18 de outubro

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
20/01/21 às 14h35 - Atualizado em 21/01/21 às 9h53

Em São Sebastião, mutirão recupera parques e nascentes

COMPARTILHAR

Renascente – este é o nome do projeto criado para fazer renascer nascentes e córregos que cortam São Sebastião. Idealizada e executada pela administração regional da cidade, a proposta leva mutirões de limpeza para as áreas verdes ao longo dos cursos das águas, aproveitando para recuperar praças e parques nos arredores. Tudo é feito com mão de obra direta do órgão, que conta com a colaboração da comunidade para preservar os espaços públicos.

A primeira parada dessa caravana renovadora foi no Córrego do Açude, próximo ao Balão do Morro da Cruz, às margens da DF-473. Dali foram retiradas seis toneladas de lixo e entulho – galhadas, plásticos, pneus e móveis velhos abandonados, entre outros itens. Dos dois lados da rodovia, parques infantis foram recuperados com pintura, troca de ferragens danificadas e areia branca nova. Pontos de encontro comunitário (PECs), mesas e bancos aos arredores também passam por reforma.

Comunidade abraça a ideia

Aos 11 anos, a estudante Ana Beatrice entende a importância de manter o espaço limpo e bem-cuidado. Ela participa de um projeto social responsável pela praça e conta que, de vez em quando, ingressa em mutirões para coleta. “Essa praça sempre foi bonitinha, mas com bastante lixo. O povo tem que ajudar, não jogar mais as coisas por aqui, muito menos na água”, alerta.

A avó dela, a empregada doméstica Maria de Fátima, 61 anos, valoriza o projeto. “A limpeza deve ser feita pela administração mesmo, mas os moradores precisam conservar”, reforça. “Se todo mundo cuidar, vai permanecer bonito e bem-cuidado. É tão bom ter um espaço como esse na cidade, com árvores, sombra, água, parquinho, tudo de graça!”, comemora.

Gerente de Políticas Sociais da Administração Regional, Valmir José da Conceição acompanha as ações diariamente. “O volume de lixo coletado na região do Córrego do Açude impressiona, principalmente porque, quatro meses atrás, fizemos uma grande limpeza nesta região”, conta. Além desse ponto, as ações vão se concentrar em outros cinco na área urbana da cidade: os córregos Mato Grande, da Onça, Bora Manso e Capão Comprido e a Ribeira Santo Antônio da Papuda.

Proteção e manutenção

Durante a vistoria nesses pontos, foi constatada a degradação provocada por ações humanas. O administrador Regional de São Sebastião, Alan Valim, explica que a iniciativa acolhe dois dos principais temas de reivindicações da população: proteção ambiental e manutenção de espaços de lazer. “Cuidamos dos espaços que já existem para deixar a cidade mais bonita e segura”, lembra. “Tudo é feito de forma interna, sem gastar orçamento da administração, com engajamento dos servidores, colaboração de empresários da região e de outros órgãos”.

Ao todo, são dez funcionários envolvidos no projeto, que conta com a parceria do Serviço de Limpeza Urbana (SLU) e da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), sendo a maior parte dos materiais utilizados fruto de doação ou sobras de outras obras. Alan Valim ressalta que é obrigação do Estado a manutenção e conservação do espaço público, mas é dever de todos manter tudo bem-cuidado. “É um pedido, solicitação e clamor para que a população colabore”, destaca.

Fonte: Agência Brasília

 

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros