes ao enfrentamento à covid-19; a regulamentação do Fundo Distrital de Combate à Corrupção e a reformulação do Portal da Transparência, agora mais acessível, moderno e inteligente.

 

O vice-governador Paco Britto reforçou a importância que a transparência e o combate à corrupção têm desde o início da atual gestão do DF. “Transparência é essencial no bem-estar e qualidade de vida para a população”, disse.

“Foi nesse sentido que o governador Ibaneis Rocha determinou que fosse a atuação de todos. Esse resultado é o reconhecimento de que estamos no caminho certo, afinal queremos um DF totalmente transparente, livre de corrupção e prestando um serviço de qualidade para toda a população”.

A premiação faz parte das comemorações do Dia Internacional de Combate à Corrupção, celebrado em 9 de dezembro.

O que é transparência ativa?

É quando os dados e informações são divulgados pelos órgãos públicos espontaneamente, sem que o cidadão precise solicitar. Para isso, são seguidas normas diversas, como a Lei de Acesso à Informação (Lei nº 12.527/2011).

O que é ITA?

ITA é o Índice de Transparência Ativa, criado em 2015 para avaliar a maturidade dos órgãos em relação à transparência ativa, que é a disponibilização espontânea de informações públicas e de interesse coletivo, seguindo normas específicas. A CGDF criou o ITA não apenas para avaliação, mas para alcançar o principal objetivo: que todos os órgãos do GDF estejam dentro das normas vigentes e sejam cada vez mais transparentes.

Após avaliação da CGDF, o órgão ou entidade que atinge a maior pontuação (100) é reconhecido por esse feito com o troféu ITA do ano vigente.

 

Fonte: FLÁVIO BOTELHO, DA AGÊNCIA BRASÍLIA

A Neoenergia reativou o posto de atendimento presencial em São Sebastião. A unidade funciona desde segunda-feira (6) na Rua da Gameleira, Nº 260, Centro, das 9 às 17 horas.

Esse foi um dos pedidos da Administração Regional realizados durante reunião com equipe técnica da empresa. "Temos tido reuniões com frequência com a Neoenergia e numa delas sugerimos a reativação após muitos pedidos dos moradores para que a unidade voltasse a funcionar", explica o administrador Alan Valim.

Para atendimento não há necessidade de agendamento prévio. Todos os serviços técnicos e comerciais da distribuidora estarão disponíveis nos pontos de atendimento, como parcelamento de dívidas, solicitação de danos elétricos, troca de titularidade, vistoria de unidade consumidora, entre outros.

A empresa disponibiliza também mais canais de atendimento ao Cliente:
• WhatsApp (61) 3465-9318
• Aplicativo para smartphones “Neoenergia Brasília”
• Site www.neoenergiabrasilia.com.br
• Atendimento via redes sociais (enviar mensagem privada para @neoenergiabsb no Instagram, Facebook e Twitter)
• Relacionamento com clientes: 116
• Atendimento presencial com hora marcada nos postos do Na Hora

• Com informações da Neoenergia Brasília

Iniciou no mês passado a construção de uma praça, no bairro Vila Nova, em São Sebastião, e reforma de mais duas no Bela Vista. As obras são feitas por uma empresa contratada por meio de licitação realizada pela Administração Regional. Todo o processo encontra-se no site.

O primeiro espaço será construído do zero. Haverá calçadas com acessibilidade, estacionamento, ponto de encontro comunitário (PEC), parque infantil e área de lazer. O investimento é R$ 178,719,06.

Já no Bela Vista, na área próxima do Capão Comprido, serão reformados a quadra poliesportiva, equipamentos públicos existentes, construção de calçadas e estacionamento. O valor do investimento é de R$ 656.176,90 mil.

Outra praça do Bela Vista, desta vez próxima do bairro Residencial do Bosque, também serão revitalizados. Todos os equipamentos públicos serão restaurados. O recurso é de R$ 315.603,25 mil. "A nossa gestão tem uma responsabilidade grande com os espaços públicos, muitos estavam abandonados sem a menor condição de uso", frisou o administrador Alan Valim.

Mais revitalizações

Há menos de três meses em São Sebastião, o Programa Renova-DF já recuperou 18 espaços públicos. Segundo levantamento feito pela equipe da Administração Regional, o investimento total para essas reformas gira em torno de 1,2 milhão.

Os espaços beneficiados variam entre quadras de esportes, ginásios, praças, kits malhação e musculação e PEC's de seis bairros: São Francisco, Vila do Boa, Morro Azul, Setor Tradicional, São Bartolomeu, Residencial Oeste.

Da lista de 29 prioridades que a Administração Regional definiu para o programa, faltam agora apenas 11 áreas que serão revitalizadas no retorno do programa à cidade em fevereiro de 2022. "Agora com o avanço das medidas de combate a pandemia, com a diminuição dos números, as pessoas podem sair de casa e cabe ao GDF por meio da administração regional providenciar a completa restauração desses locais para que as pessoas possam voltar a utilizar", finalizou Valim.

Nesta segunda-feira (08) o administrador da cidade, Alan Valim, assinou a Ordem de Serviço que determina o início das obras da nova praça no bairro Vila Nova.

A edição da “Administração Mais Perto de Você” apresentou à comunidade o projeto arquitetônico para construção da Praça Vila Nova que foi desenvolvido pela equipe técnica da Administração Regional, respeitando todos os trâmites processuais relacionados à licitação pública.

