19 de agosto

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
11/03/22 às 16h24 - Atualizado em 11/03/22 às 16h24

Produtores de São Sebastião recebem contrato temporário para uso da terra

COMPARTILHAR

Cinquenta produtores rurais do Assentamento 15 de Agosto, em São Sebastião, receberam das mãos do governador Ibaneis Rocha o contrato de estágio probatório de concessão e uso da terra, medida aguardada há quase uma década.

O contrato é um dos passos para que no futuro eles possam receber o termo de concessão definitivo, que dará segurança jurídica aos produtores, além da possibilidade de participar de políticas públicas de crédito e fomento.

“É gratificante ver o olhar dessas mulheres e de seus maridos quando recebem um documento desse”, declarou o governador. “Oportunidade é tudo na vida de uma pessoa. Você tem que abrir as portas para as pessoas conquistarem pela luta e trabalho aquilo que elas merecem.”

Durante a agenda, o governador anunciou a construção de galpões e poços artesianos em áreas agrícolas para atender pedido dos moradores do campo. E também reforçou a luta pela regularização fundiária. “Tudo o que for passível de regularização no Distrito Federal vai ser respeitado, e temos feito isso nas áreas urbanas e rurais, combatendo as invasões, mas procurando dar tranquilidade à população”, acrescentou Ibaneis.

Mais segurança

Para o secretário de Agricultura, Cândido Teles, o documento de uso da terra traz segurança e paz para os moradores do campo. “Essas famílias estavam, havia sete anos, esperando esse contrato probatório para ficar dois anos na terra e provar que eles têm afinidade com o meio rural”, lembrou. “Em seguida, eles receberão a documentação definitiva, que é a Concessão de Uso Oneroso [CDU] e a Concessão de Direito Real de Uso [CDRU]. Em três anos de governo, regularizamos o equivalente a 18 mil hectares de terra na área rural”.

Esse trabalho de regularização é feito a várias mãos e envolve, além da Secretaria de Agricultura (Seagri) e das administrações regionais, a Emater. “Colaboramos com o Plano de Utilização, que é essencial para que os produtores possam receber a CDU e a CDRU no futuro, e também apoiamos os produtores com toda a assistência técnica”, afirmou a presidente da Emater, Denise Fonseca.

Produtora rural e presidente da Associação de Agricultores Familiares da Eco Comunidade do Assentamento 15 de Agosto (Afeca), Michelly Sllany Ornelas de Matos comemorou a entrega do documento: “Fico emocionada porque esse contrato traz segurança, e a nossa expectativa é melhorar a produção e acessar cartas de crédito, elaborando projetos para as famílias produzirem ainda mais”.

Nas proximidades do Assentamento 15 de Agosto, o GDF pavimentou um trecho de 2 km na estrada de acesso ao Núcleo Rural Capão Comprido, onde também foram construídas calçadas e instalada iluminação em LED, nos arredores da Escola São Bartolomeu.

Praça Bela Vista

 

Na sequência da agenda, o governador Ibaneis Rocha entregou a reforma da Praça Bela Vista, construída em 2010 e que não havia passado por manutenção desde então. Com investimento superior a R$ 315 mil, a quadra foi totalmente recuperada, com a instalação de um ponto de encontro comunitário (PEC), além de aparelhos de ginástica e uma quadra de areia.

Essa obra atende moradores dos bairros Bela Vista, Capão Comprido e Bosque e ocupa uma área de 3.527 m2, o equivalente à metade de um campo oficial de futebol, como o do estádio Mané Garrincha.

“O dia foi de vitórias para a cidade”, comentou o administrador de São Sebastião, Alan Valim. “Temos uma das áreas rurais mais extensas do DF, e essas entregas são um marco para nós. A Praça Bela Vista representa um avanço para São Sebastião, já que encontramos a cidade com os equipamentos públicos abandonados, e hoje quase todos estão reformados.”

Confira, abaixo, obras concluídas pela atual gestão em São Sebastião.

– 1,6 mil unidades habitacionais no Parque dos Ipês (Crixá)
– Centro de Educação de Primeira Infância (Cepi) Parque dos Ipês, com capacidade para 520 alunos
– Centro Interescolar de Línguas (CIL) com capacidade para até 3,5 mil alunos
– Investimento de R$ 5 milhões na manutenção das 25 escolas da cidade
– Sede para a Coordenação Regional de Ensino
– Unidade de Detenção Provisória Desembargador George Lopes Leite (CDP 4)
– 1ª etapa da instalação da rede de energia no Morro da Cruz
– Eficientização da iluminação pública no Núcleo Rural Capão Comprido
– Reforma da Praça Santo Afonso, no bairro São José
– Reforma do campo sintético em frente à 30ª DP
– Pavimentação da Rua São Bartolomeu
– Reforma com microrrevestimento na DF-285
– Construção de estacionamento e implantação da via marginal na DF-130
– Instalação de papa-lixos

 

Fonte: Ian Ferraz, da Agência Brasília | Edição: Chico Neto

 

Mapa do site Dúvidas frequentes