Em ato simbólico, foi realizada a fixação da placa de obra com participação de lideranças e moradores como a Sra.Elza, o Sr. Edvair e o Sr.Vilson, todos pioneiros daquela região.

O Administrador ressaltou a importância dessa obra que era uma demanda antiga da comunidade “Parabéns lideranças, pioneiros e aos demais moradores da Vila Nova e de toda a cidade que receberá mais um equipamento público de lazer e entretenimento que contará com estacionamento, calçadas, jardim, mesas, cadeiras, PEC e parquinho”, comenta o Administrador.

A construção da praça se trata de mais uma entrega para a melhoria e valorização dos espaços públicos da cidade, e contou com a destinação de recurso parlamentar do Deputado Distrital Rafael Prudente.

 

Demanda atendida

 

Em 19 de setembro de 2019, o projeto “Administração Mais Perto de Você” passou pelo bairro Vila Nova ouvindo as demandas dos moradores, que dentre um público que reuniu mais de 100 pessoas, ouviram as propostas da construção da praça, e por unanimidade, foi aprovada.

 

 

Relembre:

https://www.saosebastiao.df.gov.br/2019/09/19/moradores-da-vila-nova-aprovam-projeto-de-praca-para-o-bairro/

Assunto: Consulta Pública a fim de tratar do Estudo Territorial Urbanístico da Região do Morro Da Cruz II – ETU 02/2021. A poligonal de estudo deste ETU foi definida no Anexo VII – Memoriais Descritivos e Quadros de Conhecimento de Perímetros das Áreas de Regularização de Interesse Social – ARIS indicadas no art. 3º, da Lei Complementar nº 986, de 30 de junho de 2021, que dispõe sobre a Regularização Fundiária Urbana – Reurb no Distrito Federal e altera a Lei Complementar nº 803, de 25 de abril de 2009, que aprova a revisão do Plano Diretor de Ordenamento Territorial do Distrito Federal – PDOT.
Consulta Pública Online: de 08/11/2021 a 22/11/2021
Contribuições pelo Emaildirur@seduh.df.gov.br

Parte Técnica
Parte Normativa

Fonte: Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh)

AGÊNCIA BRASÍLIA* | EDIÇÃO: ROSUALDO RODRIGUES

Na noite desta terça-feira (19), foi entregue à população de São Sebastião a nova iluminação pública dos bairros Residencial Oeste, Setor Tradicional e Residencial Vitória. Com essa ação, 80% das avenidas comerciais da região administrativa já estão eficientizadas com luminárias de LED.

“Esse tipo de iluminação traz conforto e qualidade de vida para a população e aumenta a sensação de segurança”Fabiano Cardoso, diretor técnico da CEB

O projeto desenvolvido pela CEB Iluminação Pública e Administração de São Sebastião contemplou a instalação de 490 luminárias de LED, no valor de R$ 448 mil, com recursos da emenda parlamentar do deputado distrital Roosevelt Vilela.

“A eficientização é uma questão importantíssima, que atinge vários pontos da segurança pública. Permite que as pessoas utilizem os espaços à noite, prevalece as famílias e a comunidade, além do embelezamento da cidade”, disse Vilela durante o evento de entrega da nova iluminação.

 

Para o administrador de São Sebastião, Alan Valim Maia, a iluminação de LED é uma demanda antiga. “As lâmpadas de LED trazem eficiência, segurança, qualidade de vida e economia ao serviço público”, afirmou o administrador.

O projeto desenvolvido pela CEB Iluminação Pública e Administração de São Sebastião contemplou a instalação de 490 luminárias de LED, no valor de R$ 448 mil | Foto: Gilberto Alves/Divulgação CEB Ipes

 

 

“Agora que estamos vencendo a pandemia, a comunidade está voltando a frequentar os espaços públicos a noite e o LED permite isso. Vamos elaborar os projetos da terceira etapa de eficientização para contemplarmos 100% de todas as avenidas comerciais”, anunciou Valim.

O diretor técnico da CEB, Fabiano Cardoso, ressaltou que CEB Iluminação Pública tem trabalhado cada vez mais em projetos que levam a iluminação de LED para todo o Distrito Federal. E explicou o impacto positivo da eficientização da iluminação pública para a população: “Esse tipo de iluminação traz conforto e qualidade de vida para a população e aumenta a sensação de segurança”.

O evento aconteceu na Praça da 901, no Setor Tradicional, para que os moradores de São Sebastião pudessem acompanhar o acionamento das luminárias de LED da avenida principal.

Para Edson Silva, morador há cinco anos da região, a iluminação pública de qualidade é muito importante para a comunidade. “Há pouco tempo houve a recuperação do campo de futebol e da pista de skate da praça, e a nova iluminação pública contribui para que a comunidade utilize esses espaços e faça atividades ao ar livre com segurança. Desde a revitalização e a instalação do LED, aqui vive cheio de gente”, concluiu.

*Com informações da CEB Iluminação Pública

 

Leia também

Iluminação de LED na Praça do Povo, no Setor Comercial Sul

CEB Ipes investe na melhoria da iluminação pública

Novas lâmpadas de LED iluminam as ruas de Brazlândia

Mapa do site Dúvidas frequentes